/

Os números que levam o Bayern a dizer: “O Benfica tem medo de nós”

slbenfica.pt

Alemães destacam sete dados, antes da deslocação a Lisboa. Formação do Benfica destacada pelo Bayern.

O Bayern Munique, na antevisão ao jogo com o Benfica na terceira jornada da Liga dos Campeões, publicou um artigo com o resumo de “tudo que é preciso saber” em relação ao clube português.

Os alemães lembram que, apesar de terem passado pela qualificação para a fase de grupos, na qual afastaram Spartak Moscovo e PSV Eindhoven, os lisboetas começaram bem este Grupo E, com um empate em Kiev e uma vitória rara frente ao Barcelona.

E “as águias estão a voar no campeonato nacional”, sublinha o Bayern, referindo-se ao percurso do Benfica de sete vitórias em sete jornadas, travado pela derrota caseira e surpreendente diante do Portimonense.

O último jogo do Benfica, antes desta receção ao campeão alemão, foi contra o Trofense (Taça de Portugal, vitória por 2-1 após prolongamento), que serviu para Jorge Jesus deixar quase todos os titulares habituais no banco, ou mesmo fora da lista de convocados.

O clube de Munique destaca ainda a formação do Benfica, começando obviamente por Renato Sanches, que jogou pelo Bayern. Na última visita ao Estádio da Luz, há três anos, o Bayern Munique ganhou por 2-0 e um dos golos foi apontado por Renato Sanches.

Bernardo Silva e Rui Costa, também formados no Benfica, são outros nomes mencionados mas o atleta em destaque no plantel actual é Darwin Núñez, com seis golos em oito jogos, e que foi considerado o melhor jogador no encontro com o Benfica. Rafa, Pizzi e Vertonghen são também elogiados, enquanto Weigl, Seferović e Lázaro são mencionados, por terem jogado na Bundesliga.

Na recta final desta análise, e antes da descrição do Estádio da Luz, o clube alemão lembra a alegada “maldição de Béla Guttmann” – o Benfica não vence qualquer prova europeia desde 1962.

Os números e o “medo”

Olhando para estatísticas, o Bayern começa por se centrar no seu novo treinador, Julian Nagelsmann, que apresenta o melhor arranque europeu de sempre, tendo em conta a época de estreia de um técnico em Munique: seis pontos em seis possíveis, com oito golos marcados e zero sofridos.

Mas atenção ao Benfica nesta Liga dos Campeões: o segundo melhor início de sempre, com quatro pontos, e foi a primeira vez que o clube da Luz não sofreu qualquer golo nas duas primeiras jornadas da fase de grupos.

Continuando no histórico, desta vez do conflito directo, o Bayern lembra que o Benfica nunca venceu os alemães: três empates e sete triunfos do Bayern. É um recorde: nenhum clube já jogou 10 vezes (ou mais) contra o Benfica sem perder qualquer duelo. Em Lisboa há um “medo” de defrontar o Bayern, escreve a turma de Munique.

O Bayern já acumula 24 jogos consecutivos sem derrotas, na fase de grupos da Liga dos Campeões. Um percurso inédito, desde que o torneio tem este formato (2003). E outro registo inédito: já não perde fora de casa, na Liga dos Campeões, há 19 encontros.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Individualmente, dois nomes salientam-se: Robert Lewandowski, que já marcou cinco vezes frente a clubes portugueses (recorde na Liga dos Campeões), e Manuel Neuer, que deve chegar às 100 presenças pelo Bayern na Liga dos Campeões, diante do Benfica.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.