Portugal vs Holanda | Selecção volta a conquistar a Europa

José Coelho / EPA

Portugal é o grande vencedor da primeira edição da Liga das Nações da UEFA. A formação campeã da Europa puxou dos galões para conquistar a nova prova de selecções, e logo perante o seu público, graças a um triunfo mais do que justificado na final ante a Holanda, por 1-0, golo de Gonçalo Guedes na segunda parte.

Num jogo em que a “laranja” teve mais bola, a verdade é que tal aconteceu muito por culpa da estratégia portuguesa, que deu a posse ao adversário, cortou espaços para os atacantes contrários e foi muito inteligente no contra-ataque. A grande diferença em termos de remates é demonstrativa do acerto das opções tácticas de Fernando Santos para este jogo.

O Jogo explicado em Números

  • Início de jogo de maior domínio holandês, com 65% de posse de bola. Fernando Santos percebeu que o seu adversário sente-se confortável nas transições rápidas, pelo que optou por dar a iniciativa aos holandeses, para tapar os espaços e aproveitar a formação das “quinas” os espaços concedidos. Assim, no primeiro quarto-de-hora Portugal registava os dois únicos remates do jogo, um enquadrado.
  • E assim prosseguiu o encontro nos 15 minutos seguintes. A meia-hora chegou sem remates da Holanda, com Portugal a somar três, apesar dos 60% de posse de bola por parte da “laranja”. Aliás, os comandados de Ronald Koeman não tinham mais do que duas acções com bola na área lusa.
  • Destaque nesta fase para Bruno Fernandes. O médio do Sporting registava dois remates (ambos de fora da área), um enquadrado, um passe para finalização e um cruzamento eficaz (o único que fez), com quatro recuperações e dois desarmes para mostrar de trabalho defensivo.
  • Perto do intervalo, Portugal já somava nove remates, cinco deles da autoria de Bruno Fernandes, três deles enquadrados (dois do médio). A Holanda continuava sem qualquer disparo, visto que o posicionamento recuado de Portugal não deixava Depay e companhia explorarem a capacidade de explosão.
  • Nulo ao descanso, que reflectia o facto de as duas equipas estarem de certa forma encaixadas nos seus 4-3-3, mas que não era fiel ao jogo atacante das duas equipas.
  • Se a Holanda teve mais bola nesta etapa inicial (58%), Portugal foi bem mais afirmativo no ataque, chegando ao intervalo com 12 remates, embora somente quatro com boa direcção, frente a uma “laranja” que não realizou qualquer disparo.
  • O melhor em campo nesta fase era Bruno Fernandes, com um GoalPoint Rating de 6.9, com cinco remates, dois deles enquadrados, três passes para finalização e dois cruzamentos eficazes em três.
  • Portugal justificava o golo desde a primeira parte, mas também pelo que ia fazendo na segunda, com muitos lances de rápidos contra-ataques. Pelo que, aos 60 minutos, marcou mesmo. Lance veloz, Bernardo Silva deixou em Gonçalo Guedes à entrada da grande área, em zona frontal, e o jogador do Valência atirou a contar. Ao 14º remate, a formação lusa chegava à vantagem. A Holanda continuava sem qualquer disparo.
  • O primeiro remate da Holanda surgiu apenas aos 65 minutos, por Depay, e enquadrado. Muito pouco para uma selecção que continuava a dominar em termos de posse de bola, 54% na etapa complementar.
  • Aluga-se asa direita. Na segunda parte, chegado o minuto 75, Portugal havia realizado 66% dos seus ataques pelo flanco esquerdo, contra somente 8% pelo direito, com Gonçalo Guedes em grande evidência nesse aspecto. A Holanda continuava a ter mais bola nesta fase, mas a turma das “quinas”, já com Rafa Silva em campo (saiu Guedes), mantinha o seu adversário em sentido.
  • Aos poucos os holandeses mostravam menor frescura física e, acima de tudo, uma grande dificuldade para acompanhar a velocidade de Rafa Silva, que criava muitos desequilíbrios. Portugal tinha o jogo controlado e acabou mesmo por assegurar a vitória e a conquista da primeira edição da Liga das Nações.

O Homem do Jogo

Grande jogo de Bernardo Silva, quiçá o melhor que realizou com a camisola das “quinas”. O médio do City esteve em todas ao logo de todo o jogo, terminando com um GoalPoint Rating de 7.5. Bernardo não só fez a assistência para o golo de Gonçalo Guedes, como registou cinco passes para finalização, completou 33 de 37 passes, teve sucesso em seis de nove tentativas de drible e participou no processo defensivo, com destaque para cinco recuperações de posse e quatro bloqueios de passe.

Jogadores em foco

  • Gonçalo Guedes 6.0 – O homem que decidiu a partida. Guedes marcou o golo da vitória de Portugal, numa partida em que esteve muito activo, mas nem sempre decidiu bem. Ao todo fez três remates (um enquadrado) e tentou uma vez o drible, sem sucesso.
  • Bruno Fernandes 6.8 – O médio sportinguista foi o melhor em campo durante grande parte do jogo, em especial pelo que fez no capítulo do remate. Ao todo, Bruno registou seis remates, enquadrou três, fez três passes para finalização e outros tantos cruzamentos (dois eficazes).
  • Raphäel Guerreiro 6.6 – Porque Portugal não quis dar a profundidade aos atacantes holandeses, Guerreiro esteve algo retraído ofensivamente, com somente dois passes para finalização. Contudo, completou 45 de 52 passes, teve êxito nas duas tentativas de drible e registou nove recuperações de posse.
  • José Fonte 6.4 – A dupla de centrais de Portugal esteve irrepreensível, mas Fonte acabou por apresentar números superiores. Para além de dois remates, o jogador do Lille ganhou quatro de sete duelos aéreos defensivos e somou 11 alívios.
  • Cristiano Ronaldo 5.3 – Jogo competente e virado para o colectivo por parte do capitão. Ronaldo enquadrou um de três remates, fez dois passes para finalização e completou dois dribles, mostrando grande rigor táctico.
  • Jasper Cillessen 7.0 – O melhor da Holanda foi o seu guarda-redes. Cillessen foi chamado a muito trabalho e só por uma vez não conseguiu travar um enquadrado, terminando com seis defesas, duas a remates na sua grande área, uma a disparo ao ângulo da sua baliza.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Boris Johnson comparou o Reino Unido ao Hulk (e ele não gostou)

Há 12 anos que o ator Mark Ruffalo encarna Hulk, uma das mais célebres personagens da Marvel, no cinema. Agora, decidiu pronunciar-se sobre o Brexit, depois de Boris Johnson ter evocado Hulk. Para o primeiro-ministro, o …

Família encontrou mais de 2.200 fetos preservados em casa de médico norte-americano

Uma família encontrou mais de 2.200 fetos preservados na casa de um médico norte-americano que morreu no início deste mês. O The Guardian avançou este domingo que uma família encontrou 2.246 fetos preservados em casa de …

Mais plástico e menos peixe. Explorador britânico teme pelo mar português

Farto de ver cada vez mais plástico e menos peixe no oceano, o veterano explorador e documentarista britânico Paul Rose defende que Portugal deve criar mais áreas marinhas protegidas. Paul Rose, que mergulha desde os anos …

Há 10 anos, Banksy pintou chimpanzés no Parlamento inglês. Agora, o quadro vai a leilão

Em 2009, o artista de rua conhecido como Banksy pintou uma enorme tela a óleo do parlamento inglês, mas em vez de deputados os tribunos eram chimpanzés. Banksy pintou o quadro, com quatro metros de comprimento, …

Tempestade em Espanha derrubou palmeira que era Património da Humanidade

A queda de "La Centinela", a árvore mais alta do conjunto que a Unesco classificou como Património da Humanidade desde 2000, está entre os danos materiais causados pela passagem da "gota fria" - um fenómeno …

Dador de esperma teve 12 filhos com autismo (e foi processado)

Danielle Rizzo tem dois filhos autistas, um com seis anos e outro com sete. Ambos foram concebidos com recurso a um dador anónimo. Há três anos, Rizzo descobriu que estes fazem parte de uma "família" …

Em Hollywood, os homens ganham mais 1 milhão de dólares do que as mulheres

Uma equipa de economistas analisou o salário de 246 atores e atrizes e concluiu que as mulheres ganham em média menos 56% do que os homens na indústria cinematográfica, pelos mesmos papéis. A diferença média entre …

"O primeiro passo para salvar o planeta é eleger outro presidente dos EUA"

John Kerry esteve em Lisboa para o encerramento da conferência "O Futuro do Planeta". O ex-secretário de Estado de Barack Obama lembrou que na luta para salvar a Terra, "não estamos a ganhar". John Kerry começou …

Gibraltar dissolve o parlamento e convoca eleições antes da data do Brexit

O chefe do governo de Gibraltar dissolveu esta segunda-feira o parlamento e convocou eleições para 17 de outubro, com o objetivo de preparar este território britânico situado no extremo sul de Espanha para o Brexit, …

Aumento do turismo nos Açores provoca mais acidentes de viação (mas menos graves)

O aumento de viaturas de aluguer que circulam nas estradas açorianas tem levado a um aumento da sinistralidade, ainda que muitos deles não sejam registados. Ainda assim, os acidentes são, no geral, menos graves. Quem o …