Novo material abre portas ao “download do cérebro”

(dr) Hai-Tian Zhang / Purdue University

Uma equipa de cientistas da Universidade Purdue e do Laboratório Nacional Argonne, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo material quântico que pode, no futuro, transferir informações diretamente de cérebros humanos para um computador.

A investigação está ainda na fase inicial, mas invoca ideias como o “upload cerebral” para um armazenamento em nuvem ou a conexão cérebro-computador, conceitos que, até agora, existiam apenas na ficção científica.

O objetivo da equipa de cientistas é desenvolver um material quântico capaz de “pensar” como o cérebro, mas mais sensível aos sinais precoces de doenças neurológicas, como a doença de Parkinson, por exemplo.

A eletrónica “pensa” via eletrões; o cérebro pensa via iões. ” Este novo material ajudou-nos a encontrar uma ponte”, explicou Hai-Tian Zhang, principal autor do estudo, publicado recentemente na Nature Communications.

Os cientistas testaram o material quântico em duas moléculas: glicose, um açúcar essencial para a produção de energia, e dopamina, um mensageiro químico que regula o movimento, respostas emocionais e memória.

Como as quantidades de dopamina são tipicamente baixas no cérebro, e ainda mais baixas nas pessoas com doença de Parkinson, detetar esta molécula tem sido notoriamente difícil. A solução poderia passar por um material quântico irreverente, como o mais recente criado.

“Este material quântico é cerca de nove vezes mais sensível à dopamina do que os métodos que usamos atualmente em modelos animais”, afirmou Alexander Chubykin, outro cientista que participou no estudo.

Além disso, de acordo com os cientistas, este material consegue “sentir” os átomos de várias moléculas além da glicose e da dopamina. O próximo passo é criar uma forma viável de o material “responder” ao cérebro. Para já, este material consegue apenas “ouvi-lo”.

A longo prazo, o material quântico pode mesmo dar-nos a capacidade de “fazer download” de cérebros humanos. “Imagine colocar um dispositivo eletrónico no cérebro para que, quando as funções cerebrais naturais começarem a deteriorar-se, uma pessoa possa ainda recuperar memórias desse dispositivo“, exemplificou Shriram Ramanathan, professor de engenharia de materiais na Universidade de Purdue.

“Podemos dizer com confiança que este material é um caminho potencial para construir um dispositivo de computação capaz de armazenar e transfirir memórias”, concluiu.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “download do cérebro”?!
    Como se comprova diariamente, desde os comentários nas Internet’s às “observações” do Trampa, Bolsonabo, etc, faz bem mais falta desenvolver um “upload de cérebro”!…

RESPONDER

O PSD ultrapassou o PCP e tornou-se no partido mais rico em imóveis

O PSD ultrapassou o PCP, sendo agora o partido português mais rico em imóveis. Os ativos fixos tangíveis - que inclui imóveis, automóveis e outros bens - dos sociais-democratas aumentaram mais de quatro vezes entre …

Mais cinco minutos? Adiar o despertador não é uma boa ideia

Mais cinco minutos na cama ou acordar mal toque o despertador? Apesar de esse cochilo parecer inofensivo, a verdade é que adiar o despertador não é uma boa ideia. Se faz parte da equipa dos mais …

Há uma planta na Austrália que é masculina, feminina e bissexual

Cientistas da Bucknell University (Austrália) descobriram uma espécie de planta que pode ser masculina, feminina e bissexual. Os investigadores publicaram a descoberta na revista PhytoKeys e chamaram a amostra, que foi descrita em 1970, mas não …

Astrónomos descobrem a mais antiga colisão de galáxias conhecida

Uma equipa internacional de investigadores descobriram o exemplo mais antigo de uma colisão entre duas galáxias. A luz dessa fusão teve de viajar durante 13 mil milhões de anos para chegar até nós, uma vez …

Asteróide do tamanho da Torre Eiffel vai passar pela Terra. É a segunda maior aproximação em 120 anos

Na segunda-feira, dia de S. João no Porto, um asteróide muito grande - que pode ser tão grande como a Torre Eiffel - vai passar pela Terra a mais de 45 mil quilómetros por hora. O …

As eleições foram repetidas em Istambul. Erdogan voltou a perder (e por mais)

O candidato da oposição Ekrem Imamoglu ganhou hoje de novo as eleições municipais em Istambul, após a anulação de uma primeira votação, infligindo ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, o pior revés eleitoral em 17 …

No Azerbaijão, há chamas que ardem há quatro mil anos

Chamas altas dançam sem descanso num trecho de 10 metros de encosta. É o Yanar Dag - que significa "montanha em chamas" - na Península Absheron, no Azerbaijão. "Este fogo queimou 4.000 anos e nunca parou", …

A lendária Cidade Perdida do Deus Macaco é um refúgio de espécies "extintas"

A Cidade Branca, imponente sítio arqueológico detetado em 2012 nas selvas das Honduras, é também um "ecossistema prístino e próspero, cheio de espécies raras e únicas". A ONG americana Conservation International chegou a essa conclusão depois …

As mulheres têm mais doenças autoimunes do que os homens. A culpa pode ser da placenta

A hipótese da compensação da gravidez mostra que a evolução pode ter tido um papel importante no sistema imunológico das mulheres. Há cerca de 65 milhões de aos, depois da época dos dinossauros, surgiu o primeiro …

Cientistas conseguiram registar canto de uma das baleias mais raras do mundo

Cientistas conseguiram, pela primeira vez, registar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena japonica). Pela primeira vez, investigadores da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) conseguiram gravar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena …