Há uma nova versão online do Youtube destinada a crianças

Pixel y Dixel / Flickr

O Youtube para crianças passa a ter um site próprio. O objetivo é dar aos mais novos uma versão filtrada do serviço, sem comentários, que apenas inclui conteúdo infantil.

A versão do Youtube para crianças já pode ser usada na Internet, através de um site próprio, sem que se tenha de fazer o download de outra aplicação. A nova versão online do YouTube para crianças deverá servir como uma alternativa a menores de 13 anos que utilizavam, até agora, o site principal.

O objetivo é dar às crianças entre os quatro e os 12 anos uma versão filtrada do serviço, sem comentários, que apenas inclui conteúdo infantil como músicas, desenhos animados populares, tutoriais de bricolage e vídeos didáticos.

Para aceder ao painel de controlo (intitulado “configurações dos pais“) só é preciso responder a uma conta de multiplicar, como 5 x 2. A partir daí pode-se definir uma palavra-passe para os adultos, desativar a função de pesquisa — para que a aplicação mostre apenas os vídeos mais populares —, e definir a faixa etária dos utilizadores da aplicação — até aos quatro anos; dos quatro aos oito anos, ou dos oito aos 12 anos.

Em comunicado, a equipa do YouTube Kids admite que podem existir falhas na filtração de algum conteúdo, e pede que qualquer conteúdo impróprio detetado seja denunciado. “O nosso sistema esforça-se por reduzir conteúdo impróprio para cada faixa etária, mas nem todos os vídeos podem ser manualmente revistos”, escreve a equipa do YouTube.

Uma versão com credenciais de acesso vai ser disponibilizada em breve: isto vai permitir guardar vídeos e temas preferidos pelas crianças. No futuro, também vai ser possível limitar ainda mais o tipo de conteúdo a que as crianças têm acesso, tal como na aplicação.

YouTube Kids

Há cerca de dois anos, a empresa foi obrigada a começar a filtrar vídeos de paródias com desenhos animados em cenas violentas — como o Ruca, a Pocoyo e a Peppa Pig em acidentes de carro — a menores de 18 anos ou a utilizadores sem conta no YouTube.

Embora a versão para crianças do YouTube não autorize anúncios a brinquedos, alimentos açucarados ou fast food, não limita o acesso a vídeos sobre o tema, já que é possível ver vídeos de crianças a visitar restaurantes de hambúrgueres para brincar, ou a comer bolachas de chocolate populares para adivinharem o sabor.

A nova versão online do Youtube Kids chega numa altura em que a plataforma é alvo de escrutínio pelo conteúdo que tem destinado a crianças e aquilo que faz com os dados recolhidos, nota o Público.

Nos EUA, a Comissão Federal do Comércio abriu uma investigação para averiguar se a empresa recolhia, indevidamente, dados de menores de 13 anos — se o fizer, o YouTube está a violar a lei do país norte-americano sobre a proteção de crianças online.

De acordo com informação avançada pela imprensa dos Estados Unidos, a empresa aceitou pagar entre os 150 e os 200 milhões de dólares para encerrar o processo.

DR, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Lixo espacial cadente iluminou os céus na Austrália

Na sexta-feira passada, pedaços de lixo espacial de um foguetão russo iluminaram os céus na Austrália. Os especialistas dividem-se na possibilidade de bocados dele caírem na Terra. Na sexta-feira passada, num final de tarde como tantos …

Cientistas criaram uma borracha que até rasga (mas concerta-se sozinha)

Investigadores da Universidade Flinders, na Austrália, desenvolveram um novo tipo de borracha que consegue regenerar sozinha. A equipa de investigadores da universidade australiana criou um novo tipo de borracha e um catalisador que, em conjunto, podem …

Dez anos depois, voltou a ser avistado um guepardo do noroeste africano

Naturalistas na Argélia filmaram um guepardo do noroeste africano, uma subespécie listada na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como estando em "perigo crítico", pela primeira vez em dez anos. De acordo …

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …