A órbita da Terra está a fazer uma coisa estranha (há centenas de milhões de anos)

Os cientistas têm suspeitado por muito tempo que as interações planetárias tendem a mudar devagar a órbita do nosso planeta. Agora, os investigadores descobriram provas irrefutáveis em pedras antigas que mostram que este ciclo existe há centenas de milhões de anos.

As descobertas dos astrónomos foram publicadas na segunda-feira na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

A órbita terrestre mudou de forma de praticamente circular para uma forma 5% elíptica.

Este processo deve-se à interação gravitacional entre o nosso planeta, Vénus e Júpiter. Agora, os investigadores desenterraram pedras antigas que mostram a existência deste ciclo já no período tardio do Triássico, há 215 milhões de anos.

Estas descobertas podem ter um grande impacto na forma como modelamos o clima passado da Terra, particularmente nas temperaturas globais que não são fáceis de explicar. Até é possível que os efeitos deste ciclo tenham desempenhado algum papel na evolução dos primeiros dinossauros.

“Há outro, mais curto, ciclo de órbita, mas quando olhamos para o passado, é muito difícil saber qual de qual estamos a falar, porque os ciclos de órbita mudam ao longo do tempo”, explicou Dennis Kent, autor principal do estudo e especialista em paleomagnetismo na Universidade de Columbia, em Nova Iorque. “A beleza desta ciclo é que se mantém sozinho e não muda.”

Os ciclos que a Terra experimenta são conhecidos como ciclos de Milankovitch, depois de o matemático sérvio os ter descoberto em 1920. Há um ciclo de 100.000 anos que afeta a excentricidade da órbita do planeta, semelhante ao de 450.000 anos. Há também um ciclo de 41.000 anos no qual a inclinação do nosso planeta muda em relação ao plano da órbita. E, por fim, há um ciclo de 21.000 anos porque o eixo do nosso planeta oscila e não aponta sempre na mesma direção.

Estes ciclos afetam o clima porque mudam a quantidade de energia que o Hemisfério Norte – onde a maioria da superfície continental do planeta do planeta está localizada – recebe do Sol, o que pode criar grandes mudanças no clima global.

Atualmente, a órbita terrestre está na fração praticamente circular do ciclo de 405.000 anos, na qual o clima tende a ser mais quente. No entanto, esta não é, de maneira nenhuma, a causa do aquecimento global.

“Todo o dióxido de carbono que atiramos para o ar é obviamente a grande causa. Isso tem um efeito mensurável. O ciclo planetário é um pouco mais subtil”, afirmou Kent. “Está muito abaixo na lista de coisas que podem afetar o clima em escalas de tempo que são importantes para nós.”

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. ” Hemisfério Norte – onde a maioria da massa do planeta está localizada” ou ” Hemisfério Norte – onde a maioria da superficie das areas continentais do planeta está localizada”

RESPONDER

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …

Descoberto sistema de túneis da I Guerra onde estarão enterrados dezenas de soldados

A Agência do Património da Bélgica anunciou esta semana a descoberta de um sistema de túneis alemão da I Guerra Mundial, onde estarão, muito provavelmente, dezenas de soldados enterrados. Em comunicado, citado pela Russia Today, …

Cinco funcionários da Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia

Cinco funcionários da produtora automóvel Tesla dizem ter sido despedidos por terem ficado em casa durante a pandemia, avança o The Washington Post. De acordo com o jornal norte-americano, foram cinco os colaboradores dispensados da …

"Qual o lugar mais seguro?". Costa compara infetados no Reino Unido e Algarve

O primeiro-ministro apresentou hoje uma tabela que mostra o Reino Unido muito acima do Algarve em número de infetados com covid-19 por cem mil habitantes e pergunta qual o lugar mais seguro para umas férias …

Azul anuncia venda de 6% da TAP ao Estado por 10 milhões de euros

A companhia aérea brasileira Azul, de David Neeleman, anunciou hoje a venda de 6% da TAP, no âmbito do acordo anunciado esta quinta-feira entre o Estado e os acionistas privados, que “garante a continuação” da …

NASA cria dispositivo que o avisa para não tocar no rosto (e pode ser reproduzido em casa)

A pensar na pandemia, a NASA desenvolveu o PULSE, um colar vibratório que nos alerta se formos tocar no rosto com as nossas mãos. A pandemia de covid-19 alastrou pelo mundo e, enquanto não chega um …

Há mais 11 mortes e 374 novos casos de infecção (300 são na Grande Lisboa)

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infectados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim da Direcção-Geral da …