Pelo menos 300 peregrinos morreram esmagados em debandada em Meca

Omar Chatriwala / Al Jazeera English / Flickr

Apedrejamento do Diabo em Mina, durante a Hajj (peregrinação a Meca)

Apedrejamento do Diabo em Mina, durante a Hajj (peregrinação a Meca)

Pelo menos 310 pessoas morreram esta quinta-feira e 450 outras ficaram feridas numa debandada de peregrinos em Mina, perto de Meca, segundo um novo balanço dos serviços de defesa civil da Arábia Saudita.

“A contagem (das vítimas) continua e o número de mortos atingiu os 310, de diferentes nacionalidades”, indicou a Defesa Civil no Twitter.

O balanço anterior dava conta de 220 mortos e 450 feridos. A primeira contagem de 100 mortos e 390 feridos já foi atualizada diversas vezes.

De acordo com a Defesa Civil, estão a decorrer as operações de socorro e seis das suas equipas estão no terreno a prestar os primeiros cuidados aos feridos e a direcionar o fluxo de peregrinos para “rotas alternativas”.

Até ao momento, não foram adiantadas razões para a debandada em Mina, onde foram realizadas obras nos últimos anos para facilitar o movimento dos peregrinos.

Na terça-feira centenas de milhar de muçulmanos iniciaram a deslocação para o vale de Mina, em Meca, para a peregrinação que dura seis dias, no maior encontro anual muçulmano do mundo.

Este ano, a peregrinação para a cidade santa de Meca é marcada pela tragédia de há 10 dias, após um acidente com uma grua, que caiu no interior da grande mesquita de Meca e que provocou a morte a 107 pessoas e ferimentos a 238.

Quase dois milhões de pessoas são esperadas na peregrinação deste ano, enquanto ainda decorre a guerra da Arábia Saudita no Iémen e a violência jihadista aumenta em alguns países muçulmanos.

A peregrinação está entre os cinco pilares do islamismo e todos os muçulmanos deverão ser capazes de a realizar pelo menos uma vez na vida.

/Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

    • É de lamentar o seu comentário ” Piranha” , para si os Muçulmanos o que são?
      Sente-se um ser superior?
      Todos somos livres de escolher a nossa religião.

      Se a crença desdes seres humanos é a de irem a Meca, que vão, lamento as suas mortes,pois foram vidas humanas que se perderam.

      • Curiosamente os muçulmanos é que se consideram seres superiores, quer em relação aos infiéis (todo o resto do mundo), quer os homens em relação às mulheres, que estão um nível acima do gado.
        Infelizmente, as “crenças” não são só irem a Meca. Também incluem matar as “Ideias Claras”, com direito a generosa recompensa no paraíso.
        A ideia de “escolher a religião” é errada, especialmente em países muçulmanos. Aliás, a “saída” do Islão é punida com a morte de acordo com os cânones islâmicos.
        Quanto ao: “Os Muçulmanos o que são?”. Claramente um perigo para qualquer sociedade ocidental e civilizada. Quando são poucos, são praticamente inofensivos. Quando os números crescem, começam os problemas (como já se vê em várias cidades europeias). Portanto, quantos menos a virem para cá melhor.

RESPONDER

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …

Rio Nilo tem 30 milhões de anos. É seis vezes mais antigo do que se pensava

Um grupo de cientistas estudou diferentes sedimentos do rio, incluindo as rochas vulcânicas da região planáltica da Etiópia, e fez simulações computacionais para traçar a vida do rio até ao passado mais longínquo, contabilizou agora …