Polícia da Califórnia ofereceu dinheiro e combustível em troca de armas

O departamento da polícia de Sacramento, na Califórnia não se limitou a oferecer dinheiro. Também entregaram cartões de oferta de gás.

O departamento de polícia de Sacramento realizou um evento de recompra de armas este sábado, mas não se limitou a dar aos residentes uma oportunidade de entregarem as suas armas de fogo sem qualquer pergunta: também entregaram cartões de oferta de gás, segundo o NPR.

A polícia da Califórnia referiu no Facebook que 134 pessoas tinham deixado armas de fogo, em troca de cartões de oferta de combustível no valor de 50 dólares.

As coleções incluíam pelo menos uma arma de assalto, componentes de “armas fantasma” fabricadas em privado e “múltiplas outras armas de fogo configuradas ilegalmente”, sublinharam as autoridades.

Embora os cartões de oferta pareçam ter sido um incentivo — especialmente com os preços do combustível a subir em todo o país — os funcionários admitiram que não eram o único fator motivador.

“Entre outras razões, os membros da comunidade citaram a falta de experiência ou conhecimento sobre armas de fogo, a falta de conhecimento sobre a legalidade das armas de fogo, ou a incapacidade de armazenar as armas de fogo em segurança como as principais razões para participar no evento“, referiu a polícia.

Seja qual for a razão, o evento de sábado — que devia ter durado cinco horas — teve mais pessoas do que o esperado.

O departamento anunciou apenas 45 minutos após o evento que tinha esgotado o seu conjunto de cartões oferta, “devido a uma resposta esmagadora”, e que iria ter de terminar uma hora mais cedo.

As autoridades continuaram a aceitar armas, mesmo depois de se terem esgotado os cartões de oferta, tendo os funcionários elogiado o evento.

“Acredito verdadeiramente que a prevenção do crime violento é uma responsabilidade partilhada e a esmagadora participação da comunidade atual é uma prova do sucesso que podemos alcançar juntos”, declarou Kathy Lester, Chefe da Polícia de Sacramento.

Várias cidades nos Estados Unidos permitem a compra de armas com o objetivo de reduzir a violência armada nas suas comunidades — embora a investigação sugira que estes programas não conseguem isso.

Sacramento não foi a única cidade a acolher um evento deste género. Oficiais da cidade de Nova Iorque afirmaram que foi entregue um total de 69 armas a uma igreja de Brooklyn também no sábado.

As pessoas que entregaram espingardas e armas de ar comprimido recebem 25 dólares, enquanto que as pessoas que entregam espingardas de assalto ou armas de mão recebem 200 dólares e um iPad.

  Alice Carqueja, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.