A pílula pode estar a “adormecer” as emoções das mulheres

Um estudo recente realizado por uma equipa de investigadores da Universidade de Greifswald, na Alemanha, concluiu que tomar a pílula pode prejudicar as relações afetivas e “adormecer” emoções.

O psicólogo cognitivo Alexander Lischke explicou que os efeitos da pílulas são “deficiências subtis”, muito leves e quase impercetíveis. A questão parece envolver a forma como identificamos os sentimentos de outra pessoa olhando para o rosto dela.

Os participantes deste estudo receberam uma tarefa de reconhecimento de emoção. O estudo, publicado na Frontiers in Neuroscience, pedia para que 95 pessoas identificassem diferentes expressões faciais: 42 das inquiridas tomavam a pílula, 53 não. A partir deste estudo de caso, a equipa de cientistas concluiu que as mulheres que não tomam o anticoncecional tiveram melhor desempenho.

Este efeito comprovou-se tanto no reconhecimento de expressões faciais positivas como negativas. Os especialistas garantiram que o tipo de pílula tomado é indiferente nestes casos.

Os investigadores questionaram-se sobre o impacto da pílula nas interações sociais das mulheres, assim como nos relacionamentos íntimos. Quando se trata do impacto emocional do contracetivo, a pesquisa científica está ainda em fase embrionária. No entanto, é preciso ter em conta que, em todo o mundo, quase 100 milhões de mulheres usam pílulas anticoncepcionais para prevenir a gravidez ou controlar a menstruação.

Apesar de a pílula ser um dos medicamentos mais extensivamente estudados na história da medicina, atualmente sabemos muito pouco sobre o seu efeito nos pensamentos, emoções ou comportamento de uma mulher.

“Os resultados sugerem que os contracetivos orais prejudicam a capacidade de reconhecer expressões emocionais de outras pessoas, o que pode afetar o modo como as mulheres iniciam e mantém relacionamentos íntimos“, explicou Lischke.

“Contudo, se os contracetivos orais causassem prejuízos dramáticos no reconhecimento de emoções, provavelmente teríamos notado nas nossas interações quotidianas”, rematou.

Apesar de subtis, os resultados desta investigação são significativos. Além disso, segundo o especialista, os resultados deste estudo vão ao encontro de outros anteriores, que descobriram que os níveis de estrogénio e progesterona podem afetar o reconhecimento de emoções de uma mulher.

PARTILHAR

RESPONDER

O Bosão de Higgs foi apanhado a fazer algo inesperado

Uma equipa de cientistas do Laboratório Europeu de Física de Partículas (CERN) observou o Bosão de Higgs, a fazer algo inesperado: à medida que caía, esta parecia decompor-se numa combinação inesperada de partículas. De acordo com …

Feitos de estrelas. Os nossos ossos são compostos por estrelas que explodiram

Uma nova investigação concluiu que metade do cálcio do nosso Universo é oriundo de uma supernova rica em cálcio, que explodiu há milhões de anos. O novo estudo, cujos resultados foram esta semana publicados na revista …

"Monarquia criminosa". Parlamento declara Catalunha republicana e não reconhece o rei

O Parlamento catalão aprovou esta sexta-feira uma resolução na qual declara que “a Catalunha é republicana e, portanto, não reconhece nem quer ter um rei”, rotulando a monarquia de “criminosa”. A resolução foi aprovada em sessão …

Novo método deteta metais tóxicos em alimentos e água em apenas algumas horas

Uma equipa de cientistas da Universidade de Joanesburgo, na África do Sul, desenvolveu um método sensível para detetar níveis perigosos de metais pesados em alguns alimentos e água. Os vestígios de metais como chumbo (Pb), arsénico …

Meghan Markle vence primeira batalha judicial contra jornal britânico

A Duquesa de Sussex conseguiu que o Tribunal Superior de Londres optasse por manter anónima a identidade das suas cinco amigas, como parte da ação legal que está a ser levada a cabo. O 39º aniversário …

Cientistas obrigados a rebatizar dezenas de genes humanos. A culpa é do Excel

Só no ano passado, os cientistas viram-se obrigados a mudar os nomes de 27 genes humanos por causa de um erro de leitura do Microsoft Excel. Tal como explica o portal The Verge, que avança …

"Vai continuar a queimar". Covid-19 é mais parecida com um fogo florestal do que com ondas e picos

Com o surgimento do novo coronavírus no mundo, vários especialistas previam que este iria surgir em ondas e picos. Agora a visão de futuro é outra e os especialistas dizem que a pandemia se compara …

Mudanças climáticas podem vir a causar mais mortes do que a covid-19, alerta Bill Gates

  As mudanças climáticas podem custar muito mais vidas nas próximas décadas do que a pandemia do novo coronavírus (covid-19). O alerta é do co-fundador da Microsoft, Bill Gates, que, através de uma reflexão no seu …

Descoberta a primeira disrupção gigante nas nuvens de Vénus

Uma equipa internacional de cientistas, que incluiu um investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), descobriu a "primeira disrupção gigante" nas nuvens de Vénus que tem fustigado as zonas profundas da atmosfera …

TVI aposta em estúdio a Norte. Nuno Santos quer Informação mais ao estilo da SIC Notícias do que da CMTV

O diretor-geral da TVI, Nuno Santos, afirmou, em entrevista ao jornal Público, que a estação de Queluz de Baixo vai apostar num estúdio no Norte, revelando ainda que pretende mudar a Informação do canal mais …