Parques solares flutuantes podem arrefecer lagos ameaçados pelas alterações climáticas

(dr) Giles Exley

Parques solares flutuantes, cuidadosamente projetados, podem arrefecer lagos ameaçados pelas alterações climáticas. As simulações feitas por cientistas mostraram resultados promissores.

A energia solar é agora a fonte de eletricidade mais barata da história, de acordo com um relatório de 2020 da Agência Internacional de Energia. Mas há um entrave para esta energia limpa: o espaço.

Ao contrário das centrais de combustível fóssil, os parques solares precisam de muito espaço para gerar eletricidade suficiente para atender à procura. A maioria dos parques solares é composta por painéis montados no solo que ocupam terras que poderiam ser usadas para cultivar alimentos ou fornecer habitat para a vida selvagem.

Embora eletricidade e água geralmente não se misturem, um número crescente de parques solares flutuantes está a ser instalado em todo o mundo. Painéis solares flutuantes num lago ou reservatório podem soar a um acidente à espera para acontecer, mas estudos recentes mostraram que a tecnologia gera mais eletricidade em comparação com instalações solares em telhados ou montadas no solo.

Isto acontece graças ao efeito de arrefecimento da água sob os painéis, que pode aumentar a eficiência com que esses sistemas geram eletricidade em até 12,5%.

Dito isto, lagos e reservatórios são muito importantes para as pessoas e para o planeta. Embora esses corpos de água doce cubram menos de 1% da superfície da Terra, abrigam quase 6% da sua biodiversidade e fornecem água potável e irrigação de plantações que são vitais para milhões de pessoas.

Todavia, as alterações climáticas aumentaram globalmente as temperaturas da superfície dos lagos a uma média de 0,34 °C por década desde 1985, encorajando a proliferação de algas tóxicas, reduzindo os níveis de água e evitando a mistura de água entre as camadas distintas que se formam naturalmente em lagos maiores e mais profundos, asfixiando de oxigénio as profundezas.

Na pressa de descarbonizar a energia a fim de desacelerar o aquecimento global, a adoção de parques solares flutuantes poderia simplesmente aumentar a pressão sobre as preciosas reservas de água doce do mundo?

Surpreendentemente, num novo estudo publicado na revista científica Solar Energy, uma equipa de investigadores descobriu que parques solares flutuantes cuidadosamente projetados podem realmente reduzir as ameaças representadas pelas alterações climáticas para lagos e reservatórios.

Uma proteção contra o aquecimento

Os parques solares flutuantes reduzem a quantidade de vento e luz solar que atinge a superfície do lago, mudando muitos dos processos que ocorrem nele. Como cada parque solar flutuante tem um design diferente, os investigadores realizaram simulações para ver como é que as temperaturas do lago mudavam com mais de 10.000 combinações únicas de velocidade do vento e radiação solar.

Os resultados sugerem que as mudanças na temperatura da água causadas por parques solares flutuantes podem ser tão grandes quanto as próprias alterações climáticas, apenas na direção oposta.

Um parque solar flutuante que reduza a velocidade do vento e a radiação solar em 10% em todo o lago pode compensar uma década de aquecimento causado pelas alterações climáticas. Projetos que sombreavam o lago mais do que o protegiam, reduzindo a luz do sol mais do que o vento, tinham o maior efeito de arrefecimento.

Esses efeitos podem variar dependendo da profundidade do lago, área de superfície e localização. Mas os processos ecológicos em lagos são mais afetados pela velocidade do vento e da luz solar, que é o foco das simulações.

Enquanto a maioria das simulações indicou uma situação em que tanto lagos como parques solares flutuantes ganham, algumas sugeriram efeitos colaterais indesejáveis. Num pequeno número de simulações, os autores descobriram que parques solares flutuantes que reduziram a velocidade do vento na superfície do lago mais do que reduziram a luz solar podem realmente imitar ou amplificar os efeitos das alterações climáticas.

Felizmente, os investigadores acreditam que o projeto cuidadoso de parques solares flutuantes deve reduzir esses riscos.

PARTILHAR

RESPONDER

Gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera

Um novo estudo mostra que as enormes emissões de gases de efeito de estufa estão a fazer encolher a estratosfera. Tal como explica o jornal The Guardian, os investigadores descobriram que a espessura desta camada atmosférica …

Morreu Luís Nunes da Ponte, fundador do PS

Luís Nunes da Ponte morreu aos 75 anos. O PS manifestou “profundo pesar” e agradeceu o seu trabalho “em prol da luta pela liberdade e pela democracia”. Luís Nunes da Ponte, um dos fundadores do PS, …

Caçador de planetas. NASA espera que o telescópio Roman encontre 100 mil novos mundos

A missão do telescópio espacial Roman da NASA - que será lançado em meados da década de 2020 - deve encontrar pelo menos 100 mil novos exoplanetas, dizem astrónomos. Desde a década de 1990, foram descobertos …

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …