Preço do gasóleo cai 6,8 cêntimos. É o valor mais baixo desde o início da guerra

2

Marcelo Camargo / ABr

Preços dos combustíveis varia esta segunda feira. A gasolina fica 1 cêntimo mais cara, enquanto o gasóleo cai 6,8 cêntimos.

As variações de preço nos combustíveis têm sido constantes nos últimos meses, e esta segunda feira não é exceção. No entanto, as alterações divergem.

O preço do litro do diesel, o mais consumido em Portugal, desce 6,8 cêntimos, para o valor mais baixo desde o início da ofensiva russa na Ucrânia. Ao mesmo tempo, a gasolina fica mais cara — 1 cêntimo por litro, segundo o Eco.

Esta era a previsão do Governo na sexta feira passada, quando o Ministério das Finanças anunciou que ia manter os descontos nos impostos dos combustíveis.

De acordo com os preços médios praticados nas bombas na passada segunda feira, o gasóleo simples baixa para cera de 1,776 euros por litro — valor mais baixo desde a semana que começou a 28 de fevereiro, quatro dias após o início da guerra.

Já a gasolina aumenta para 1,925 euros por litro, o valor mais alto desde 25 de abril. Mas estes são preços médios e podem variar consoante o posto de abastecimento.

Os preços dos combustíveis têm vindo a aumentar desde que a guerra começou, a 24 de fevereiro, mas aceleraram bastante nas últimas semanas.

Os receios de uma disrupção no mercado do petróleo causaram um aumento na cotação do barril para mais de 140 dólares, enquanto ainda há incerteza sobre o impacto da proibição de importações de produtos petrolíferos russos para a União Europeia até final do ano, como sanção ao Kremlin.

O Executivo tem lançado várias medidas para aliviar os preços nos consumidores, como é o exemplo do Autovoucher — descontinuado em abril — e descontos nos impostos sobre os produtos petrolíferos ISP.

De acordo com as contas do Ministério das Finanças, a redução total do ISP, através do mecanismo semanal de revisão de ISP e da redução das taxas unitárias deste imposto para o equivalente a uma taxa de IVA de 13%, totaliza 21,5 cêntimos por litro de gasóleo e 22,5 cêntimos por litro de gasolina.

  ZAP //

2 Comments

  1. O sistema de interesses implantado na comunicação social, com as redes de televisão a convencer-nos a desvalorizar o Ivoucher, por acaso a forma mais justa e correta de fazer chegar aos consumidores de forma direta e imediata, lá conseguiram acabar com o Voucher dos combustíveis, e assim conseguiram os consumidores ficarem sem nada e a pagar o combustível na mesma cada vez mais caro, mas contente a ver a porcaria de programas, e Muita Publicidade das televisões, que cumpriram a sua missão, na ajuda aos seus acionistas e financiadores, clientes publicitários.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.