/

Pai de Maguire foi uma das vítimas das invasões a Wembley (e assistiu à final com duas costelas partidas)

O defesa central do Manchester United revelou que o pai, Alan, de 56 anos, ficou com duas costelas partidas e com dificuldades em respirar após ter sido abalroado pelos adeptos que no passado domingo tentaram entrar à força no Estádio de Wembley.

O pai do jogador inglês Harry Maguire foi uma das pessoas que ficaram feridas após centenas de adeptos sem bilhete tentarem invadir o estádio de Wembley para assistir à final do Euro 2020 entre Inglaterra e Itália.

Em declarações ao jornal britânico The Sun, o jogador, que vestiu a camisola da seleção inglesa durante o Euro 2020, contou que o pai acabou por ficar com duas costelas partidas e com dificuldade em respirar depois de ser arrastado pela confusão que se instalou nas imediações do estádio.

Não foi uma experiência agradável, mas tive sorte. Desta vez, ao contrário de todas as outras, não tinha o meu sobrinho ou um dos meus filhos aos ombros”, sublinhou.

“Espero que as pessoas aprendam com isso. O meu pai não conseguia respirar e acabou com costelas partidas, e eu não quero que ninguém passe por este tipo de problemas quando vai a um jogo de futebol. É certo que o meu pai vai continuar a ir ver-me e a apoiar-me nos jogos, mas agora estará muito mais consciente de tudo”, frisou o jogador, de 28 anos.

Na sequência dos atos de violência, as autoridades inglesas acabaram por prender 88 adeptos.

Na terça-feira, a UEFA anunciou a abertura de um procedimento disciplinar contra a federação inglesa, devido aos incidentes ocorridos durante a final do campeonato europeu de futebol.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.