Pequenas cidades podem vir a nascer nas “entranhas” de Marte e da Lua

ESO/M. Kornmesser

Os enormes tubos de lava subterrâneos existentes em Marte e na Lua podem vir a ser utilizados como bases e assentamentos para humanos, sugere uma nova investigação, frisando, contudo, que para tal serão necessários anos de pesquisa.

A investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista científica especializada Earth-Science Reviews, debruça-se sobre o tamanho e morfologia destas estruturas – que podem ser tão grandes como campos de futebol.

“Os maiores tubos de lava da Terra têm, no máximo, 40 metros de largura e altura“, disse um dos autores do estudo, Riccardo Pozzobon, geo-cientista da Universidade de Pádua (Itália). “Assim como grandes túneis rodoviários”, disse, citado pelo Live Science.

A equipa recolheu todas as imagens de satélite disponíveis de tubos de lava em colapso em Marte e na Lua e modelou depois o tamanho dos tubos intactos com base nas relações entre os túneis destruídos e os tubos intactos da Terra.

Os cientistas concluíram que os tubos de lava em colapso em Marte tendem 80 vezes maiores do que os da Terra, com diâmetros entre 40 a 400 metros. Os tubos de lava da Lua parecem ser ainda maiores, variando o seu diâmetro entre 500 a 900 metros.

De acordo com os cientistas, os tubos lunares da Lua podem ser estruturalmente sólidos, tornando-os melhores candidatos para exploração.

Estes tubos de lava são realmente gigantes e pode ser uma opção mais segura do que as superfícies da Lua ou de Marte, vulneráveis aos impactos de meteoritos, à intensa radiação solar, entre outros perigoso, elenca a Russia Today.

“O estudo mostra que, apesar de os colapsos causados por impactos ou tectónica de placas, a maioria dos tubos lunares pode estar intacta, tornando a Lua um alvo extraordinário para a exploração subterrânea e para potenciais assentamentos nos vastos ambientes protegidos e estáveis dos tubos de lava”, escreveram no estudo.

Ao Live Sciece, Pozzobon sugeriu que estes tubos podem facilmente abrigar uma pequena cidade. “O mais provável é estabelecer assentamentos no interior destes vazios [da Lua e de Marte], seja para abrigar humanos ou armazenar equipamentos”.

Estes gigantes tubos de lava formam-se quando a superfície do fluxo de lava arrefece e endurece, mas a lava inferior continua a fluir, podendo permanecer quente e a drenar, deixando uma caverna com muitos quilómetros de comprimento.

Na Terra, o tubo de lava o maior e mais longo tubo de lava conhecido é a Caverna Kazamura, no Havai (Estados Unidos), com 65,5 quilómetros de extensão.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu não estou contra a exploração planetária, mas quando leio isto e vejo o nosso planeta tão belo ser tão mal tratado até chego a pensar que a humanidade está interessada em o destruir o mais rápido possível para ir procurar vida nova em lugares inóspitos e incertos.

RESPONDER

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …

Halterofilista neozelandesa será a primeira atleta transgénero a competir nos Jogos Olímpicos

A neozelandesa Laurel Hubbard, de 43 anos, classificou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria acima de 87kg feminina (super pesadas) do levantamento de peso, tornando-se a primeira atleta transgénero a participar na competição. "Estou …

República Checa 0-1 Inglaterra | Serviços mínimos valem topo

A Inglaterra, que tinha assegurado o apuramento na segunda-feira, garantiu o primeiro lugar do Grupo D do Euro 2020, ao vencer a República Checa por 1-0, com um golo madrugador, no mítico estádio de Wembley. Num …

Croácia 3-1 Escócia | Croatas de trivela rumo aos oitavos

A Croácia, liderada pelos ‘craques’ Luka Modric e Ivan Perisic, qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer por 3-1 a Escócia, que eliminou, num Grupo D conquistado pela Inglaterra. Os …

Asteroide tem nome de astrofísico português Nuno Peixinho

O astrofísico português Nuno Peixinho dá nome a um asteroide, descoberto em 1998 e que tem pouco mais de 10 quilómetros de diâmetro, anunciou esta segunda-feira o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), …

"É inaceitável". Ana Mendes Godinho critica situações de trabalho temporário que "duram décadas"

A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, insistiu esta terça-feira na relevância do combate à precariedade, sinalizando a intenção de restringir o trabalho temporário. "Tem de haver mecanismos mais fortes para combater a segmentação do mercado …

Hitler expulsou os soldados judeus há oito décadas. Agora, um rabino junta-se ao exército alemão

No início da Segunda Guerra Mundial, Hitler expulsou os judeus das Forças Armadas na década de 1930. Agora, Zsolt Balla irá assumir o cargo de rabino-chefe do exército alemão. Mais de 80 anos depois, aquilo que …

Rio critica Governo após "justa indignação" de Merkel

O presidente do PSD acusou esta terça-feira o Governo de estar a fazer Portugal passar “por uma vergonha desnecessária”, considerando que depois da “vexatória desconsideração” do Reino Unido, os portugueses têm que “ouvir a justa …

Amazon acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos

A Amazon foi acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos, segundo uma investigação da Newsweek, publicada na segunda-feira. "Uma investigação da ITV News num dos centros de distribuição da Amazon no Reino …

Enquanto o mundo lutava contra uma pandemia, a Guiné declarava o fim do segundo surto do Ébola

No passado sábado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou o fim do segundo surto de Ébola na Guiné-Conacri, que vitimou mortalmente 12 pessoas. "Tenho a honra de declarar o fim do Ébola na Guiné", disse …