Hitler era sadomasoquista com traços homossexuais, revela CIA

Um relatório produzido pela Agência de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) durante a II Guerra revelou que Adolf Hitler era um “sadomasoquista com traços homossexuais” e que terá vivido num albergue gay, na Áustria.  

De acordo com o Daily Mail, o documento foi elaborado por Henry Field, um antropólogo do Escritório dos Serviços Estratégicos – antecessor da atual CIA -, que tinha como principal objetivo “vasculhar toda a informação que conseguisse encontrar sobre os altos funcionários alemães, incluindo o próprio Hitler”.

O documento, com cerca de 70 páginas, foi elaborado ainda durante a 2.ª Guerra Mundial e visava oferecer ao Presidente norte-americano Franklin D. Roosevelt o máximo de informação possível sobre o inimigo.

De acordo com a SputnikNews, o dossier era extremamente completo, abordando diversos temas desde de a sua infância e educação, até à sua dieta e música favorita. Contudo, foram os detalhes da sua vida íntima e sexual que chamaram mais à atenção.

No esboço biográfico do ditador nazi, o antropólogo revela que a informação que recolheu o leva a acreditar que Hilter era “um tipo de homem sadomasoquista e, possivelmente, até com alguns traços homossexuais“, escreveu Field no relatório.

A maioria da informação obtida sobre a vida íntima de Hitler veio de Ernst Sedgwick Hanfstaengl, um alemão de ascendência americana amigo próximo e confidente do ditador ao longo de toda a sua ascensão entre 1920 e 1930.

O documento agora divulgado pela imprensa aponta ainda que Hitler viveu num albergue só para homens entre 1910 e 1913, no distrito austríaco de Brigittenau. A pensão, revelou Hanfstaengl, tinha a “reputação de ser um local onde homens mais velhos procuravam jovens em busca de prazeres homossexuais“.

Apesar das revelações do antigo confidente do líder alemão, não há evidências do envolvimento de Hitler nestes encontros.

Relação íntima com Rudolf Hess

De acordo com o relatório dos Serviços Estratégicos datado de 1943, havia ainda rumores de uma atração sexual entre Hitler e o seu braço-direito, Rudolf Hess. O documento detalha ainda que Hess teria assistido a bailes “vestido com roupas femininas” e, por isso, terá sido apelidado de “Fraulein Anna” pelos seus colegas do partido.

A informação revela ainda que Hitler e Hess, quando foram presos na década de 1920, tinham uma relação que poderá “ter chegado ao sexo”, nota a Sputnik.

Sinteticamente, escreveu Field no fim do documento, a “vida sexual de Hitler era dupla, tal como a sua perspetiva política”. Na política, “é tanto socialista como um nacionalista fervoroso” e, o mesmo acontece com a sua vida pessoal, na qual é “tanto homem como mulher, tanto homossexual como heterossexual”, concluiu o antropólogo.

ZAP //

 

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Ai meu Deus… A era da desinformação. Na internet, qualquer baboseira é verdade.

    Sinceramente… Que o Hitler foi um dos maiores criminosos da história, não restam dúvidas. Mas quanto mais o tempo passa mais ao conto se acrescenta um ponto. Agora 100 anos depois, o homem afinal abafava a palhinha e vestia lingerie…

    Será isto um teste a ver até onde pode ir o absurdo da desinformação, sem que as pessoas notem?

  2. Deus se existiu, era gay, pois só andava com homens, como prova o quadro da ceia de cristo,
    Quem diria que um velho a Pé, com um senhora em cima de um Jumento, iria ser um grande negocio, até a presente data.

RESPONDER

China proíbe estrangeiros de visitarem o Tibete em março

A China está a proibir o acesso de estrangeiros ao Tibete, durante o mês de março, quando se celebra um par de aniversários sensíveis que questionam a legitimidade da soberania chinesa naquela região dos Himalaias. Segundo …

Editor de jornal do Alabama apela a Ku Klux Klan para enforcar democratas

“É tempo de o KKK voltar a atacar à noite”. É desta forma que começa um editorial escrito pelo diretor do The Democrat-Reporter, jornal do Alabama, e que está a provocar polémica nos Estados Unidos. No …

Bastonária dos Enfermeiros solidária com líder sindical em greve de fome

A bastonária dos enfermeiros foi manifestar solidariedade para com o presidente do Sindicato Democrático dos Enfermeiros, que entrou em greve de fome, e alertou para o risco de radicalização da luta dos enfermeiros. Ana Rita Cavaco …

PS, Bloco, PCP e PAN chumbam moção de censura do CDS-PP

A moção de censura do CDS-PP ao Governo foi hoje "chumbada" pelas bancadas do PS, BE, PCP, Verdes e PAN, contando com votos favoráveis dos democratas-cristãos e do PSD. Também o deputado não inscrito Paulo Trigo …

Câmara de Lisboa tem 18 casas para acolher vítimas de violência doméstica

A vereadora da Habitação na Câmara de Lisboa, Paula Marques, revelou que existem 18 habitações municipais para vítimas de violência de género, sendo ainda critério de discriminação positiva na atribuição de habitação municipal. "Há 18 casas …

Soldados russos proibidos de usar smartphones e redes sociais

Os soldados russos a cumprirem missões fora do país deixarão de poder levar consigo smartphones, tablets ou portáteis, proibição a que se junta a interdição de partilharem na Internet fotografias ou informação sobre a sua …

Justiça ordena compensação a habitantes de Fukushima

A justiça japonesa ordenou o pagamento de uma indemnização equivalente a 3,4 milhões de euros a residentes forçados a abandonar as suas casas no nordeste do Japão após o acidente nuclear de Fukushima, em 2011. O …

Londres vai tirar cidadania a britânica que integrou Estado Islâmico

Um advogado da família de Shamima Begum, a britânica que deixou Londres há quatro anos para se juntar ao grupo jihadista autoproclamado Estado Islâmico, revelou que o governo do Reino Unido pretende revogar o passaporte. O …

Pedidos para pagar dívidas fiscais a prestações passam a ser feitos apenas online

O Governo quer que os pedidos de pagamento de dívidas a prestações passem a ser submetidos apenas por via eletrónica, segundo prevê uma proposta de alteração a vários diplomas fiscais que vai ainda ser discutida …

Vaticano recebeu cerca de 900 denúncias de abusos em 2018

O Vaticano recebeu, durante o ano de 2018, cerca de 900 denúncias por abusos sexuais praticados pelo clero, um valor que ronda o dobro das recebidas anualmente na última década. As denúncias foram reportadas à Congregação …