Em Portugal, mais de 40% dos casos são “falsas urgências”

Em 2017, as “falsas urgências” representaram 41,1% dos casos alvo de triagem nos hospitais em todo o território nacional.

Dados disponíveis no portal do Serviço Nacional de Saúde permitiram concluir que, em todo o território nacional, as “falsas urgências” representaram 41,1% dos casos alvo de triagem nos hospitais. Além disso, há sete hospitais no país onde mais de 50% das idas às urgências são motivadas por causas não urgentes.

Segundo o Público, mais de 50% das idas às urgências nesses sete hospitais são casos em que os doentes recebem uma pulseira verde (pouco urgente), azul (não urgente) ou branca (atividade programada), as menos graves na escala de Manchester.

Os sete hospitais em causa são o hospital Amadora-Sintra, Loures, Lisboa Norte (Santa Maria e Pulido Valente), Garcia de Orta e Cascais – na Área Metropolitana de Lisboa – e em Póvoa de Varzim/Vila do Conde e Santa Maria Maior – distrito do Porto e Braga, respetivamente.

Pelo contrário, os hospitais que registam menos situações deste género são o Centro Hospitalar do Porto, o da Cova da Beira e o de Coimbra, nos quais as “falsas urgências” não excedem os 30%.

Os dados permitem ainda concluir que na origem destas “falsas urgências” estão a falta de médicos de família e pouca literacia em saúde. As “falsas urgências” têm um impacto negativo e “muito significativo”, já que aumenta a pressão sobre os profissionais de saúde e o tempo de espera dos utentes, aponta o Hospital Santa Maria Maior, em Barcelos.

Os hospitais têm realizado várias iniciativas para incentivar os utentes a dirigirem-se aos centros de saúde. O Hospital de Loures, por exemplo, tem mantido contacto com os centros da sua área “para potenciar parcerias e proporcionar melhores cuidados aos utentes, quer ao nível da prevenção, quer ao nível do acompanhamento de doenças crónicas”.

Já o Centro Hospitalar de Póvoa de Varzim/Vila do Conde tem tentado reduzir as idas à urgências, tendo atribuído um médico e um enfermeiro de família a todos os utentes residentes nos dois concelhos. Além disso, as consultas não programadas foram reforçadas e os horários de atendimento foram prolongados.

No Hospital de Santa Maria Maior, em Barcelos, está a ser realizado um estudo sobre o grupo de doentes não urgentes que recorre às urgências, de modo a perceber as suas motivações.

Mas é no Garcia de Orta que a situação merece mais atenção, já que se identificou que 87% dos utentes se deslocam à urgência pelos mesmos motivos que vão ao centro de saúde. Assim, foi criado o Grupo de Resolução High Users de modo a reduzir o número de idas evitáveis às urgências, mas também “melhorar a orientação e o encaminhamento dos utilizadores frequentes para os cuidados de saúde e apoio social de que necessitam”.

Ainda assim, os hospitais do Serviço Nacional de Saúde atenderam em 2017 6.318.257 urgências, um decréscimo de 87 mil em relação a 2016. Este valor representa um decréscimo de 1,4%, o maior em cinco anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …