Cientistas chineses clonaram um primata geneticamente modificado pela primeira vez

Uma equipa de cientistas chineses anunciou nesta quinta-feira que clonou cinco macacos a partir de um único primata geneticamente modificado, visando estudar problemas no ciclo do sono, depressão e doença de Alzheimer.

Pela primeira vez, clones foram produzidos a partir de um macaco modificado para fins de investigação biomédica, informou a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

O feito foi divulgado através de dois artigos publicados numa revista científica chinesa, como parte de uma série de anúncios recentes de avanços biomédicos no país.

Alguns destes anúncios provocaram acesos debates éticos, entre os quais está o caso do cientista que no ano passado anunciou – sem provas que assegurassem as sua declarações – que tinha alterado o ADN de bebés para que se tornassem imunes ao vírus da SIDA.

Para o procedimento científico divulgado nesta quarta-feira, uma equipa do Instituto de Neuro-ciências da Academia Chinesa de Ciências em Xangai afirmou ter alterados os genes de um macaco para causar distúrbios no ritmo circadiano – o “relógio” que regula o ciclo biológico de 24 horas dos seres vivos e que regula funções como o sono e o apetite.

A partir deste animal foram clonados cinco outros macacos, que nasceram nos últimos seis meses, e que mostraram sinais de sofrer de problemas mentais associados a distúrbios do sono, que incluíam depressão, ansiedade e comportamentos ligados à esquizofrenia.

A pesquisa, que também é publicada nesta quinta-feira pela revista em língua inglesa National Science Review, dá conta que estes estudos podem ajudar na investigação de distúrbios cerebrais humanos, uma vez que os cientistas foram capazes de criar animais com determinados problemas de saúde.

Poo Muming, diretor do instituto de neuro-ciência e coautor do estudo, disse à imprensa estatal que a equipa de investigadores poderia clonar mais macacos com diferentes transtornos mentais, esperando que futuros procedimentos experimentais facilitem a produção de novos medicamentos ou tratamentos.

O teste científico provocou indignação entre os defensores do bem-estar animal, que rotularam o procedimento como “monstruoso”. “A manipulação genética e a consequente clonagem de animais é um prática monstruosa que causa sofrimento aos animais, condenou Julia Baines, consultora política da PETA no Reino Unido, citada pela Fox News.

O mesmo instituto de Xangai já tinha anteriormente recebido destaque internacional quando clonou, em janeiro de 2018, dois macacos com o método semelhante ao usado há 20 anos para criar a ovelha Dolly.

PARTILHAR

RESPONDER

Bloco desconhece "avanços" no novo apoio social (e sugere que Rio seja dispensado das negociações)

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) disse este domingo que o Governo ainda não se comprometeu com a criação do novo apoio social proposto pelos bloquistas, no âmbito das negociações do Orçamento do Estado …

O tempo pode parecer mais lento do que realmente é. A culpa é dos neurónios cansados

Quando os neurónios do nosso cérebro começam a ficar muito cansados, diminuem a atividade e, como consequência, percebemos o tempo de forma distorcida. O cansaço de um grupo de neurónios especialmente sensíveis à noção de tempo …

Investigação do New York Times revela que Trump não pagou impostos em 10 dos últimos 15 anos

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pagou apenas 750 dólares (645 euros) em impostos federais em 2016, ano em que foi eleito, e outro tanto em 2017, segundo uma investigação divulgada este domingo pelo …

Arménia e Azerbaijão "à beira de uma guerra". Confrontos fazem pelo menos 39 mortos

Os combates deste domingo entre o Azerbaijão e as forças separatistas apoiadas pela Arménia, em Nagorno-Karabakh, fizeram pelo menos 39 mortos, incluindo sete civis, de acordo com informações de ambas as partes. Pelo menos mais 15 …

Paulo Bento substitui Santana Lopes à frente da Aliança

O antigo vereador da câmara de Torres Vedras Paulo Bento substitui este domingo Pedro Santana Lopes como presidente do partido Aliança após a eleição no congresso que terminou naquela cidade do distrito de Lisboa. Paulo Bento, …

Modelo matemático de Alan Turing explica os misteriosos "círculos de fada" da Namíbia

Os impressionantes padrões de vegetação dos "círculos de fada" australianos surgem de acordo com a teoria de 1952 enunciada pelo célebre matemático britânico Alan Turing. Em 1952, quando o matemático britânico Alan Turing publicou o seu …

Cientistas descobrem novo tipo de supercondutor

Uma equipa de cientistas identificou, pela primeira vez, um supercondutor de onda G. A investigação marca um grande desenvolvimento nesta área da Física. Investigadores da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, encontraram um novo tipo de …

Astrónomos provam que há água "presa" na poeira interestelar

As partículas de poeira no Espaço estão cobertas de gelo. Esta descoberta facilita as tentativas futuras de identificar a estrutura e composição da poeira em diferentes ambientes astrofísicos. O meio interestelar é composto por gás e …

Rochas antigas de Vénus apontam para origem vulcânica

Uma equipa internacional de investigadores descobriu que alguns dos terrenos mais antigos de Vénus, conhecidos como "tesserae", têm camadas que parecem consistentes com atividade vulcânica. A descoberta pode fornecer informações sobre a enigmática história geológica …

Na África do Sul, há uma associação entre violência sexual e gravidez indesejada

Na África do Sul, as meninas que sofreram violência sexual têm maior probabilidade de relatar uma gravidez indesejada em comparação com aquelas que nunca sofreram violência sexual. Na África do Sul, a taxa de gravidez na …