Novo tratamento genético contra cancro traz esperança a pacientes terminais de leucemia

microbeworld / Flickr

Tratamento tradicional da leucemia: células-T do sistema imunitário (ao centro) ligam-se aos grânulos que provocam a divisão celular

Tratamento tradicional da leucemia: células-T do sistema imunitário (ao centro) ligam-se aos grânulos que provocam a divisão celular

Testes de um novo tratamento genético contra o cancro, que “treina” o sistema imunitário a combater o tumor, apresentaram resultados extremamente animadores: 90% dos pacientes em estado terminal entraram em remissão após o tratamento.

Os resultados foram anunciados esta segunda-feira, durante o encontro anual da Associação Americana para o Progresso da Ciência, em Washington.

O novo tratamento consiste na modificação genética de glóbulos brancos de pacientes com leucemia. As células modificadas para combater o cancro depois são reimplantadas nos seus organismos.

No entanto, os dados dos testes ainda não foram publicados ou analisados de forma independente, e acredita-se que dois pacientes tenham morrido no decorrer de uma resposta imunitária extrema dos seus organismos.

Para os especialistas, os resultados são animadores, mas para já trata-se apenas de um pequeno passo na direção a uma cura para o cancro.

O cientista à frente do novo tratamento, Stanley Riddell, do Centro Fred Hutchinson de Investigação sobre o Cancro, em Seattle, disse que todos os outros tratamentos disponíveis tinham fracassado nos pacientes terminais, que tinham sobrevidas estimadas entre dois a cinco meses.

“Os resultados preliminares do estudo são sem precedentes”, disse Riddell à BBC.

A nova proposta de tratamento envolveu a retirada de células do sistema imunitário de dezenas de pacientes. Conhecidas como t-cells, estas têm a função normal de destruir tecido infectado. Os cientistas modificaram geneticamente as células para que estas passassem a atacar células “doentes”.

“Os pacientes estavam realmente no fim da linha em termos de opções de tratamento, mas uma simples dose deste tratamento pôs mais de 90% desses pacientes em remissão completa – não conseguíamos mais detectar neles as células com leucemia”, descreveu Ridell à BBC.

No entanto, sete pacientes desenvolveram síndrome de libertação de citocinas – uma reposta exagerada do sistema imunitário – e precisaram de tratamento intensivo. Entre estes, dois morreram.

Apesar de estas taxas poderem ser aceitáveis para pacientes em estado terminal, os efeitos colaterais do novo tratamento – por exemplo, a síndrome de liberação de citocinas – mostram-se bem mais fortes que os de tratamentos convencionais, como a quimioterapia e radioterapia, que funcionam na maioria dos pacientes.

Os especialistas alertam ainda para a diferença entre doenças como a leucemia e tipos de cancro com tumores “sólidos”, como o de mama.

“Na maioria dos casos, o tratamento convencional é bastante efetivo, por isso este novo tratamento seria para os casos raros de pacientes em que o tratamento não funcionou”, disse Alan Worsley, investigador do centro britânico Cancer Research UK.

“Este tratamento mostrou resultados promissores no tratamento deste tipo de cancro de sangue. O grande desafio agora é descobrir como fazemos esse tratamento funcionar para outros tipo de cancro”, afirmou à BBC.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Assistência a filho paga a 100% deixa de fora funcionários públicos inscritos na CGA

O pagamento a 100% do subsídio de assistência a filho que entrou em vigor este mês não abrange os funcionários públicos inscritos na Caixa Geral de Aposentações (CGA), revelou fonte oficial do Ministério da Administração …

Câmara do Porto quer isentar rendas de 257 estabelecimentos até junho

A Câmara do Porto vai propor a isenção total das rendas de 257 estabelecimentos situados em prédios municipais, no período de 18 de março a 30 de junho, no valor global de cerca de 112 …

Deslocações na Páscoa limitadas ao concelho de residência

O Governo vai limitar as deslocações dos portugueses durante o período de Páscoa aos concelhos de residência de permanência. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia esta quinta-feira, entre a sexta-feira Santa …

"Dos mais novos no mundo a morrer." Bebé de seis semanas morre de covid-19 nos EUA

Morreu, nos Estados Unidos, um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim de semana, na sequência de uma infeção provocada pela covid-19. Um bebé de seis semanas, que estava hospitalizado desde o fim …

Reyes seguia a 187 km/h quando sofreu acidente mortal

O futebolista José Antonio Reyes conduzia a 187 km/h quando rebentou um pneu do carro, provocando o acidente que causou a morte ao antigo jogador do Benfica, indica o relatório pericial da Guarda Civil. A investigação …

OMS está "muito preocupada com o rápido aumento da infeção"

A OMS mostra-se preocupada com a evolução do número de infetados pelo novo coronavírus e pede o perdão da dívida para os países mais vulneráveis. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) diz estar muito …

Cerco sanitário prolongado em Ovar. "Situação ainda não está controlada"

A Direção-Geral de Saúde decidiu prolongar a cerca sanitária no concelho de Ovar por mais 15 dias, avança o Jornal de Notícias esta quinta-feira. De acordo com o matutino, as autoridades de saúde vão permitir …

Liga belga propõe fim do campeonato e o Club Brugge campeão

A Liga de futebol da Bélgica recomendou esta quinta-feira que se dê por terminada a época 2019/20 do campeonato e a “aceitação da classificação atual” que faz do Clube Brugge campeão, devido ao novo coronavírus …

Pico da pandemia pode ser tardio. "Só saberemos quando começarmos a descer"

A diretora-geral da Saúde disse que ainda não é possível saber quando é que será o pico da covid-19 em Portugal, alertando que este pode ser tardio, uma vez que uma progressão mais lenta da …

"China esconde a severidade deste vírus há meses", acusam serviços secretos dos EUA

Os Estados Unidos concluíram que a China falseou os dados sobre a severidade do novo coronavírus, indica um relatório dos serviços de inteligência norte-americanos divulgado esta quarta-feira a vários senadores. A agência Bloomberg aludiu esta quinta-feira …