Novo estudo relaciona covid-19 com doenças mentais e neurológicas posteriores

Uma em cada três pessoas recuperadas da covid-19 foi diagnosticada com uma doença neurológica ou perturbação mental nos seis meses após a infeção, concluiu um estudo que teve por base registos de mais de 230 mil doentes, sobretudo dos Estados Unidos (EUA).

Segundo os resultados do estudo, publicado na terça-feira na Lancet Psychiatry e divulgado pelo Público, perturbações de ansiedade (17%) e de humor (14%) são os diagnósticos mais comuns. Foram analisados os registos eletrónicos de 236.379 doentes, todos com mais de dez anos, infetados em 20 de janeiro de 2020 e ainda vivos a 13 de dezembro.

A incidência de uma doença neurológica ou perturbação psiquiátrica depois da infeção foi de 34%. Na pesquisa foram ainda detetadas perturbações por uso de substâncias (7%) e insónias (5%) e consequências neurológicas – 0,6% de hemorragias cerebrais, 2,1% de acidentes vasculares cerebrais isquémicos e 0,7% de demências.

O estudo revelou ainda que 2,7% dos doentes em unidades de cuidados intensivos e 3,6% com uma encefalopatia tiveram uma hemorragia cerebral, o que somente ocorreu em 0,3% dos pacientes que não foram hospitalizados.

Já 6,9% de pessoas em unidades de cuidados intensivos e 9,4% com uma encefalopatia tiveram acidentes vasculares cerebrais isquémicos – a incidência em pessoas que não foram hospitalizadas foi de 1,3%. Por fim, 1,7% de pessoas em unidades de cuidados intensivos e 4,7% com uma encefalopatia desenvolveram demências, o que se verificou em 0,4% dos doentes sem hospitalizações.

“Estes são dados do mundo real e de um grande número de doentes. Confirmam que há taxas elevadas de diagnósticos psiquiátricos depois da covid-19 e que transtornos graves também afetam o sistema nervoso”, disse em comunicado Paul Harrison, investigador da Universidade de Oxford, no Reino Unido, e coordenador do estudo.

A equipa comparou ainda os resultados dos doentes com covid-19 com 105.579 doentes com gripe e 236.038 diagnosticados com infeções do trato respiratório, concluindo que havia um risco 44% maior de se ter um diagnóstico neurológico ou psiquiátrico depois de se contrair covid-19 do que depois da gripe. Verificou também que o risco era mais elevado 16% após a covid-19 do que com qualquer outra infeção do trato respiratório.

“Infelizmente, muitas das perturbações identificadas neste estudo tendem a ser crónicas ou recorrentes, por isso podemos antecipar que o impacto da covid-19 poderá ficar entre nós durante muitos anos”, indicaram os investigadores Jonathan Rogers e Anthony David, ambos da University College de Londres e que não participaram no estudo.

Taísa Pagno Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Biden prepara-se para reconhecer massacre arménio como genocídio

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, está a preparar-se para reconhecer formalmente os massacres arménios do início do século 20 como genocídio, cumprindo assim uma promessa que fez durante a sua campanha, decisão …

Football Leaks. Consultor de cibersegurança aponta para ataque único à Doyen

A intrusão no sistema informático da Doyen terá resultado de um único ataque conduzido por uma pessoa e não várias, defendeu na quarta-feira o consultor inglês de cibersegurança contratado pelo fundo de investimento, no julgamento …

Cavaco Silva volta a estar ausente das cerimónias do 25 de Abril

O ex-Presidente da República já informou que não vai marcar presença na cerimónia comemorativa dos 47 anos do 25 de Abril, este domingo, no Parlamento, por continuar "a respeitar as regras sanitárias". Fonte oficial do gabinete …

No dia da Terra, os líderes mundiais juntaram-se para "passar à ação"

A Casa Branca organizou uma Cimeira de Líderes sobre o Clima, que decorre de forma virtual e durante dois dias. Começou esta quinta-feira, dia em que se comemora o Dia da Terra, e junta cerca …

Detido em Itália homem que terá fornecido arma ao autor do atentado de Nice em 2016

Um homem que teria fornecido uma arma ao autor do atentado com um caminhão na cidade francesa de Nice, em 14 de julho de 2016, foi detido na Itália, anunciaram na quarta-feira vários veículos de …

"Invisibilidade" do LGBTI nos Censos é alvo de críticas

A Associação ILGA Portugal - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo e o Bloco de Esquerda estão a criticar os Censos 2021 devido à ausência de perguntas relacionadas com identidade de género, o que …

Rússia vai dar início à retirada de tropas perto da fronteira com a Ucrânia

A Rússia anunciou que vai iniciar, esta sexta-feira, a retirada das suas tropas concentradas perto da fronteira com a Ucrânia e na Crimeia anexada, referindo que os exercícios foram concluídos. "As tropas demonstraram a sua capacidade …

KPMG desconhecia problemas no BESA que justificassem reserva às contas

A KPMG Portugal afirmou, numa carta enviada à comissão de inquérito do Novo Banco, que desconhecia factos no BES Angola que pudessem levar a uma opinião com reservas às contas do BES. A KPMG Portugal desconhecia …

Ferro Rodrigues está "perfeitamente de acordo" com Marcelo sobre enriquecimento ilícito

O presidente da Assembleia da República (AR) concorda com o Presidente quanto à urgência de melhorar a lei contra o enriquecimento ilícito e diz que isso pode ser feito sem pôr em causa princípios constitucionais. Numa …

Índia regista subida drástica de infeções e mortes. EUA com 200 milhões de vacinas tomadas

O número de novas infeções pelo coronavírus dispararam na Índia, com a falta de preparação do Governo e a forma como a pandemia tem sido gerida apontadas como causas para a subida dos casos e …