Nova espécie de planta fóssil descoberta em Gondomar

(dr) Pedro Correia et al.

Parte terminal de folhas lanceoladas com ápices de forma acuminada-caudada

Annularia noronhai foi encontrada no meio da cidade de Gondomar. Tem 300 milhões de anos, é um parente muito afastado da cavalinha e diz muito sobre o clima da época.

Uma nova espécie de planta já extinta foi descoberta em São Pedro da Cova, no concelho de Gondomar. A planta viveu há 300 milhões de anos, muito antes de os dinossauros dominarem o nosso planeta.

Annularia noronhai foi assim batizada em homenagem ao geólogo português Fernando Noronha, professor já reformado do departamento de Geociências da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. A planta fóssil é um parente muito afastado da cavalinha e foi encontrada num lote para construção no meio da cidade, adianta o Observador.

O fóssil foi encontrado numa escavação com apenas dois metros, de onde já foram retirados fósseis de cinco novas espécies nos últimos nove anos – duas espécie de insetos e duas de plantas.

Pedro Correia, investigador da Universidade do Porto (UP) e líder da equipa responsável pela descoberta, afirma que a riqueza da bacia do Douro em fósseis vem das condições climáticas em que essa região estava há 300 milhões de anos.

“A Península Ibérica era uma região tropical, estava muito próxima do Equador. No Douro, que era uma região intramontanhosa, havia um clima sazonal. No entanto, estávamos a atravessar uma severa alteração climática, semelhante à que hoje registamos”, explica o investigador, citado pelo diário.

Na região onde estes fósseis foram encontrados, havia floresta muito densa e com muitas plantas. Esta caracterização do local explica que haja tantos fósseis vegetais na bacia do Douro. “Nos anos setenta, 70% do carvão que utilizávamos era extraída aqui. Esse carvão resultou da acumulação da flora.”

Aliás, foi graças às alterações climáticas que Annularia noronhai se desenvolveu. Depois de comparar esta espécie com outras semelhantes, os cientistas chegaram à conclusão que as folhas da planta tinham evoluído para que se conseguisse agarrar aos ramos das plantas vizinhas. O novo estudo foi publicado este mês na Historical Biology.

“É distinta principalmente pelas suas folhas com forma de lança, caracterizadas por mucros [ponta que determina certos órgãos vegetais] muito alongados”, refere o artigo científico.

Os investigadores compararam este fóssil com outros já descritos para confirmar que estavam perante uma espécie nunca antes identificada, explica um artigo do National Geographic.

“Se encontrarmos características que as espécies mais próximas não têm, então estamos perante uma nova espécie. Este processo é muito longo. Neste caso demorou nove anos a ser concluído e precisou da participação de cientistas internacionais, mais experientes”, explicou o líder da investigação.

Os fósseis da nova espécie encontram-se referenciados e armazenados nas coleções do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Medicamentos para a tensão arterial diminuem mortalidade em doentes com covid-19

Um estudo de meta-análise concluiu que medicamentos para a tensão arterial, ao contrário do que se pensava, reduzem a mortalidade em pacientes com covid-19. No início da pandemia, havia a preocupação de que certos medicamentos para …

A ilha mais povoada do Hawai pode perder 40% das suas praias até 2050

A subida do nível das águas do mar pode fazer com que a ilha mais povoada do Havai perca 40% das suas praias, alerta uma nova investigação. Em causa está a ilha de Oahu, a …

Pela primeira vez em 10 anos, a Wikipédia vai mudar de aparência

A icónica Wikipédia vai, pela primeira vez em 10 anos, ser modificada para tornar o site mais acessível - e menos "assustador" - para novos utilizadores. A Wikipédia tem sido parte integrante da cultura da web …

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …