Cientistas transformaram pólen num material macio e flexível

Uma equipa de cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, descobriu uma forma eficaz de transformar pólen, um dos materiais mais resistentes do mundo animal, num material macio e flexível. Este novo material pode ser vir como “bloco de construção” no design de novas categorias de materiais ecológicos.

Cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura, criaram um novo tipo de partícula macia e flexível usando pólen como ponto de partida. Segundo o artigo científico, publicado no dia 19 de março na Nature Communications, esta nova partícula pode ser usada como base para uma nova geração de materiais verdes e biocompatíveis.

Os grãos de pólen dos girassóis, naturais e incrivelmente duros, foram transformados em substâncias semelhantes a microgéis, através de um processo muito parecido com a produção de sabão.

O pólen, descrito pelos cientistas como o “diamante do mundo das plantas” devido às suas características indestrutíveis, transporta o material genético masculino de uma planta dentro de uma estrutura composta por duas camadas distintas – uma camada externa resistente (exina) e uma celulose macia e elástica, a camada interna (intina).

Quando são libertados pela flor, os grãos de pólen ficam desidratados. No entanto, quando esses grãos atingem a estrutura reprodutiva feminina da planta, hidratam-se e germinam: um tubo de pólen cresce por fora do grão em direção à parte feminina da planta.

Este processo de crescimento do tubo de pólen é controlado por enzimas que alteram a elasticidade da parede e causam alterações estruturais. Foram estes processos que inspiraram a equipa a tentar remodelar toda a estrutura da parede do pólen e a alterar as propriedades do material.

Os grãos de pólen da planta de girassol foram incubados em condições alcalinas durante 12 horas. Este processo amoleceu as duas partes da parede e as partículas dos grãos incharam, adotando a aparência de gel.

Em simulações de computador, a equipa descobriu que as propriedades elásticas das camadas interna e externa da parede precisavam de estar dentro de um intervalo preciso para que o material derivado do pólen exibisse este aspeto semelhante a gel, relata o EurekAlert.

Isto indica que, para uma partícula de pólen individual, existe uma via química e física que determina se a hidratação leva à germinação bem-sucedida. Este estudo inspira investigações futuras para entender de que forma a ciência dos materiais do pólen pode influenciar o sucesso reprodutivo das plantas.

Com a ajuda das tecnologias de impressão 3D e 4D, estas novas partículas de microgel poderão servir de blocos de construção de géis polímeros, esponjas e outros materiais com propriedades únicas.

Além disso, como este trabalho sugere que não há reação imunológica, alérgica ou tóxica quando usado em tecidos humanos, os cientistas acreditam que este microgel poderá ser muito útil na criação de curativos, próteses e até dispositivos eletrónicos desenhados para serem incorporados no corpo.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Penso que existe um erro neste texto (se não existir, apresento o meu pedido de desculpas)…
    “descobriu uma forma eficaz de transformar pólen, um dos materiais mais resistentes do mundo ANIMAL (?), num material macio e flexível.”
    O pólen, presumo, é do reino vegetal.
    Nota: Não há no meu comentário intenção de denegrir ou atacar, apenas de rectificar, caso seja para rectificar…

RESPONDER

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …

Biblioteca virtual no Minecraft dá voz a jornalistas censurados de todo o mundo

Enquanto governos de todo o mundo reprimem a liberdade jornalística e censuram a sua imprensa nacional, a Reporters Without Borders está a trabalhar para chegar ao público através de um canal improvável: uma enorme biblioteca …

Há mais 19 mortos em Portugal. Número de casos confirmados perto dos 6.000

Portugal registou, este domingo, mais 19 mortes devido ao surto de covid-19. O número de casos confirmados é de 5.962, mais 792 em relação aos números de sábado. A Direção-Geral de Saúde revelou este domingo o …