Cientistas portugueses participam na criação do maior telescópio do mundo

(dr) SKA Organization

Ilustração das antenas parabólicas que serão instaladas na África do Sul.

O SKA, Square Kilometre Array, está já em construção e será o maior telescópio do mundo. Cientistas portugueses estão a participar no seu design e alguns dos testes serão feitos em território luso.

A construção do SKA já dura há mais de duas décadas, mas parece já haver data anunciada para a sua grande apresentação. Planeia-se que esteja pronto em 2020, para que em 2023 inicie observações. Portugal tem envolvidos no projeto cerca de 40 investigadores das universidades do Porto, Lisboa, Coimbra, Évora, Beira Interior e Aveiro

“O SKA vai permitir um salto gigantesco no conhecimento“, diz Domingos Barbosa, investigador do Instituto de Telecomunicações (IT), na Universidade de Aveiro, e o coordenador da infraestrutura de investigação do SKA em Portugal.

São vários os testes essenciais ao projeto que vão ter lugar em Portugal. “As ferramentas de software do telescópio estão neste momento a ser todas alojadas no IT, em Aveiro”, onde os testes serão realizados até ao final deste ano.

Em declarações ao Diário de Notícias, Domingos Barbosa explica que o design do telescópio, “que ainda não está completamente definido”, teve a participação de cientistas portugueses. O investigador afirma ainda que o seu grupo “lidera o desenho das plataformas informáticas que vão gerir a operação do SKA”.

O telescópio, para esta primeira fase, conta com um orçamento de 700 milhões de euros. O grupo de investigadores portugueses está envolvido na gestão operacional do radiotelescópio e é responsável pela orientação de cada uma das antenas e a distribuição da informação entre os vários centros de dados.

O SKA será amigo do ambiente, baseando-se unicamente em energias renováveis. A “operação verde” do telescópio, como lhe chama Domingos Barbosa, será testada esta primavera no Alentejo.

Este radiotelescópio não será apenas o maior do mundo, tem também a particularidade de ser distribuído por vários países, realça o DN. Na África do Sul serão instaladas cerca de 200 antenas parabólicas, com 15 metros de diâmetro cada. Na Austrália, serão instaladas outras 130 mil antenas, mas de uma dimensão menos.

Ilustração das antenas parabólicas que serão instaladas na Austrália.

A instalação distribuída por países com diferentes horas de sol diárias permitirá que a operação das antenas funcione com tecnologia solar fotovoltaica. “A ideia é demonstrar que esta opção verde permite uma poupança muito significativa, de cerca de 13 milhões de euros, na própria construção do telescópio”, adianta Domingos Barbosa.

Há ainda uma proeza única alcançada pelo SKA. O líder do projeto em Portugal afirma que este radiotelescópio será “o primeiro a observar todo o céu, e não apenas algumas parcelas de cada vez”. Além disso, não é preciso esperar pela noite para fazer as observações, ao contrário de outros telescópios com esta limitação.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Elon Musk quer enviar passageiros para o Espaço já no próximo ano

O bilionário Elon Musk, também fundador da fabricante de automóveis elétricos Tesla, fez um anúncio surpreendente: quer que pôr passageiros no Espaço já em 2020. “Isto pode soar totalmente louco, mas queremos tentar entrar em órbita …

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …