Há pessoas que nunca engordam (e a razão está escondida nos genes)

Investigadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, concluíram que certas pessoas têm uma “vantagem genética” que as ajuda a manter o peso em qualquer circunstância.

A equipa, liderada por Sadaf Farooqi, quis averiguar porque, num ambiente com acesso a alimentos altamente calóricos e a opção de ter um estilo de vida sedentário, algumas pessoas conseguem permanecer magros, ainda que comam tudo o que desejarem.

Estudos de gémeos mostraram que a variação no peso corporal é amplamente influenciada pelos genes. Até hoje, os estudos concentraram-se em pessoas com excesso de peso. Foram encontradas centenas de genes que aumentam a probabilidade de uma pessoa estar com sobrepeso e, em algumas pessoas, genes defeituosos podem causar obesidade severa desde tenra idade.

Depois de analisar o ADN de quase 14 mil pessoas – 1.600 pessoas magras, 1.985 com obesidade grave e 10.433 com peso normal -, estes especialistas descobriram novas regiões genéticas envolvidas na obesidade severa e algumas ligadas à magreza.

O ADN compreende uma sequência de moléculas conhecidas como pares de bases, representadas pelas letras A, C, G e T. As cadeias destes pares de base formam regiões genéticas. Os nossos genes fornecem o código de como o corpo funciona e alterações na ortografia – por exemplo, um C no lugar de um A – podem ter alterações subtis ou, às vezes, dramáticas na cor de cabelo e cor dos olhos, mas também no peso de uma pessoa.

A equipa encontrou várias variantes genéticas comuns já identificadas como tendo um papel na obesidade. Além disso, encontraram novas regiões genéticas envolvidas na obesidade severa e algumas envolvidas na magreza saudável.

“Como esperado”, as pessoas obesas têm “uma pontuação de risco genético maior do que as pessoas com peso normal”, enquanto que, nas pessoas magras, é muito mais baixa, disse a investigadora Inês Barroso.

Da sua parte, Farooqi disse que “pessoas magras e saudáveis geralmente são assim porque têm menos carga de genes que aumentam as probabilidades de estar acima do peso” e “não porque são moralmente superiores, como alguns sugerem”.

De facto, o especialista confirmou que “a ciência mostra que as coisas são muito mais complexas”, com as quais “temos muito menos controlo sobre o nosso peso do que poderíamos pensar”.

Três em cada quatro pessoas (74%) no estudo tinham histórico familiar de serem magras. A equipa encontrou algumas mudanças genéticas que eram significativamente mais comuns em pessoas magras, o que pode permitir identificar novos genes e mecanismos biológicos que ajudam as pessoas a permanecerem magras.

ZAP // EurekAlert

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Nos genes e na zona do planeta em que se habita! Em muitos locais em guerra, em muitos países africanos e por vários locais desse mundo, há muita gente que não sabe mesmo o que é comer, quanto mais engordar!

RESPONDER

Escalada de violência em Gaza. Israel volta a atacar em resposta a balões incendiários

Forças israelitas voltaram a quebrar o cessar-fogo e lançaram um ataque aéreo na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários lançados pelo Hamas. O cessar-fogo entre Israel e Hamas foi quebrado pela primeira vez na …

Os humanos estão a criar condições que podem iniciar uma nova pandemia

Os humanos estão a criar condições ambientais que podem levar a novas pandemias, indica um novo estudo da Universidade de Sydney. O novo estudo da Sydney School of Veterinary Science sugere que a pressão sobre os …

Governo aperta cerco, mas especialistas queriam mais. Desconfinamento pode estar em risco

Numa altura em que os números de casos diários não para de subir, a preocupação cresce. Apesar das novas medidas tomadas pelo Executivo na zona de Lisboa - a mais afetada do país - Portugal …

Guterres é hoje empossado para segundo mandato à frente da ONU. Marcelo estará presente

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, presta hoje juramento e toma posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Desta forma, a …

Câmara de Lisboa proíbe instalação de ecrãs no espaço público durante Euro2020

A instalação de ecrãs no espaço público durante o período do Euro2020 não será autorizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tendo em conta a situação pandémica, anunciou hoje o município. “A Câmara Municipal de Lisboa, tendo …

A sucção da tromba de um elefante é mais rápida do que a velocidade de um comboio-bala

Os elefantes conseguem sugar coisas a uma velocidade de 530 quilómetros por hora — mais rápido do que um comboio-bala japonês. A tromba dos elefantes é-lhes altamente útil, já que a usam tanto para comer como …

Mais de metade dos rios do mundo não flui todo o ano

Entre 51% e 60% dos 64 milhões de quilómetros de rios e riachos do planeta Terra não fluem periodicamente ou secam durante parte do ano. De acordo com a agência Europa Press, este é o resultado …

Astrónomos podem ter detetado as maiores estruturas giratórias do universo

Pela primeira vez, astrónomos acabam de encontrar evidências de que algumas das maiores estruturas do cosmos giram numa escala de centenas de milhões de anos-luz. A estrutura em questão é um filamento cósmico, uma estrutura longa …

"A melhor seleção do mundo é a Bélgica"

Elogios do selecionador da Dinamarca ao adversário, mas ainda mais elogios aos seus jogadores, apesar de nova derrota dinamarquesa. Dois jogos em casa, duas derrotas. Apesar de realizar os seus encontros em Copenhaga, a Dinamarca está …

Se extraterrestres visitassem a Terra "não estariam vivos", diz astrónomo do SETI

Especialistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), entidade que tem por objetivo a busca de vida no espaço, estão a afastar-se cada vez mais da ideia de encontrar inteligência extraterrestre igual à humana. Num artigo de …