Cientistas chineses clonaram um primata geneticamente modificado pela primeira vez

Uma equipa de cientistas chineses anunciou nesta quinta-feira que clonou cinco macacos a partir de um único primata geneticamente modificado, visando estudar problemas no ciclo do sono, depressão e doença de Alzheimer.

Pela primeira vez, clones foram produzidos a partir de um macaco modificado para fins de investigação biomédica, informou a agência de notícias estatal chinesa Xinhua.

O feito foi divulgado através de dois artigos publicados numa revista científica chinesa, como parte de uma série de anúncios recentes de avanços biomédicos no país.

Alguns destes anúncios provocaram acesos debates éticos, entre os quais está o caso do cientista que no ano passado anunciou – sem provas que assegurassem as sua declarações – que tinha alterado o ADN de bebés para que se tornassem imunes ao vírus da SIDA.

Para o procedimento científico divulgado nesta quarta-feira, uma equipa do Instituto de Neuro-ciências da Academia Chinesa de Ciências em Xangai afirmou ter alterados os genes de um macaco para causar distúrbios no ritmo circadiano – o “relógio” que regula o ciclo biológico de 24 horas dos seres vivos e que regula funções como o sono e o apetite.

A partir deste animal foram clonados cinco outros macacos, que nasceram nos últimos seis meses, e que mostraram sinais de sofrer de problemas mentais associados a distúrbios do sono, que incluíam depressão, ansiedade e comportamentos ligados à esquizofrenia.

A pesquisa, que também é publicada nesta quinta-feira pela revista em língua inglesa National Science Review, dá conta que estes estudos podem ajudar na investigação de distúrbios cerebrais humanos, uma vez que os cientistas foram capazes de criar animais com determinados problemas de saúde.

Poo Muming, diretor do instituto de neuro-ciência e coautor do estudo, disse à imprensa estatal que a equipa de investigadores poderia clonar mais macacos com diferentes transtornos mentais, esperando que futuros procedimentos experimentais facilitem a produção de novos medicamentos ou tratamentos.

O teste científico provocou indignação entre os defensores do bem-estar animal, que rotularam o procedimento como “monstruoso”. “A manipulação genética e a consequente clonagem de animais é um prática monstruosa que causa sofrimento aos animais, condenou Julia Baines, consultora política da PETA no Reino Unido, citada pela Fox News.

O mesmo instituto de Xangai já tinha anteriormente recebido destaque internacional quando clonou, em janeiro de 2018, dois macacos com o método semelhante ao usado há 20 anos para criar a ovelha Dolly.

PARTILHAR

RESPONDER

"Tirámos Trump de lá". Funcionário da CNN admite que canal quis ajudar Biden a vencer eleições

Um funcionário da CNN falou abertamente com um jornalista disfarçado sobre as motivações políticas que a emissora teve durante a eleição presidencial de 2020. A investigação foi divulgada pela Fox News, que relatou que o funcionário …

Cem mil famílias vão receber 1.300 euros para melhorar conforto térmico de casa

Cerca de 100 mil famílias carenciadas vão receber vouchers no valor de 1.300 euros para melhorar a eficiência energética das suas casas. Parte do dinheiro da “bazuca europeia” vai destinar-se a melhorar a eficiência energética. O …

Juventude Popular defende que corrupção deve prescrever apenas ao fim de 20 anos

A Juventude Popular (JP) preparou um conjunto de "propostas contra a corrupção" e defende que crimes como corrupção ativa e passiva devem prescrever ao fim de 20 anos. A Juventude Popular (JP) defende que crimes como …

EUA abrem "a cada 10 horas" uma nova investigação contra a China

O Departamento Federal de Investigação (FBI) dos Estados Unidos tem mais de duas mil investigações abertas relacionadas com o governo chinês e abre uma nova “a cada 10 horas”, disse o diretor da instituição ao …

São Miguel em Alto Risco a partir das 00h00 de sexta-feira

A ilha de São Miguel, nos Açores, entra oficialmente em situação de Alto Risco de contágio a partir da meia noite desta sexta-feira. A ilha de São Miguel, nos Açores, vai passar para o nível de …

Grupo de enfermeiros recorreu de queixa arquivada contra bastonária

O grupo de enfermeiros que tinha feito uma participação disciplinar contra a bastonária por causa de comentários nas redes sociais que consideram violadores dos deveres deontológicos, recorreu do arquivamento da queixa para o Tribunal Administrativo …

Myanmar. Junta militar retém familiares de soldados para impedir fugas

Um capitão, que desertou do exército birmanês para se juntar ao movimento de oposição ao golpe militar de fevereiro, acusou a junta militar de reter familiares de soldados para impedir deserções. Lin Htet Aung, que desertou …

NATO segue Estados Unidos e anuncia retirada de tropas do Afeganistão

O secretário-geral da NATO anunciou, esta quarta-feira, que as tropas da Aliança irão começar a sair do Afeganistão a 1 de maio, prevendo a retirada total do país nos meses que se seguirão. "Tendo em conta …

Matrículas poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo

As matrículas para o próximo ano letivo dos alunos do ensino obrigatório poderão ser renovadas automaticamente nos anos de continuidade de ciclo, se não houver alterações substantivas, de acordo com um despacho publicado na quarta-feira. O …

NOS avança com providência cautelar contra alteração das regras do leilão 5G

A NOS vai avançar com uma providência cautelar contra a alteração das regras do leilão propostas pela ANACOM, no dia em que termina o prazo para as operadores responderem. Na última quinta-feira, no 60.º dia de …