Israel fecha os olhos e deixa palestinianos cruzarem a fronteira para ir a banhos

-JosephB- / Flickr

As autoridades israelitas têm deixado milhares de palestinianos cruzar a barreira de separação entre os dois territórios para poderem ir às praias.

Este foi um fim-de-semana muito especial para Siham e os seus cinco filhos. A família, que mora na vila palestiniana de Bil’in, na Cisjordânia, conseguiu cruzar a barreira de separação com Israel e aproveitar o bom tempo na praia de Jaffa.

“Os meus filhos nunca tinham visto o mar. Foi como se estivessem a chegar à atração mais importante do mundo. Tocar na água salgada e brincar com eles na areia foi a melhor e a mais barata experiência que lhes podia ter oferecido”, cita o jornal israelita Haaretz.

Siham foi, tal como muitos palestinianos, uma das pessoas que, na última semana, tiveram permissão para cruzar a barreira de separação e visitar as praias do país vizinho.

“Viemos para Kafr Biddu e cruzámos a barreira numa abertura da cerca, não foi num posto de controlo ou algo parecido. Do lado israelita, estava um autocarro à nossa espera. Paguei 30 shekels [cerca de sete euros] e fomos para Jaffa. Não havia nada ameaçador. Fiquei surpreendida por ver os soldados a olharem para nós sem nos dizer nada”, conta Inas, mãe de três filhos.

O jornal israelita adianta que a presença de famílias palestinianas nestas praias tem sido um tópico de discussão na Cisjordânia, com muitos a questionar se será apenas um ato espontâneo, ou um protesto contra a própria Autoridade Palestiniana (AP), que tem tentado restringir os movimentos por causa da pandemia de covid-19.

Por outro lado, o diário questiona porque é que Israel está a fechar os olhos e a deixar milhares de pessoas cruzar a barreira de separação, sem qualquer supervisão ou inspeção. As Forças de Defesa de Israel não quiseram fazer comentários.

“O Governo palestiniano está a impor restrições e Israel está aparentemente interessada em receber milhares de palestinianos para provar à AP que não controla nada“, disse um residente da cidade de Nablus.

“A verdade é que os militares também viram que se tratava apenas de famílias com boias, bolas de praia e cestos de comida, e não granadas”, acrescenta Araf Sha’aban, morador de Jenin que organizou viagens de autocarro para as praias de Jaffa e de Herzliya.

Outra testemunha disse ao mesmo jornal que os militares chegaram mesmo a ajudar as famílias a atravessar para a Cisjordânia, quando já era de noite, apontando os faróis dos jipes para as aberturas na vedação.

No início de junho, o ministro da Defesa de Israel, Benny Gantz, pediu ao exército para se  começar a preparar para a anexação de partes da Cisjordânia ocupada, incluindo o estratégico Vale do Jordão e dezenas de colonatos judeus.

O plano de anexação provocou uma onda de críticas da comunidade internacional, mesmo de alguns dos mais próximos aliados de Israel, que defendem que qualquer alteração ao mapa no Médio Oriente destruirá as já poucas esperanças de criação de um Estado palestiniano e de um acordo de paz.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cerca sanitária em Odemira diminuiu casos para menos de metade, garante Governo

O ministro da Administração Interna salientou hoje que a cerca sanitária em Longueira-Almograve e São Teotónio permitiu baixar os casos de infeção por covid-19 em Odemira para menos de metade e acusou a direita de …

Joshua Wong condenado a mais dez meses de prisão por participar em vigília que lembrava "massacre de Tiananmen"

O ativista de Hong Kong Joshua Wong foi condenado a dez meses de prisão por participar em 4 de junho de 2020 numa vigília para lembrar o chamado "massacre de Tiananmen", que Pequim não reconhece. A …

Um polícia morto e vários feridos em tiroteio durante operação no Rio de Janeiro

Um polícia morreu e várias outras pessoas ficaram feridas num tiroteio esta quinta-feira durante uma operação da polícia contra o tráfico de droga na comunidade de Jacarezinho, no Rio de Janeiro, Brasil, noticiou a imprensa. Segundo …

Austrália vai manter fronteiras fechadas até 2022. Índia com novo máximo de casos

O Governo australiano vai manter as fronteiras internacionais fechadas até 2022 devido a incertezas sobre vacinas e novas estirpes, disse o ministro das Finanças do país, Simon Birmingham. "As incertezas sobre a velocidade da vacinação e …

Em breve será possível usar mesmos dados biométricos no Cartão de Cidadão e Passaporte

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, disse esta quinta-feira que “em breve” será possível utilizar os mesmos dados biométricos no Cartão de Cidadão e no Passaporte ou ativar a …

Rio diz que Governo “vai levar ao colo” Medina. Moedas ataca o rival e diz que as suas promessas não valem nada

O presidente do PSD, Rui Rio, afirmou esta quinta-feira que o Governo “vai levar ao colo” o candidato socialista à Câmara Municipal de Lisboa, porque “pelas guerras e desequilíbrios internos” não pode perder a eleição …

Portugal regista cinco mortos e 373 novos casos nas últimas 24 horas

O boletim desta quinta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS) regista cinco óbitos e 373 novos casos de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas. Há ainda mais 538 recuperados. O boletim da DGS, do dia 6 …

“Quem não nasceu com o apelido Espírito Santo tem de ir à luta”, diz Gama Leão

João Gama Leão deixou uma dívida de mais de 300 milhões de euros ao Novo Banco através da Prebuild, um dos grandes devedores do banco. O empresário assumiu a responsabilidade pelos créditos em incumprimento, fez …

Avião da TAP retido na Venezuela regressa a Lisboa hoje

O avião da TAP que ficou retido na Venezuela por causa de uma carga de cocaína regressa nesta quinta-feira a Lisboa, assim como a tripulação, disse à agência Lusa fonte oficial da empresa aérea portuguesa. Segundo …

Marcelo convida Ramalho Eanes para presidir comemorações dos 50 anos do 25 de Abril

O presidente da República em funções, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou o ex-presidente da República Ramalho Eanes para presidir as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O convite dirigido ao general Ramalho Eanes, um …