A obra de arte mais antiga do Reino Unido foi descoberta na ilha de Jersey

(dr) Natural History Museum London

Acredita-se que os desenhos descobertos em Jersey tenham cerca de 15 mil anos

A obra de arte mais antiga do Reino Unido foi descoberta em Jersey, a maior ilha das Ilhas do Canal, mostrando o que parecem ser cenas da Idade do Gelo de mamutes em terras antigas agora cobertas pelo oceano.

De acordo com o site Live Science, acredita-se que os desenhos tenham, pelo menos, 15 mil anos. Nessa época, uma vasta área de terra, agora conhecida como Doggerland, conectava as Ilhas Britânicas à Europa continental.

Os desenhos parecem mostrar mamutes, um animal bovino como um bisão ou um boi e um cavalo – que nesta altura eram presas para os caçadores humanos –, além de padrões abstratos. Muitos deles estão sobrepostos uns em cima dos outros.

As imagens estão gravadas em 10 fragmentos de pedra lisa, conhecidas como plaquettes, e foram descobertas em Les Varines, no sudeste de Jersey, uma das Ilhas do Canal, entre 2014 e 2018. Um estudo sobre as suas origens foi publicado, no passado dia 19 de agosto, na revista científica PLOS ONE.

O diretor das escavações, o geoarqueólogo Ed Blinkhorn, da University College London, disse que o local foi descoberto depois de um agricultor que lavrava aquela zona ter encontrado fragmentos de pederneira (esta pedra não é local de Jersey, por isso, os arqueólogos sabiam que devia ter sido levada de outro lugar).

“Rastreámos esse fluxo de material até à sua origem – uma grande área intacta de terra entre uma antiga roca [uma formação rochosa costeira] e um penhasco de granito enterrado”, disse Blinkhorn ao mesmo site.

Segundo o investigador, as escavações revelaram vários fossos, vestígios de ocre (um mineral pigmentado frequentemente usado por povos pré-históricos para rituais e pinturas corporais), grandes lajes de granito e várias lareiras para fogueiras, todas protegidas por uma camada de lodo e argila.

(dr) Silvia Bello / Natural History Museum London

O Live Science recorda que já foram encontradas plaquettes com desenhos em países como Portugal, Espanha, França, Alemanha e Bélgica. Estas gravuras são atribuídas à Cultura Magdaleniana, uma cultura de caçadores-coletores que prosperou entre 23 mil e 14 mil anos atrás.

“Estes fragmentos de pedra gravados dão-nos evidências emocionantes e raras de expressão artística naquele que era o limite mais distante do mundo Magdaleniano”, declarou, em comunicado, a co-autora do estudo, Chantal Connoller, arqueóloga da Universidade de Newcastle.

A ilha de Jersey, com apenas 14 quilómetros de largura, era pequena demais para suportar animais de grande porte, portanto, os retratados nas gravuras devem ter sido observados em terras agora cobertas pelo oceano.

Doggerland afundou por causa do aumento das águas do mar após o fim da última Idade do Gelo, há cerca de oito mil anos. Mas, milhares de anos antes, os cientistas acham que a terra era coberta por florestas e densamente povoada por animais, incluindo pequenos grupos de humanos.

Os investigadores pensam que este local em Les Varines era um acampamento temporário de um grupo desta antiga cultura, que viveu lá apenas enquanto o tempo e a caça estavam bons.

Mas a decoração deliberada dos fragmentos de pedra sugere assentamentos mais permanentes, considera Conneller. “As pedras gravadas são firmemente arte doméstica. As pessoas em Les Varines provavelmente foram colonizadores pioneiros da região, e criar objetos gravados em novos assentamentos pode ter sido uma forma de criar relações simbólicas com novos lugares.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Na Malásia, os tubarões estão a ser alvo de uma doença de pele misteriosa

Os biólogos marinhos estão a investigar uma doença misteriosa de pele que está a atacar os tubarões-de-pontas-brancas dos recifes da Malásia. Alguns relatórios sugerem que o aumento da temperatura da água do mar pode ser …

A origem da cratera Darvaza, no Turquemenistão, é um mistério secreto do domínio soviético

No Turquemenistão, mais precisamente no deserto de Karakum, uma cratera cospe fogo há décadas, mas a sua origem é considerada ultrassecreta. Nos áridos 350 mil km² do deserto de Karakum, que cobre cerca de 70% do …

França 1-0 Alemanha | Gauleses cantam de galo em Munique

A França, campeã mundial e vice-campeão europeia em título, venceu hoje a Alemanha por 1-0, em encontro da primeira jornada do Grupo F do Euro2020, disputado na Allianz Arena, em Munique. Um autogolo de Mats Hummels, …

Nunca chegou a vaguear no mar. Ford encontra mensagem centenária em garrafa numa estação de comboios nos EUA

Há muitas mensagens engarrafadas que começam e terminam a sua vida em barcos, na costa ou até mesmo no mar. Recentemente, a Ford Motor Company encontrou uma mensagem numa garrafa na antiga Estação Central de …

Há uma estranha petição a pedir que Jeff Bezos compre a Mona Lisa (e a coma)

Está a circular na Internet uma estranha petição que incentiva Jeff Bezos, fundador da Amazon, a comprar o quadro da Mona Lisa para o comer. A petição online "Queremos que Jeff Bezos compre e coma a …

Depois da reforma de Magawa, há uma nova recruta de ratos gigantes que detetam minas no Camboja

O Camboja recrutou uma nova equipa de ratos farejadores de minas para substituir os já "aposentados", num esforço para impulsionar as operações de desminagem no país. O país, atormentado durante décadas por munições não detonadas, recrutou …

Coca-Cola responde a Ronaldo: "Toda a gente tem direito às suas preferências"

Depois de Cristiano Ronaldo ter afastado duas garrafas de Coca-Cola durante uma conferência de imprensa, a marca respondeu ao jogador, dizendo que "toda a gente tem direito às suas preferências de bebidas". Numa conferência de imprensa …

Mochila voadora elétrica passa no primeiro teste em praia australiana

Qualquer um dava tudo para poder voar. Recentemente, uma startup australiana revelou o vídeo do primeiro voo de teste do seu dispositivo voador pessoal, com uma configuração totalmente elétrica que o torna mais amigo do …

"Lamento profundamente." Ex-diretor da BBC pede desculpas ao Príncipe William pela entrevista com Diana

Tony Hall, ex-diretor geral da BBC, lamentou "profundamente a dor" que a entrevista feita em 1995 a Diana de Gales causou ao príncipe William. O ex-diretor geral da rede BBC Tony Hall expressou, esta terça-feira, …

Fernando Santos: "O jogo esteve muito difícil"

Falta de eficácia durante a primeira parte poderia ter estragado os planos da campeã europeia, no jogo contra a Hungria. Portugal ganhou contra a Hungria por 3-0 mas, até aos 83 minutos, não houve golos em …