//

Sem plástico, telas ou baterias. Em nome do ambiente, empresa apresenta teste de gravidez biodegradável

Depois de alguns anos a desenvolver o teste de gravidez biodegradável, a Lia Diagnostics lançou o produto no mercado norte-americano.

Os testes de gravidez vêm de mãos dadas com um grande número de acessórios tecnológicos, como telas de LCD e baterias, que só são usados ​​uma vez antes de serem descartados. Este tipo de elementos, que têm uma vida útil extremamente curta, são somados a outros componentes, como o plástico e fibras de vidro, que poluem o planeta.

Para colmatar o problema, a empresa Lia Diagnostics criou um teste de gravidez homónimo, que dispensa este tipo de componentes e opta por uma alternativa biodegradável e mais amiga do ambiente.

Segundo o Technical.ly, o teste é feito com as mesmas fibras vegetais usadas na maioria dos papéis higiénicos e não contém plástico, vidro ou nitrocelulose – materiais usados ​​em quase todos os testes de gravidez descartáveis.

Antes de usar, é necessário diferenciar o lado do sensor – o mais plano – daquele que deve ser usado para apoiar o teste. Depois, basta urinar, um procedimento muito semelhante ao adotado com qualquer outro modelo.

O teste da Lia deverá ser deixado na horizontal durante alguns minutos. Aos poucos, e se estiver presente, a hormona gonadotrofina coriónica humana (hCG) vai reagir e gerar duas linhas grossas na exibição do resultado, feita também de matéria vegetal. Por outro lado, se o resultado for negativo, só aparecerá uma linha.

O teste tem 99% de precisão e, para já, está apenas disponível nos Estados Unidos. Dois testes custam 13,99 dólares (11,76 euros).

De acordo com a empresa, mais de 2 milhões de quilos de plástico, usados em testes de gravidez, acabam em aterros sanitários a cada ano. O teste da Lia Diagnostics é uma alternativa a este problema.

  Liliana Malainho, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.