Os vikings usaram mesmo uma “pedra do sol” para navegar

(dr) MGM Television

O lendário Ragnar Lothbrok, da série histórico-documental “Vikings”, mostra ao irmão uma pedra solar

Os investigadores da Universidade Eötvös Loránd, em Budapeste, na Hungria, fizeram simulações de computador que sugerem que os vikings realmente usaram uma “pedra do sol” precisa para navegar em tempo nublado – e era extremamente precisa.

De 900 a 1200 dC, os vikings governaram o Atlântico Norte. Os vikings são um povo conhecido pelas suas grandes habilidades de navegação e pela sua excelência a construir barcos fortes, o que permitiu que viajassem para várias regiões e conquistassem vastos territórios. Mas isto já deve saber, se acompanha a série histórico-documental Vikings, certo?

Sobre este povo foram feitas diversas pesquisas. Algumas delas sugeriam que os vikings usavam um tipo de relógio de sol para navegar, que aparentemente seria bastante preciso. Mas o que faziam quando estava nublado?

Contos vikings, transmitidos de geração para geração, afirmavam que os navegadores utilizavam “pedras do sol”, que lhes permitiam encontrar luz solar mesmo em dias cerrados.

Até agora, a História não tinha, no entanto, sido capaz de comprovar esses contos. Nenhuma pedra do sol foi encontrada num navio viking naufragado ou perto dele. Um cristal foi encontrado num naufrágio inglês do século XVI, e os marinheiros ingleses poderiam ter aprendido a usá-lo com os vikings, mas são necessárias provas muito mais fortes para confirmar essa hipótese.

Os cientistas acreditam que essa “pedra do sol” seria algum tipo de cristal. Cristais como os formados a partir de calcita, cordierita e turmalina podem dividir a luz solar em dois feixes mesmo quando está nublado.

Isso significa que, quando se gira o cristal, dividindo os dois feixes com o mesmo brilho, um navegador pode ver os anéis polarizados à volta do sol, efetivamente mostrando a sua localização no céu.

Os cientistas do novo estudo, publicado na quarta-feira no The Royal Society Open Science, Dénes Száz e Gábor Horváth, observaram que até agora ninguém testou o uso desses cristais para navegar da Noruega à Islândia, Gronelândia ou mesmo à América do Norte, provavelmente porque uma ou duas excursões não seriam suficientes para provar a sua utilidade, especialmente se não nublar com frequência durante uma das viagens.

Por isso, para testar a eficácia da pedra, a dupla decidiu fazer simulações de computador de várias viagens, de um único ponto na Noruega até um único ponto na Gronelândia.

Depois de inserir dados que descreviam as viagens, os cientistas realizaram as simulações várias vezes ao longo de dois dias virtuais específicos, o equinócio da primavera e o solstício de verão.

Os investigadores fizeram diferentes testes para diferentes tipos de cristais e com diferentes intervalos entre o uso da “pedra do sol”. Os resultados finais foram mistos, dependendo do tipo de cristal usado e com que frequência o marinheiro fazia a leitura do sol.

Na melhor das hipóteses, no entanto, os cientistas descobriram que o uso de um cristal de cordierita para fazer uma leitura do sol a cada três horas, no mínimo, era aproximadamente 92,2 a 100% preciso. Isso sugere que os vikings de facto usaram esse objeto preciso para navegar mesmo em dias nublados.

ZAP // HypeScience / Phys

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Idosos em lares infetados vão mudar-se (e podem ir para outros concelhos)

Na sequência do aumento de números de casos confirmados de covid- 19 nos lares, o Governo pretende “encontrar equipamentos alternativos” para alojar idosos, em isolamento profilático e que não precisem de tratamento hospitalar, dentro ou …

Apesar da pandemia, juiz Carlos Alexandre marca sessões do caso Tancos para abril

O juiz Carlos Alexandre marcou o interrogatório do principal arguido do processo relativo ao furto das armas de Tancos, João Paulino, para dia 21 de abril. De acordo com um despacho datado de 1 abril, citado …

Conceição pode estar de saída. FC Porto pode dar 5 milhões por ano a Jesus

O treinador portista, Sérgio Conceição, pode estar de saída para a Alemanha. Como alternativa, o FC Porto está disposto a pagar 5 milhões de euros por ano a Jorge Jesus. Sérgio Conceição pode estar de saída …

Estado paga subsídio de refeição em teletrabalho. No privado, os patrões estão confusos

Mesmo à distância, os funcionários públicos mantêm o direito ao subsídio de refeição. No privado, a confusão mantém-se e os patrões estão divididos. De acordo com o secretário-geral da UGT, alguns patrões do privado estão a …

UEFA não quer campeonatos a seguir o exemplo belga

A UEFA reprovou a decisão da Liga de futebol da Bélgica que, esta quinta-feira, recomendou que se dê por terminada a época e se atribua o título ao Club Brugge.  Numa carta conjunta com a Associação de Clubes …

Boris Johnson em cheque. Desta vez, por causa da quantidade ínfima de testes

A pandemia de covid-19 está a ser um calvário político para Boris Johnson. O primeiro-ministro britânico tem sido alvo de várias críticas, sendo que a última tem a ver com a quantidade ínfima de testes …

EUA com pior recorde mundial diário de mortes. 10 milhões perderam o emprego

Os Estados Unidos registaram, esta quinta-feira, 1169 mortes em 24 horas causadas pela covid-19, o pior recorde mundial diário, de acordo com a contagem da Universidade Johns Hopkins. O número recorde de mortes em 24 horas …

Real Madrid sonda Maximiano. Sporting quer blindá-lo com cláusula de 60 milhões

O Real Madrid está atento a Luís Maximiano, o guarda-redes de 21 anos do Sporting. Os 'leões' querem blindar o jogador com uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. O Real Madrid está interessado …

Lares britânicos recomendam idosos a assinar cláusula de "não-reanimação"

Lares britânicos recomendaram aos mais velhos que assinassem uma cláusula de "não-reanimação" para que as camas dos hospitais não fossem ocupadas por pessoas com uma menor probabilidade de sobreviver. No Reino Unido, surgem denúncias de que …

Costa admite segunda onda de covid-19. E dá 4 de maio como limite para normalizar ensino

Esta sexta-feira, em entrevista à Rádio Renascença, o primeiro-ministro disse que não é altura de se "baixar a guarda" e assegurou que a decisão mais difícil é a da reabertura das escolas. Para vencer esta batalha …