“Perigo” para o “modelo de vida europeu”. PM austríaco apela ao combate ao “islão político”

Florian Wieser / EPA

O chanceler da Áustria, Sebastian Kurz

O chanceler austríaco, Sebastian Kurz, apelou à União Europeia (UE), um dia após o atentado de Viena, para combater o “islão político”, uma “ideologia” que representa um “perigo” para o “modelo de vida europeu”.

“A UE deve concentrar-se mais, de futuro, no problema do islão político”, disse o chanceler ao Die Welt, citado pela agência Lusa. “Aguardo pelo fim da tolerância mal-interpretada e pela tomada de consciência em todos os países europeus sobre o perigo que representa a ideologia do islão político para a nossa liberdade e modo de vida europeu”, frisou.

O grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico (EI) reivindicou o ataque com arma de fogo registado na segunda-feira em Viena, que provocou quatro vítimas mortais e 22 feridos.

Segundo Kurz, a UE “deve promover uma luta contra o terrorismo islamita, mas sobretudo contra a base política que o sustém, quer dizer, o islão político, com toda a determinação e unidade necessárias”.

“Já estou em contacto com [o Presidente francês] Emmanuel Macron e numerosos chefes de governo sobre esta questão, para que possamos coordenar-nos de forma mais estreita no seio da UE”, assinalou Kurz, ao manifestar-se convencido que o combate contra o islão político vai impor-se “definitivamente” como um tema das próximas cimeiras da União.

O autor do atentado, de 20 anos, foi abatido na noite de segunda-feira pela polícia no centro de Viena. O jovem tinha dupla nacionalidade, austríaca e da Macedónia do Norte, e foi posto em liberdade condicional em dezembro passado após cumprir parte de uma pena de 22 meses de prisão por ter tentado viajar para a Síria e juntar-se às fileiras do EI.

O agressor foi morto pela polícia austríaca, que realizou 18 buscas e prendeu 14 pessoas após o atentado fatal. A Áustria decretou três dias de luto nacional após o que Kurz chamou de “repugnante ataque terrorista”.

Entre as quatro vítimas, há um homem e uma mulher idosos, um jovem transeunte e uma empregada de café, disse Kurz. Além disso, 15 pessoas estão internadas, sete delas em estado grave, segundo a associação de hospitais de Viena.

Policiais e soldados foram destacados na terça-feira para proteger prédios importantes da capital e as crianças não foram à escola.

Um cidadão luso-luxemburguês é um dos feridos resultantes dos ataques, encontrando-se hospitalizado, disse à Lusa fonte do gabinete da secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, já depois de o Presidente da República o ter revelado numa mensagem ao seu homólogo austríaco.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Depois de "disparate" em Matosinhos, Costa promete "lição exemplar" à Galp. Empresa não comenta

António Costa deixou críticas ao encerramento da refinaria de Matosinhos, na sequência da decisão da Galp de concentrar as operações em Sines. A empresa escusou-se a fazer qualquer comentário sobre as declarações. No domingo, o secretário-geral …

Confronto entre EUA e China é "perigoso para o mundo", alerta Guterres

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou no domingo que um confronto entre os Estados Unidos (EUA) e a China é "perigoso para o mundo" e que, apesar das diferenças, há áreas onde …

Portugal recebeu no domingo grupo de 80 afegãos

Portugal recebeu no domingo 80 afegãos, na maioria atletas da equipa de futebol feminino e seus agregados familiares, elevando para 178 o total de cidadãos acolhidos após a emergência humanitária no Afeganistão, anunciou esta segunda-feira …

Inspeção obrigatória das motas começa em janeiro de 2022

Quase dez anos depois de a medida ter sido aprovada pelo Governo, a inspeção obrigatória de motas com mais de 125 cc vai arrancar em janeiro de 2022. Jorge Delgado, secretário de Estado das Infraestruturas, referiu …

André Ventura - Chega

Ventura diz que PSD está "igual" ao PS - e desafia Rio a justificar atraso no interior

O líder do Chega, André Ventura, manifestou-se hoje preocupado com o panorama político à direita, observando que o PSD está “igual” ao PS e acusando ambos os partidos de terem abandonado o interior do país. “Estou …

Sem Cristiano, o que se passa com a Juventus?

Nenhum triunfo em quatro jornadas do campeonato. Não acontecia há 60 anos. E o problema maior não estará no ataque, apesar da saída de Cristiano Ronaldo. Estreia na temporada: 2-2 no terreno da Udinese. Receber o …

Pacto AUKUS. Nova aliança dos EUA na Ásia-Pacífico pode levar a "corrida às armas nucleares"

A nova aliança dos Estados Unidos (EUA) na região da Ásia-Pacífico e a recente compra de submarinos norte-americanos por parte da Austrália pode desencadear uma "corrida às armas nucleares" na região, avisou esta segunda-feira a …

Costa foi omnipresente, agradeceu a regueifa e recarregou a "bazuca" como arma política

António Costa correu oito concelhos do Norte, em missão de campanha eleitoral. A "bazuca" europeia é usada como arma política, assim como a gestão da pandemia. A pandemia era um ponto de inflexão para as eleições …

"Queremos justiça", exigem famílias de vítimas do ataque em Cabul. CIA alertou para a presença de civis

A família das 10 vítimas mortais do ataque com drone dos EUA a um veículo em Cabul exigem que os operadores sejam julgados em tribunal. A CIA terá alertado para a presença de civis segundos …

Rio abre o jogo sobre o futuro do PSD. Não se recandidata se fizer "igual, pior ou muito pouquinho melhor"

Líder social-democrata deu a conhecer o que é, para o próprio, um bom resultado nas próximas autárquicas, recusou-se a falar sobre as movimentações internas no PSD, expôs o papel do partido na votação do OE …