Diante dos olhos dos médicos, os ossos de uma mulher desapareceram

Os sintomas da mulher eram intrigantes: A dor no braço e ombro não passavam e os médicos não conseguiam descobrir o que se passava. Depois, o caso ficou ainda mais estranho.

Uma mulher de 44 anos foi ao médico quando começou a sentir uma dor crescente no ombro esquerdo. Num raio-X, os médicos viram uma lesão no úmero, e inicialmente pensaram que poderia ter cancro. Mas a biópsia não mostrou quaisquer sinais da doença, e os resultados dos exames foram inconclusivos. Vários meses depois, outra biópsia revelou um tumor benigno nos vasos sanguíneos.

A mulher continuou a sentir dor e inchaço no braço, e os ossos partiam com pequenos ferimentos, mas mesmo assim ela ainda não tinha recebido um diagnóstico conclusivo.

Cerca de 18 meses depois da primeira vez de ter ido ao médico, os exames revelaram que os ossos estavam a desaparecer. Tanto o úmero como o osso ulnar, um dos dois ossos do antebraço, pareciam estar a desaparecer nos raios-X.

As biópsias adicionais mostraram que os vasos sanguíneos estavam a substituir o tecido ósseo.

Este fenómeno incomum deu a pista necessária para resolver o mistério. De acordo com um novo relatório da Royal Infirmary of Edinburgh, na Escócia, a mulher foi diagnosticada com a doença de Gorham-Stout, também conhecida como a doença do desaparecimento ósseo, uma condição extremamente rara em que as pessoas experimentam perda óssea progressiva.

A condição é tão rara que apenas 64 desses casos foram relatados na literatura médica, de acordo com os cientistas. Os médicos não sabem o que causa a condição.

De acordo com a Organização Nacional para Doenças Raras (NORD), nenhum gatilho genético ou ambiental da doença foi identificado. Mas os médicos sabem que as pessoas com essa condição experimentam um crescimento anormal de vasos sanguíneos e vasos linfáticos, os canais que carregam a linfa – um líquido que contém glóbulos brancos que combatem infeções.

Esses vasos de crescimento agressivo infiltram-se no osso, o que faz com que se parta, de acordo com a NORD. O tecido conjuntivo fibroso ou tumores de vasos sanguíneos benignos, não cancerígenos, substituem o osso.

No estudo, publicado no final de março na BMJ Case Reports, os médicos dizem que a doença ainda é praticamente desconhecida.

A gravidade da doença de Gorham-Stout varia de pessoa para pessoa. Na maioria dos casos, a condição é uma doença “regional”, o que significa que fica numa área do corpo. Por exemplo, a paciente deste caso teve a doença no ombro e braço, mas em nenhuma outra parte do corpo.

Outros ossos comummente afetados incluem as costelas, coluna, pélvis, crânio, clavícula e mandíbula. Em alguns casos, a condição leva à paralisia se a doença afetar os ossos da coluna ou base do crânio. Além disso, se a doença afeta a caixa torácica, os pacientes podem desenvolver a acumulação de um líquido entre as membranas que revestem os pulmões – uma complicação potencialmente fatal.

Não há tratamento padrão para a doença, e as terapias são geralmente direcionadas aos sintomas específicos do paciente, de acordo com o Centro de Informações sobre Doenças Genéticas e Raras, do National Institute of Health, nos EUA.

Algumas terapias incluem cirurgia para remover as áreas ósseas afetadas, tratamento com radiação para evitar que a doença se espalhe e bifosfonatos, drogas para prevenir a perda óssea. Em alguns casos, a doença melhora espontaneamente, sem tratamento, diz a GARD.

“Em última análise, esta é uma doença desafiadora, onde a gestão baseada em evidências continua a faltar”, concluíram os cientistas no novo relatório.

PARTILHAR

RESPONDER

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …

Morreu o prefeito de São Paulo que venceu a covid-19, mas que perdeu a batalha para o cancro

O prefeito da cidade brasileira de São Paulo, Bruno Covas, morreu este domingo, aos 41 anos, vítima de cancro, segundo a imprensa brasileira e várias personalidades que nas redes sociais têm lamentado a sua morte. Bruno …

China não está a conseguir macacos de laboratório suficientes para responder à procura da comunidade científica

A proibição do comércio de animais selvagens e o crescimento da investigação científica estão a causar uma escassez de macacos de laboratório na China. A oferta cada vez menor de macacos de laboratório, amplamente usados em …

Câmara do Porto recusa hastear bandeira LGBT no dia contra a homofobia

A Câmara Municipal do Porto recusou hastear a bandeira LGBTI+ na próxima segunda-feira, dia 17 de Maio, data em que se assinala o Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. Segundo o Público, a autarquia …

E se fosse possível passar um mês no Palácio de Buckingham? O preço não seria para qualquer bolso

Viver num palácio pode ser o sonho de muitos, mas não é para a carteira de qualquer um. Agora, já se sabe quanto custaria alugar, durante um mês, uma das casas reais mais conhecidas da …

Cavaco Silva considera que seria "chocante" PSD aprovar reforma das Forças Armadas

O ex-Presidente da República defende que é "um erro grave" a reforma das Forças Armadas que o ministro da Defesa pretende fazer, afirmando que seria para si "chocante" ver o PSD aprová-la. "Considero um erro grave …

Risco de ser hospitalizado ou morrer de covid diminui 90% após vacinação

O risco de um adulto ser hospitalizado ou morrer por covid-19 diminui 90% a 95% passados 35 dias sobre o início da vacinação, conclui um estudo divulgado este sábado pelo Instituto Nacional de Saúde de …

No Japão, combater a pandemia implica pedir ajuda a um grande gato cor-de-rosa

Um super-herói mascarado patrulha dois dos distritos mais movimentados de Tóquio para ajudar os cidadãos japoneses a derrotar o coronavírus. O seu nome é Koronon e é um gato cor-de-rosa. O cruzado é um mascote com …

Portugal regista mais uma morte e 334 novos casos. Internamentos voltam a subir

Nas últimas 24 horas, foram confirmados 334 novos casos e registou-se mais um óbito. O boletim deste domingo dá ainda conta de mais 229 recuperados. Segundo o boletim epidemiológico deste domingo, dia 16 de maio, atualmente …