Nutriente essencial pode ajudar a combater o Alzheimer ao longo das gerações

Cientistas da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos, descobriram um nutriente que pode ser muito importante no tratamento de uma das doenças mais devastadoras da atualidade: o Alzheimer.

Os cientistas acreditam que a doença de Alzheimer começa o seu caminho de destruição de células cerebrais antes do início dos sintomas clínicos. Uma vez diagnosticada, a condição é invariavelmente fatal, desligando um sistema vital após o outro.

O mais recente estudo, publicado na Molecular Psychiatry, testou a eficácia de uma dieta rica em colina em ratos com sintomas semelhantes aos da doença de Alzheimer nos humanos. Os resultados mostraram que os descendentes destes animais exibiam claras melhorias na memória espacial em comparação com os ratos expostos a um regime normal de colina.

Isto significa que os efeitos benéficos da suplementação de colina pareceram ser transgeracionais, protegendo não apenas os ratos que receberam a dieta durante a gestação e a lactação, mas também os seus filhos.

A segunda geração, apesar de não ter recebido suplementação direta, também beneficiou do tratamento, provavelmente devido a modificações herdadas nos seus genes – epigenética.

Na prática, a colina atua para proteger o cérebro da doença de Alzheimer de, pelo menos, duas maneiras. Primeiro, reduz os níveis de homocisteína, um aminoácido que pode atuar como uma potente neurotoxina, contribuindo para as marcas da doença: neurodegeneração e formação de placas amiloides.

Aliás, a homocisteína é conhecida por duplicar o risco de desenvolver a doença de Alzheimer e é encontrada em níveis elevados em pacientes com a doença. A colina realiza uma transformação química, convertendo a nociva homocisteína em metionina.

A colina também protege o cérebro reduzindo a ativação da microglia, células responsáveis pela remoção de detritos no cérebro. Embora as suas funções de limpeza sejam essenciais para a saúde cerebral, a microglia ativada pode ficar fora de controlo, como ocorre tipicamente durante o Alzheimer.

Segundo o HypeScience, a ativação excessiva da microglia causa inflamação cerebral e pode levar à morte neuronal.

“Nunca ninguém mostrou os benefícios transgeneracionais da suplementação de colina”, afirmou um dos principais autores do estudo, Ramon Velazquez. “Esta é novidade da nossa investigação.”

Os cientistas defendem que a exploração de alterações epigenéticas pode promover novos caminhos de pesquisa e novas maneiras de tratar não só o Alzheimer, mas uma gama mais ampla de doenças transgeracionais, incluindo a síndrome alcoólica fetal e a obesidade.

Em relação ao Alzheimer, há vários fatores que estão em jogo, e um deles é, sem dúvida, a dieta. Os cientistas defendem que a alimentação pode ter um efeito significativo no risco de declínio cognitivo, e estes riscos podem ser transmitidos através das gerações.

Os cientistas já sabiam que a colina, necessária para várias etapas do nosso metabolismo, era particularmente importante no desenvolvimento inicial do cérebro. Enquanto que estudos anteriores concluíram que défices de colina estão associados ao fracasso no desenvolvimento de fetos, este novo estudo mostrou que ingerir quantidades de colina acima do recomendado dão uma benefício ainda maior.

Esta substância é uma boa candidata para o tratamento do Alzheimer justamente porque é muito segura em comparação com outros fármacos. Investigações futuras vão explorar os efeitos da colina em adultos.

Apesar de os resultados em cobaias serem promissores, somente um ensaio clínico controlado em humanos determinará a eficácia deste nutriente como uma nova arma na luta contra o Alzheimer.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam botão de Ligar/Desligar para a edição de genes

O CRISPR-Cas9 revolucionou a engenharia genética na última década. Agora, o novo método reversível pode controlar a expressão genética, deixando a sequência de ADN subjacente inalterada. O CRISPR-Cas9 é uma poderosa ferramenta de edição genética que …

Violação, coação sexual e abuso de pessoa incapaz podem vir a ser crimes públicos

O Parlamento vai discutir esta quinta-feira em plenário a transformação dos crimes de violação, coação sexual e abuso sexual de pessoa incapaz de resistência em crime público, através de projetos de lei de vários partidos. O …

"Autêntico golpe de Estado". Bases de dados policiais do SEF vão ser controladas pelo Governo

As bases de dados de informações policiais detidas pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vão passar a ser controladas pelo novo Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) na "dependência do membro do governo responsável …

Docentes e não docentes deverão ser vacinados com doses da Pfizer este fim de semana

Para este fim de semana, está prevista a vacinação em massa de professores, amas, responsáveis de creches entre outros assistentes de "respostas sociais". Este fim de semana, cerca de 180 mil professores e funcionários dos 2.º …

O seu cão pode ficar com ciúmes só de o imaginar a dar festas a outro

Quase quatro em cada cinco donos de cães relatam casos de ciúmes por parte dos seus amigos de quatro patas. E um novo estudo sugere que este comportamento pode ser desencadeado mesmo quando um suposto …

PSD e CDS dão as mãos para ganhar a Madeira (e fecham a porta ao Chega)

Esta quarta-feira, o PSD e o CDS fecharam a porta ao Chega no acordo de coligação autárquica na Madeira, que ambos os partidos assinaram no Funchal. No início deste mês, o líder do PSD/Madeira Miguel Albuquerque …

"Milagre da multiplicação". Cientistas conseguiram tornar a luz ainda mais brilhante

Uma equipa de cientistas descobriu um fenómeno que aumenta a intensidade da luz emitida por um componente em nanoescala em mais de mil vezes, em relação ao que a teoria afirma ser possível. Os cientistas observaram …

Revelados novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto

Um estudo revela novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto, que supera os 4.700ºC e é considerado um "Júpiter quente". Descoberto em 2016, o longínquo Kelt-9 b, situado a 650 anos-luz da Terra, é …

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …