Novo estudo sugere que é possível escapar de um buraco negro

NASA Goddard Space Flight Center / Flickr

A galáxia ultra-densa M60-UCD1 com o seu buraco ngro supermassivo, conceit artístico

A galáxia ultra-densa M60-UCD1 com o seu buraco negro supermaciço, conceito artístico

Um novo estudo teórico de uma equipa de investigadores  do Instituto de Física Corpuscular, em Espanha, sugere ser possível escapar de uma viagem a um buraco negro com todas as suas células no lugar.

A má notícia é que o viajante provavelmente morreria de qualquer forma… e chegaria a outro universo.

Uma das maiores dificuldades da física de um buraco negro é entender o que acontece no seu interior, numa região específica do buraco negro chamada singularidade gravitacional.

Nesse ponto, o espaço e o tempo esticam-se em direcção ao infinito e as leis normais da física deixam de ser aplicar.

Mas um novo estudo, desenvolvido por uma equipa de físicos de Valência, Espanha, e publicado na Classical and Quantum Gravity, oferece uma solução.

“Os buracos negros são óptimos laboratórios teóricos para testar novas ideias sobre a gravidade”, diz à R&I World o físico Gonzalo Olmo, investigador da Universitat de València e um dos autores do estudo.

O estudo começa por tratar os buracos negros como objectos com estruturas como a de cristais, e as singularidades como pequenos defeitos geométricos.

Usando esse modelo, os investigadores chegaram a uma descrição matemática de um buraco negro no qual o seu centro é uma superfície pequena e esférica.

Segundo os autores do estudo, um buraco negro com esta configuração é na realidade um wormhole – um túnel do espaço-tempo.

Hipoteticamente, uma pessoa poderia entrar nesse wormhole, ser “esticada” pelas forças extremas do buraco negro, e transformar-se num “espaguete humano” – fenómeno cujo termo técnico é mesmo esparguetificação.

Depois de passar pela singularidade, e chegar a outro universo, o viajante volta ao seu tamanho normal – sem se sentir muito pior do que se tivesse sido atirado para um triturador de carne e remodelado a seguir.

Por outras palavras, o viajante morreria, mas o seu corpo continuaria inteiro.

Infelizmente, a única forma de testar este modelo teórico seria enviar um viajante de carne e osso através de um buraco negro.

E para já não há voluntários, meio de transporte para o fazer chegar ao buraco negro mais próximo – e telefones no universo de destino para que nos fizesse o relato da viagem.

ZAP

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Ou seja não é ciência! Ciência só existe se for possível tentar. Me pergunto como eles conseguiram públicar isso numa revista de ciência importante. Puro sensacionalismo.

RESPONDER

Cientistas usam a Lua como espelho gigante para procurar extraterrestres

Os astrónomos ainda não desistiram de procurar vida para lá da Terra e acabam de criar um novo método para encontrar exoplanetas habitáveis, que envolve o uso da Lua como uma espécie de espelho gigante. Especialistas …

Astrónomos descobriram um buraco negro "incapaz" de fazer o seu trabalho

Astrónomos descobriram o que pode acontecer quando um buraco negro gigante não interfere na vida de um enxame de galáxias. Usando o Observatório de raios-X Chandra da NASA e outros telescópios, mostraram que o comportamento passivo …

Homem na casa dos 20 anos morre de peste no Novo México

Um homem na casa dos 20 anos morreu de peste septicémica no estado norte-americano do Novo México, anunciaram as autoridades de saúde deste estado. A vítima, cuja identidade não foi revelada publicamente, viva em Rio …

Cara do pintor italiano Rafael reconstruida para resolver mistério do seu túmulo

Uma equipa de especialistas fez uma reconstrução em 3D da cara do pintor italiano renascentista Rafael. Assim, confirmaram o seu aspeto físico e resolveram o mistério relativamente ao seu túmulo. O rosto do pintor italiano Rafael …

Novo método não-invasivo permite diagnosticar cancro cerebral sem fazer incisões

Diagnosticar tumores cerebrais pode ser difícil e muito invasivo. Agora, uma equipa de investigadores desenvolveu um método para detetar cancro no cérebro sem ser necessária qualquer incisão. Os tumores cerebrais são normalmente diagnosticados através de imagens …

A última plataforma de gelo intacta do Canadá colapsou. Criou um icebergue maior do que o Porto

A plataforma de gelo Milne, no Canadá, fragmentou-se no final do mês de julho, formando vários icebergues, dois dos quais de grandes dimensões. Cientistas ouvidos pela agência noticiosa AP referem que esta era uma plataforma especial, …

Ícones da moda de luto: a indústria fashion nunca mais será a mesma

Muitas são as áreas da economia a ser gravemente afetadas pela pandemia de covid-19. A indústria da moda não foge à tendência e já são muitos os líderes de grandes marcas a "declarar morte" à …

Covid-19: Cigarros eletrónicos aumentam riscos de infeção em cinco a sete vezes para jovens

O risco de contrair covid-19 entre adolescentes e jovens adultos que fumam cigarros eletrónicos é cinco a sete vezes superior, segundo um estudo liderado pela faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos. O …

Apenas 10% da população escreve com a mão esquerda. Cientistas lutam para explicar porquê

Em praticamente qualquer lugar do globo, apenas 10% das pessoas são canhotas, isto é, têm maior habilidade com o lado esquerdo do corpo, especialmente com a mão, comparativamente com o lado direito. Os cientistas tentam há …

Para reavivar o turismo, esta pequena cidade está a contar com a ajuda dos "vampiros"

A pequena cidade de Forks, em Washington, nos Estados Unidos, é lar de 3.600 pessoas, cujos meios de subsistência nos últimos 15 anos foram impulsionados por uma indústria do turismo alimentada por "Crepúsculo", a série …