Nutriente essencial pode ajudar a combater o Alzheimer ao longo das gerações

Cientistas da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos, descobriram um nutriente que pode ser muito importante no tratamento de uma das doenças mais devastadoras da atualidade: o Alzheimer.

Os cientistas acreditam que a doença de Alzheimer começa o seu caminho de destruição de células cerebrais antes do início dos sintomas clínicos. Uma vez diagnosticada, a condição é invariavelmente fatal, desligando um sistema vital após o outro.

O mais recente estudo, publicado na Molecular Psychiatry, testou a eficácia de uma dieta rica em colina em ratos com sintomas semelhantes aos da doença de Alzheimer nos humanos. Os resultados mostraram que os descendentes destes animais exibiam claras melhorias na memória espacial em comparação com os ratos expostos a um regime normal de colina.

Isto significa que os efeitos benéficos da suplementação de colina pareceram ser transgeracionais, protegendo não apenas os ratos que receberam a dieta durante a gestação e a lactação, mas também os seus filhos.

A segunda geração, apesar de não ter recebido suplementação direta, também beneficiou do tratamento, provavelmente devido a modificações herdadas nos seus genes – epigenética.

Na prática, a colina atua para proteger o cérebro da doença de Alzheimer de, pelo menos, duas maneiras. Primeiro, reduz os níveis de homocisteína, um aminoácido que pode atuar como uma potente neurotoxina, contribuindo para as marcas da doença: neurodegeneração e formação de placas amiloides.

Aliás, a homocisteína é conhecida por duplicar o risco de desenvolver a doença de Alzheimer e é encontrada em níveis elevados em pacientes com a doença. A colina realiza uma transformação química, convertendo a nociva homocisteína em metionina.

A colina também protege o cérebro reduzindo a ativação da microglia, células responsáveis pela remoção de detritos no cérebro. Embora as suas funções de limpeza sejam essenciais para a saúde cerebral, a microglia ativada pode ficar fora de controlo, como ocorre tipicamente durante o Alzheimer.

Segundo o HypeScience, a ativação excessiva da microglia causa inflamação cerebral e pode levar à morte neuronal.

“Nunca ninguém mostrou os benefícios transgeneracionais da suplementação de colina”, afirmou um dos principais autores do estudo, Ramon Velazquez. “Esta é novidade da nossa investigação.”

Os cientistas defendem que a exploração de alterações epigenéticas pode promover novos caminhos de pesquisa e novas maneiras de tratar não só o Alzheimer, mas uma gama mais ampla de doenças transgeracionais, incluindo a síndrome alcoólica fetal e a obesidade.

Em relação ao Alzheimer, há vários fatores que estão em jogo, e um deles é, sem dúvida, a dieta. Os cientistas defendem que a alimentação pode ter um efeito significativo no risco de declínio cognitivo, e estes riscos podem ser transmitidos através das gerações.

Os cientistas já sabiam que a colina, necessária para várias etapas do nosso metabolismo, era particularmente importante no desenvolvimento inicial do cérebro. Enquanto que estudos anteriores concluíram que défices de colina estão associados ao fracasso no desenvolvimento de fetos, este novo estudo mostrou que ingerir quantidades de colina acima do recomendado dão uma benefício ainda maior.

Esta substância é uma boa candidata para o tratamento do Alzheimer justamente porque é muito segura em comparação com outros fármacos. Investigações futuras vão explorar os efeitos da colina em adultos.

Apesar de os resultados em cobaias serem promissores, somente um ensaio clínico controlado em humanos determinará a eficácia deste nutriente como uma nova arma na luta contra o Alzheimer.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estrela zombie nasce após rara colisão entre anãs brancas

Cientistas da Universidade de Bonn, na Alemanha, e da Academia de Ciências da Rússia encontraram uma rara estrela entre as núvens de gás a 10.000 anos-luz da Terra. A estrela incomum, conhecida como J005311, surgiu muito …

Europeias: maior votação em 20 anos. PPE e socialistas juntos sem maioria

A taxa de participação nas eleições europeias, realizadas entre quinta-feira e hoje nos 28  Estados-membros da União Europeia, fixou-se nos 50,5%, a mais elevada dos últimos 20 anos e oito pontos acima do anterior sufrágio. Segundo …

Os anéis de Saturno estão a desaparecer (e a culpa é nossa)

Recentemente, um grupo de cientistas alertou que os anéis de Saturno podem vir a desaparecer devido às futuras explorações humanas.  Exploradores de asteróides e bilionários da tecnologia poderão roubar pedras preciosas do Espaço num futuro próximo, …

Forte tempestade faz reaparecer floresta pré-histórica no Reino Unido

A tempestade Hannah, que levou fortes marés e ventos ao Reino Unido, voltou a trazer à luz restos de árvores de uma floresta pré-histórica com cerca de 4.500 anos. Os vestígios estiveram escondidos durante anos …

PS vence Europeias. BE e PAN sorriem, CDS à espera de confirmar resultado catastrófico

As primeiras projeções aos resultados eleitorais geraram palmas e um ambiente efusivo por parte dos militantes do PS. O CDS é um dos grandes derrotados da noite e o PAN a surpresa. As eleições para …

Conan Osiris vence prémio de mais mal vestido em palco

Não é o prémio que Portugal esperava, mas é um prémio. Conan Osiris venceu o Barbara Dex Award, atribuído ao participante do Festival Eurovisão da Canção que veste a pior indumentária em palco. Conan Osiris é …

O exoesqueleto desta aranha parece o capacete de um minúsculo extraterrestre

No mundo animal, o acasalamento pode ser uma verdadeira batalha. As aranhas-pavão, por exemplo, deixam os seus capacetes para trás (literalmente).  Na hora do acasalamento, o macho da aranha-pavão (Maratus velutinus) deixa o seu exoesqueleto para …

Se chover durante a estadia, esta ilha italiana reembolsa os turistas

Há uma ilha italiana que reembolsa os turistas em aso de chuva. A iniciativa desafia as unidades hoteleiras a reembolsarem os clientes se chover mais de duras horas durante o dia. Se é daquelas pessoas que …

Prada deixa de usar peles a partir de fevereiro de 2020

A marca italiana dirigida por Miuccia Prada anunciou o fim da utilização de peles de animais a partir do próximo ano. A coleção apresentada em fevereiro de 2020, correspondente ao outono-inverno 2020/21, será a primeira …

Líderes falam em abstenção e apelam ao voto. Está "um dia maravilhoso para votar"

Cerca de 10,7 milhões de eleitores vão eleger os 21 deputados ao Parlamento Europeu. À boca das urnas, foram vários os líderes políticos que exerceram o seu direito de voto apelando à participação dos portugueses. A …