Uma misteriosa oscilação está a fazer com que Marte gire como um “pião”

Pela primeira vez, os cientistas detetaram a oscilação de Chandler num corpo do Sistema Solar, que não a Terra. Marte experimenta um movimento repetido dos pólos, que se assemelha ao de um pião.

De acordo com a American Geophysical Union’s (AGU), a oscilação de Chandler surge quando um corpo giratório não é uma esfera perfeita. Esse desequilíbrio afeta a sua rotação e o resultado é um movimento semelhante ao de um pião, a balançar enquanto perde velocidade, em vez de uma rotação suave de um globo perfeitamente equilibrado.

A oscilação de Chandler é um dos vários movimentos fora do centro exibidos pela Terra conforme gira sobre o seu eixo. Este movimento na Terra varia de três a seis metros nos pólos e tem um padrão que se repete a, aproximadamente, cada 433 dias.

Embora esse movimento deva diminuir naturalmente com o tempo, na Terra persiste devido ao fundo do oceano e às flutuações da pressão atmosférica.

“A oscilação do Chandler é um sinal muito pequeno normalmente”, disse Alex Konopliv, engenheiro aeroespacial do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA. “São precisos muitos anos e dados de alta qualidade para o detetar”.

No novo estudo, os investigadores conseguiram confirmar o movimento em Marte, calculando os efeitos gravitacionais nas órbitas de duas espaçonaves da NASA a orbitar no Planeta Vermelho: Mars Odyssey e Mars Reconnaissance Orbiter.

Medições ao longo de quase duas décadas descobriram que, na superfície, os pólos do planeta desviam-se até 10 centímetros do eixo médio de rotação, com um ciclo repetido de cerca de 207 dias.

A grande quantidade de dados, colhidos durante 18 anos, garantiu que a oscilação identificada fosse intrínseca à forma e ao interior do planeta, em vez de fatores externos como o derretimento sazonal das calotas polares.

A quantidade de tempo que demora para o pólo completar um ciclo de oscilação reflete o quanto o manto de Marte pode deformar, fornecendo informações úteis sobre as suas propriedades materiais e o seu estado térmico. Tal como na Terra, o movimento em Marte deve diminuir naturalmente.

Os cientistas ainda não sabem o que está a manter a oscilação, mas estudos anteriores indicam que será, provavelmente, devido às mudanças na pressão atmosférica.

O conhecimento sobre a oscilação de Chandler fornece também uma visão do interior de Marte: o movimento é impulsionado por propriedades do manto, a camada abaixo da crosta do planeta.

Os novos resultados fornecem informações sobre as propriedades do manto, particularmente sobre como se deforma em períodos mais longos. Essas informações podem ajudar a guiar estudos futuros do interior de Marte, fornecendo novos conhecimentos sobre a sua temperatura e composição.

Este estudo foi publicado em outubro na revista científica Geophysical Research Letters.

//

PARTILHAR

RESPONDER

Fóssil de dinossauro dá novas pistas sobre como estes animais acasalavam

É verdade que já sabemos muitas coisas sobre dinossauros – como eram, o que comiam e a causa da sua extinção. Mas nenhum fóssil nos permitiu ainda perceber coisas tão simples como, por exemplo, em que …

Itália bloqueia TikTok após morte de menina de 10 anos em desafio na rede social

A rede social TikTok foi hoje bloqueada temporariamente em Itália, para utilizadores cuja idade não está confirmada, na sequência da morte de uma menina de 10 anos que participava num desafio naquela plataforma. A Autoridade para …

Infetados ocupam mais de metade das camas das UCI. Hospital de campanha de Lisboa recebe primeiros doentes

Os dados são do boletim divulgado esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde, mas reportam-se às 24 horas anteriores, nos cuidados intensivos estavam internados 715 doentes com covid. O hospital de campanha de Lisboa está pronto …

Circular entre concelhos, só para ir votar. A partir de hoje deixa de haver missas

As medidas decretadas pelo Governo para travar o avanço da pandemia em Portugal têm novas diretrizes. Num fim de semana de eleições presidenciais existem exceções para ir votar. Desde as 20h de ontem, e até às …

Nova terapia genética tratou mieloma múltiplo em ratos

Uma equipa de cientistas desenvolveu uma nova terapia genética que conseguiu tratar o mieloma múltiplo em ratos. Após duas semanas, os ratos já mostravam melhorias. O mieloma múltiplo é um cancro com origem nos plasmócitos da …

Golo polémico de Bernardo Silva: "As pessoas deveriam conhecer as leis do futebol"

Rodri estava em posição irregular quando o seu companheiro de equipa colocou a bola na frente. Mas como houve interferência de um defesa na jogada... A explicação e o "recado" de Robbie Savage. O Manchester City …

Um megassatélite em órbita de Ceres daria "um ótimo lar" para seres humanos

Enquanto Elon Musk, CEO da SpaceX, olha para Marte, o físico e astrobiólogo Pekka Janhunen, do Instituto Meteorológico da Finlândia, está de olho no planeta anão Ceres. Seres humanos a viver noutros planetas do Sistema …

O vento solar é estranhamente atraído para o Pólo Norte (e não se sabe porquê)

Durante anos, os cientistas pensaram que o vento solar era igualmente atraído para os Polos Norte e Sul da Terra. No entanto, estudos recentes mostram que estas partículas parecem preferir o Norte - e não …

22 mil pessoas vão assistir (no estádio) ao Super Bowl

Um terço das pessoas presentes será composto por profissionais de saúde. Quatro equipas ainda na luta pelo título do campeonato principal de futebol americano. O dia 7 de fevereiro vai contar com uma "visão rara" nos …

Investigadores "voltam atrás no tempo" para calcular idade e local de explosão de supernova

Os astrónomos estão a "voltar atrás no tempo" num remanescente de supernova. Usando o Telescópio Espacial Hubble da NASA, refizeram o percurso dos estilhaços velozes da explosão a fim de calcular uma estimativa mais precisa …