Os contos de fadas são muito mais antigos do que se pensava

Uma dupla de investigadores realizou uma análise filogenética a contos de fadas comuns e descobriu que muitos deles parecem ser muito mais antigos do que se acreditava até agora.

Num artigo publicado na Royal Society Open Science, a cientista social Sara Graça da Silva, folclorista que actua na Universidade Nova de Lisboa, e Jamshid Tehrani, antropólogo da Universidade de Durham, no Reino Unido, descrevem o estudo linguístico que realizaram.

Os investigadores acreditam que pelo menos um dos contos de fadas estudado teve mesmo as suas origens na Idade do Bronze.

Os contos de fadas são populares em todo o mundo, e alguns chegaram a atravessar várias sociedades. A Bela e o Monstro, por exemplo, foi contado de uma forma ou outra em todo o mundo.

Linguistas e antropólogos modernos dataram a origem da maioria dos contos de fadas como sendo pouco antes do momento em que foram escritos – ou seja, teriam várias centenas de anos de idade.

Porém, o que a nova pesquisa sugere é que eles são na realidade muito mais velhos do que isso, e alguns terão milhares de anos de idade.

https://sites.google.com/site/saragsilva/

A cientista social Sara Graça da Silva, investigadora da FCSH/UNL

A cientista social Sara Graça da Silva, investigadora da FCSH/UNL

Para chegar a estas conclusões, os investigadores aplicaram uma técnica normalmente usada na biologia, e construíram árvores filogenéticas para rastrear atributos linguísticos dos contos até à sua origem.

A equipa de investigadores começou por analisar 275 contos de fadas, todos baseados em histórias de magia, e chegaram a apenas 76 histórias básicas.

As árvores foram, então, construídas com base em línguas indo-europeias, algumas das quais já extintas.

Ao fazê-lo, os investigadores encontraram provas de que alguns contos de fadas, como João e o Pé de Feijão, tinham raízes em outras histórias, e poderiam ser rastreados até à época em que as línguas indo-europeias ocidentais e orientais se separaram, há cerca de 5 mil anos atrás.

Isso significa, naturalmente, que tais contos são anteriores à Bíblia, por exemplo, ou mesmo aos mitos gregos.

Os investigadores colocaram factores de confiança em resultados diferentes, dependendo de quão sólidas as árvores puderam der construídas – algumas eram, obviamente, menos claras do que outras.

Mas um conto de fadas em particular, segundo os cientistas, era muito claro. Chamado O Ferreiro e o Diabo, este conto remonta a cerca de 6 mil anos atrás, à Idade do Bronze.

Curiosamente, Wilhelm Grimm, um dos famosos irmãos Grimm, que publicou muitos contos de fadas em 1812, dizia acreditar que os contos tinham muitos milhares de anos.

Esta afirmação foi, pouco tempo depois, desacreditada pelos estudiosos da época.

300 anos depois, Sara Graça da Silva e Jamshid Tehrani provaram que Grimm tinha razão.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Dança afro-beat inspirada nos saltos de Ronaldo já chegou a Paris

Uma música humorística 'afro-beat', publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França. "Quand Cristiano …

Portuguesa Critical Software e BMW juntam-se para produzir "o carro do futuro"

A BMW escolheu a portuguesa Critical Software para construir "o carro do futuro". As duas empresas unem-se agora numa joint venture que terá sede no Porto. A companhia tecnológica portuguesa Critical Software anunciou, esta segunda-feira, a …

As criptomoedas podem vir a sobrecarregar a Internet, alerta BIS

O Banco de Pagamentos Internacionais (BIS) lançou, este domingo, um novo alerta: as criptomoedas podem "rebentar" com a Internet. O Banco de Pagamentos Internacionais - ou BIS, na sigla em inglês - lançou, este domingo, um …

Rui Patrício assina com o Wolverhampton por quatro anos

O guarda-redes português Rui Patrício, que rescindiu com o Sporting alegando justa causa, assinou contrato com o Wolverhampton válido por quatro épocas, anunciou hoje o clube da liga inglesa de futebol. O guarda-redes internacional português Rui …

Juízes querem condenados a cumprir mais cedo pena de prisão

Os juízes defendem que a pena de prisão deveria começar a ser cumprida logo que fosse confirmada por um tribunal de segunda instância, ainda antes da decisão transitar em julgado, mesmo que continuem a recorrer. A …

Médica reformada acusada de matar centenas de pacientes com doses fatais de analgésicos

Uma médica de clínica geral, agora aposentada, será a responsável pela morte de centenas de pacientes. A médica é acusada de prescrever doses fatais de analgésicos opiáceos a idosos no Reino Unido, nos anos 90. Jane …

Custo de vida para jovens estrangeiros em Lisboa ultrapassa mil euros

Um jovem estrangeiro precisa de 1032 euros para se instalar em Lisboa, sendo Lisboa a 57.ª cidade mais cara de uma lista de 80 cidades do mundo. Roménia é a cidade mais barata, de acordo …

Marcelo voltou a Pedrógão para limpar lágrimas (e Costa nem foi convidado)

Marcelo Rebelo de Sousa foi a figura central da homenagem às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, limpando lágrimas e distribuindo abraços, enquanto António Costa nem foi convidado. O primeiro-ministro admitiu que não foi convidado para …

Mihajlovic apontado ao Sporting para substituir Jesus

A imprensa desportiva apontou o técnico sérvio Sinisa Mihajlovic como o novo treinador do Sporting, substituindo o lugar deixado por Jorge Jesus. O antigo selecionador da Sérvia chegou a Lisboa esta segunda-feira, remetendo esclarecimentos para …

Falta de obstetras afeta assistência a partos de risco

O número de especialistas de ginecologia e obstetrícia é cada vez mais crítico no Serviço Nacional de Saúde, devido à falta de contratação de profissionais. O défice de especialistas de ginecologia e obstetrícia no Serviço Nacional …