Portugal pode ser a primeira bolha imobiliária a explodir

22

Portugal corre um sério risco de ser a primeira bolha imobiliária a explodir na Europa. O excesso de empréstimos à habitação com juros variáveis é alarmante.

Os preços das casas aumentaram 18% em 2022, o crescimento mais elevado desde 1991. Apesar do recorde, registou-se um ligeiro abrandamento dos preços na segunda metade do ano passado, de acordo com dados da Confidencial Imobiliário, citados pelo jornal Público.

Atualmente, o mercado imobiliário em Portugal está a passar por um período de grande procura e preços elevados. Isto deve-se a vários fatores, incluindo a recuperação económica do país, o aumento do turismo e a procura de imóveis por investidores estrangeiros.

No entanto, os preços das casas ainda são considerados elevados para muitas pessoas, especialmente aquelas que estão à procura da sua primeira casa.

“Não se antecipam passos expressivos na resolução dos problemas de falta de oferta, devido ao aumento dos custos de construção e aos licenciamentos demorados. A classe média será especialmente afetada por esta falta de oferta, pois mesmo a oferta que surge tende a direcionar-se mais para os segmentos menos afetados em termos de rendimento, como as classes média-alta e alta”, refere a consultora imobiliária JLL.

A situação não é animadora e dado recentes sugerem que Portugal pode mesmo ser a primeira bolha imobiliária a rebentar na Europa.

Uma publicação do site Value of Stocks analisa a situação atual do mercado imobiliário português e alerta para o excesso de empréstimos à habitação com juros variáveis, muito superior ao da média europeia.

Portugal tem quase dez vezes mais pessoas com taxas variáveis nos empréstimos à habitação que o resto da Europa. Mais precisamente, 93% dos empréstimos em Portugal têm taxas variáveis.

No seu habitual espaço de comentário Leste/Oeste, na SIC Notícias, Nuno Rogeiro analisou os resultados do estudo, falando de “um alerta nacional”.

Nuno Rogeiro refere que não quer gerar alarme social, mas tem conhecimento que “em muitos meios financeiros e de investimento se começa a falar” da possibilidade da explosão da bolha imobiliária.

  Daniel Costa, ZAP //

22 Comments

  1. Em relação aos valores do arrendamento, basta revogar a inconstitucional, criminosa, e ilegal «Lei das Rendas», criada pela ex-Ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, Maria Graça, para que este esquema tenha um fim, e sobre a «…falta de oferta…» de imóveis, é mentira, pois existem imensos imóveis que neste momento se encontram colocados para alojamento local, temporário, turístico, ou de curta duração, o que é proibido por Lei pois os imóveis construídos para habitação não podem ser sujeitos a essas modalidades.

    • Criminoso é ter rendas anteriores a 1990 congeladas com valores irrisórios e vitalícios…os senhorios não são segurança social…. à conta dessas loucuras o arrendamento não funciona para jovens e estudantes… segundo censos 2021 o país tem cerca de 150 mil contratos habitação anteriores a 1990 com rendas vitalícias inferiores a 150 euros

      • Você confunde tudo e fá-lo por ignorância ou então é mal-intencionado; quando escreve «…os senhorios não são segurança social…» esquece-se que uma parte considerável dos proprietários de imóveis colocava e coloca os mesmos ao serviço da Segurança Social (SS), pois a renda dessa forma é sempre garantida pelo Estado – não existindo risco de incumprimento por parte do Inquilino – ou seja, o aluguel é pago com os impostos dos Portugueses, que para além do mais não podem ser responsabilizados pelos maus «…contratos habitação anteriores a 1990…» efectuados pelos Senhorios.

        • Ó Figueiredo, você só bolça aldrabices e palermices. Tenha juízo. Este disparate sem pés nem cabeça é hilariante: “uma parte considerável dos proprietários de imóveis colocava e coloca os mesmos ao serviço da Segurança Social”. Trate-se.

        • Tem que explodir mesmo e já está mais do que na hora !!! Bando de gananciosos !!! Fora os arrendamentos que está inadmissível… 550€ por um quarto ??? 800€ por um t0 ???? Está mais do que na hora de acabar com a festa desses mercenários!!!!!

  2. Aproveite já para comprar os imóveis dos seus sonhos!

    Tenho um galinheiro à venda, com grande potencial, open space, muito boa iluminação, e vistas magnificas. Ideal para investimento, alojamento local ou arrendamento. Aceito ofertas a partir dos 150.000€

    Também tenho uma caixa de sapatos (tamanho 42), com grande potencial, open space, classe energética A, ideal para investimento, alojamento local, arrendamento ou mesmo habitação própria individual ou para famílias pequenas. A portabilidade é uma grande vantagem deste “imóvel”. Aceito ofertas a partir dos 100.000€.

  3. E os juros dos empréstimos á habitação a subir desta forma já estão a fazer com que a classe média e média baixa comecem a não poder pagar as prestações..
    Não há ninguém que olhe para isto??

  4. Gostei imenso da parte em que referem “a recuperação económica”.
    Todos os portugueses a vêem, todos os portugueses a sentem.

  5. Enquanto estiverem as portas escancaradas não vão faltar investidores estrangeiros de capital duvidoso a comprar tudo e mais alguma coisa nesta república das bananas por isso qual bolha imobiliária a explodir qual carapuça

  6. A triste caminhada que o nosso governo nos faz seguir… indeminizacoes milionárias por 22 dias de serviço… aumentos de luz, privatizações de águas, subsidios a bancos, TAP, brisa…e asfixiar da população que produz no nosso país… ninguém se rebolta…

    Triste atualidade a nossa

  7. A triste caminhada que o nosso governo nos faz seguir… indeminizacoes milionárias por 22 dias de serviço… aumentos de luz, privatizações de águas, subsidios a bancos, TAP, brisa…e asfixiar da população que produz no nosso país… ninguém se revolta…

    Triste atualidade a nossa

  8. O amigo que deseja a revogação da lei Cristas é um daqueles que defende o fim dos despedimentos po r incumprimento e outras amarras aos proprietários que a levar a cabo essa medida seria o fim dos arrendamentos, esse senhor não faz nem quer fazer contas ao prejuizo causado que deixam as casas em estado lastimavel que quando saem as rendas que pagaram nao cobrem metade dos prejuizos causados e ninguém os responsabisa por isso .

  9. Meus caros
    Rendas de 100€ está mal.Quartos a 600€ está mal .Um apartamento podre por 150.000€ está mal.Juros a subir sem control está mal.
    No fundo da questão está a realidade.Este mundo não foi feito para quem não tem dinheiro.As bases desta sociedade assentam no poder do dinheiro.E nem sequer é imoral.Foi o que toda a sociedade aceitou nos ultimos 50 anos.Foi criada a ilusão de que quem ganha ordenado minimo pode viver como um cidadão, ter casa própria, carro e férias em Tenerife.
    Pois mas não pode.Nao vive,mas apenas sobrevive.
    Acabem com estas ilusões. Tem dinheiro?vive
    Não tem sobrevive.
    Não criem ilusões

  10. Qual é a dúvida de que quem tem dinheiro é que pode ter o que quer ? Por isso vivemos numa sociedade de consumo certo? Quem pensa o contrário enfim só lhe resta chamar ladrões e aldrabões a quem tem. Eu sou teso que nem um carapau mas por eu não ter não posso chamar nomes a quem tem ou querer ter o que os outros têm, as nossas escolhas é que nos definem no futuro eu não posso criticar os filhos do Ronaldo por serem filhos dele e serem multimilionários ! Certo ?

  11. Há sim falta de moradias e enquanto não houver uma reforma profunda que modifique a questão da terra, isso não vai mudar. Em Portugal, os terrenos urbanos são caros porque a lei não permite construção em terrenos que supostamente são destinados a agricultura, quando na realidade quase ninguém vive da agricultura. Só grandes empresas de construção ou pessoas com muito dinheiro conseguem construir. E isso vira uma bola de neve, pois quem tem casas, apartamentos ou terrenos urbanos especulam com seus bens imóveis.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.