Polos magnéticos da Terra podem inverter-se a qualquer momento

(dr) Joseph N. Pelton

Os campos magnéticos da Terra criam forças complexas à volta do planeta

Os campos magnéticos da Terra criam forças complexas à volta do planeta

A Terra está rodeada por um campo magnético que protege a vida da radiação solar nociva, desviando partículas carregadas. Como este campo está em constante mudança, os polos magnéticos da Terra podem inverter-se a qualquer instante – e nós estamos totalmente impreparados.

De acordo com um artigo publicado a semana passada no The Conversation pelos geofísicos Phil Livermore e Jon Mound, investigadores da Universidade de Leeds, os polos magnéticos da Terra podem inverter-se a qualquer momento.

A história do nosso planeta inclui pelo menos várias centenas de inversões magnéticas globais, nas quais os polos magnéticos norte e sul trocaram de lugar.

Durante uma inversão, o campo magnético assume uma forma mais fraca e mais complexa. A sua força atual pode cair para 10% e ter ambos os polos magnéticos no equador, ou até criar múltiplos polos magnéticos “norte” e “sul”.

As inversões geomagnéticas ocorrem algumas vezes a cada um milhão de anos, em média. No entanto, o intervalo entre essas inversões é muito irregular e pode variar até dezenas de milhões de anos.

Também podem acontecer inversões temporárias e incompletas, conhecidas como eventos, nas quais os polos magnéticos se afastam dos polos geográficos e, em seguida, retornam à sua localização original.

A última inversão total, a inversão de Brunhes-Matuyama, ocorreu há cerca de 780.000 anos atrás. A última inversão temporária, o evento Laschamp, ocorreu há cerca de 41 mil anos, e durou menos de 1.000 anos – sendo que a mudança real da polaridade durou cerca de 250 anos.

A alteração no campo magnético durante uma inversão enfraquece o seu efeito de proteção da Terra, permitindo níveis elevados de radiação na superfície do planeta. Se isso acontecesse agora, o aumento de partículas carregadas a atingir Terra iria resultar em grandes riscos para satélites, aviação e infraestrutura elétrica terrestre.

As tempestades geomagnéticas, impulsionadas pela interação de erupções anormalmente grandes de energia solar com o nosso campo magnético, dão-nos uma pequena noção do que esperar com um escudo magnético enfraquecido.

Em 2003, a chamada Halloween Storm causou apagões na rede de eletricidade da Suécia, exigiu o reencaminhamento de voos e perturbou satélites e sistemas de comunicação. Mas essa tempestade foi menor em comparação com o Evento Carrington de 1859, que causou auroras polares em todo o mundo, do hemisfério norte até às Caraíbas.

O impacto de uma grande tempestade na infraestrutura eletrónica atual não é totalmente conhecido. No entanto, qualquer tempo sem eletricidade, aquecimento, ar condicionado, GPS ou Internet teria um grande impacto no planeta, podendo resultar numa interrupção económica de vários milhões de dólares por dia.

O efeito de uma inversão magnética nas pessoas

Não é possível prever qual seria o impacto direto de uma inversão na nossa espécie, uma vez que os seres humanos modernos não existiam quando ocorreu a última inversão total.

Mas os cientistas sabem que a inversão total dos polos magnéticos está “próxima” e o facto de o campo da Terra estar a diminuir 5% por século levou a sugestões de que este pode inverter-se nos próximos 2 mil anos.

O campo magnético da Terra é gerado dentro do núcleo líquido do nosso planeta, pelo lento agitar do ferro fundido. Tal como a atmosfera e os oceanos, a maneira como o campo magnético da Terra se movimenta é governada pelas leis da física.

Isto significa que os especialistas poderão ser capazes de prever a inversão através da monitorização deste movimento, tal como podem prever o clima. O problema é que a previsão de movimentos no núcleo da Terra será bastante complicada porque este está localizado 3 mil quilómetros abaixo do solo.

Apesar disso, uma rede global de observatórios e satélites em órbita está a monitorizar ao pormenor todas mudanças do campo magnético, e estão a ser realizadas simulações numéricas e experiências para estudar a dinâmica dos fluidos no interior do planeta.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Penso que pelo menos em relação a alguns seres humanos a inversão de polaridade já produziu efeito pois vê-se por aí muita coisa invertida, resta saber até onde poderá progredir.

  2. Despreparado?
    A palavra existe mas é mais usada npo Brasil. Não é muito mais comum “impreparado” no Português ‘verdadeiro’???

RESPONDER

Área Metropolitana de Lisboa em contingência até ao fim de agosto

O Governo vai manter a Área Metropolitana de Lisboa (AML) em situação de contingência até ao final de agosto, apurou o jornal Observador junto do Executivo socialista liderado por António Costa. De acordo com o …

Sindicato vai processar Ryanair por assédio laboral e discriminação

O Sindicato Nacional de Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) vai processar a Ryanair por assédio laboral e discriminação, exigindo a restituição de créditos laborais, após a resolução de contratos por justa causa, disse …

Em Itália, preparar o regresso às escolas inclui serras afiadas

Itália, o primeiro epicentro de covid-19 fora da China, usou um regime agressivo de testes e uso de máscaras para conter uma segunda vaga no país. Agora, as escolas estão a preparar-se para receber, no …

Marcelo promulga Estatuto do Antigo Combatente e veta alterações ao direito de petição

O Presidente da República promulgou o novo Estatuto do Antigo Combatente, aprovado por larga maioria no parlamento em 23 de julho, desejando tratar-se de “o início de um caminho” e não “o seu termo”. Em nota …

O céu de Wuhan iluminou-se com 400 drones para homenagear a população

O céu de Wuhan, cidade chinesa onde se pensa ter surgido o novo coronavírus, em dezembro de 2019, foi iluminado, este domingo, com 400 drones para homenagear os habitantes. De acordo com o vídeo da CGTN, …

Vila do Conde revela que tem 173 casos ativos no concelho

A Câmara de Vila do Conde, do distrito do Porto, revelou esta quarta-feira que existem 173 casos ativos de covid-19 no concelho e que já está em marcha um plano de apoio à população, assim …

Descarrilamento de comboio na Escócia faz pelo menos três mortos

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas em consequência do descarrilamento de um comboio de passageiros na Escócia, anunciou a polícia escocesa, citada pela agência Lusa. O acidente ocorreu 160 quilómetros a nordeste de Edimburgo. Numa primeira …

Temido garante que "não haverá exceções" para o Avante (e pede cautela com vacina russa)

A ministra da Saúde defendeu esta quarta-feira que a lotação da Festa do Avante!, organizada pelo PCP, terá este ano que ser inferior à capacidade máxima de 100 mil pessoas do recinto no Seixal, por …

Trump pondera impedir entrada de residentes suspeitos de exposição à covid-19

A Administração norte-americana está a ponderar barrar a reentrada no país a cidadãos norte-americanos ou residentes legais suspeitos de terem sido expostos ao novo coronavírus. De acordo com o Jornal Económico, que cita o jornal New …

Pelo menos 42 feridos em Beirute em confrontos entre polícia e manifestantes

Pelo menos 42 pessoas ficaram feridas, esta terça-feira, em confrontos entre manifestantes e a polícia, pelo quarto dia consecutivo, nas proximidades do Parlamento em Beirute. De acordo com a Cruz Vermelha libanesa, dos pelo menos 42 …