O parasita da malária tem o seu próprio relógio interno

Um novo estudo acaba de revelar que, mesmo quando cultivados fora do corpo, os parasitas da malária conseguem manter o seu ritmo.

Quando uma pessoa contrai malária, acontece uma dança rítmica dentro do corpo. Os sinais reveladores da doença – febres e calafrios cíclicos – são causados ​​por sucessivas ninhadas de parasitas que se multiplicam em sincronia dentro dos glóbulos vermelhos e depois explodem em uníssono a cada poucos dias.

A equipa de cientistas envolvida neste novo estudo, publicado na revista Science, descobriu ritmos nos níveis de atividade génica do parasita da malária que não dependem de pistas de tempo do hospedeiro. Em vez disso, é como se o parasita tivesse um relógio interno, que faz com que milhares de genes parasitas aumentem e diminuam em intervalos regulares.

“A malária tem todas as assinaturas moleculares de um relógio”, afirmou Steven Haase, professor de biologia da Universidade Duke e principal autor do estudo. Compreender como funciona este “relógio da malária” pode ajudar a desenvolver novas armas contra esta doença, que mata uma criança a cada dois minutos.

Plasmodium falciparum

Os cientistas sabem há muito tempo que todos os parasitadas da malária no corpo de uma pessoa infetada passam pelo ciclo celular ao mesmo tempo: invadem os glóbulos vermelhos, proliferam e surgem em ondas síncronas, libertando novos parasitas que invadem outros glóbulos vermelhos e assim sucessivamente.

No entanto, a equipa não sabia se os parasitas coordenavam ativamente a sua própria agenda ou se respondia aos ritmos circadianos do hospedeiro humano.

Neste novo estudo, os cientistas desenvolveram quatro estirpes do parasita Plasmodium falciparum nos glóbulos vermelhos humanos, em laboratório, e isolaram-no das flutuações diárias da temperatura corporal do hospedeiro, dos níveis de melatonina e de outros ritmos corporais.

A equipa extraiu o ácido ribonucleico (RNA) dos parasitas a cada três horas durante três dias e analisou em que fase foi ativado cada gene, assim como o seu nível de expressão.

Mesmo sem pistas de um hospedeiro, todos os parasitas de uma determinada linhagem mantinham o mesmo ritmo: cerca de 90% dos genes parecem ser controlados pelo mesmo “relógio”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Para já só 180 trabalhadores aceitaram acordo com a TAP. Discórdia pode levar a despedimento coletivo

A TAP já chegou a acordo com 180 pessoas na última fase do programa de medidas voluntárias. A expectativa da companhia é que saiam cerca de 500 trabalhadores, que se irão juntar às adesões contabilizadas …

Número de nascimentos em janeiro e fevereiro foi o mais baixo desde que há registos

Janeiro e fevereiro de 2021 tiveram os números mensais de nascimentos mais baixos desde que há registos, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE). Em janeiro nasceram com vida 5912 crianças (menos 19,3% que em janeiro …

China pousa pela primeira vez uma nave em Marte

A China anunciou este sábado que pousou com sucesso a sua primeira nave espacial na superfície de Marte, avançou a agência estatal Xinhua citando a Administração Espacial Nacional da China. Ao pousar na planície Utopia, no …

Garrafas de água, sumo e latas de cerveja podem vir a ter uma taxa até 15 cêntimos

O preço de embalagens de água, sumos ou cerveja vai passar, em 2023, a vir acompanhado de uma taxa de depósito. O valor da tara deve variar entre os 5 e os 15 cêntimos. Como noticia …

Banco Montepio passa de lucros a prejuízos de 15,9 milhões no primeiro trimestre

O Banco Montepio registou prejuízos de 15,9 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano em comparação com lucros de 5,4 milhões no mesmo período do ano passado, foi divulgado esta sexta-feira ao mercado. De acordo …

Aviso da PSP a negar festejos em Alvalade andou “perdido” na CML. Medina sacode responsabilidades

O Sindicato dos Oficiais da PSP garante que município foi “redundantemente alertado” para entendimento de que devia ser recusada colocação de ecrãs gigantes junto a Alvalade. Contudo, a autarquia diz não ter informado os promotores …

Metrópole no Camboja medieval. Estudo mostra quantas pessoas viveram no Império de Angkor

Um novo estudo arqueológico mostra quantas pessoas viveram no antigo Império de Angkor ao longo do tempo. A população era comparável à da Roma antiga. Quão grandes eram as antigas cidades? No seu auge, há cerca …

Prazo para limpar terrenos termina hoje. Proprietários voltam a arriscar coimas

O prazo para a limpeza de terrenos florestais termina hoje, após ter sido prorrogado devido à pandemia e às condições climatéricas, pelo que os proprietários em incumprimento ficam sujeitos a contraordenações, com coimas entre 280 …

Entre indiretas a Rui Moreira e farpas a Costa, Rio acusa PS de ter desistido de ganhar o Porto

O Presidente do PSD participou na apresentação da candidatura de Vladimiro Feliz, que considera "competente" e "trabalhador" à Câmara do Porto. Por outro lado, Rio usou a ocasião para acusar o PS de ir a …

Cientistas descobrem o segredo das pessoas que vivem mais de 105 anos

Uma equipa de investigadores descobriu que os idosos que vivem mais de 105 anos tendem a possuir uma base genética única que torna os seus corpos mais eficazes na reparação de ADN. Esta é a primeira …