“Nomadland” é aposta na reabertura das salas de cinema

As salas de cinema reabrem já na segunda-feira e a grande aposta é Nomadland – Sobreviver na América, da realizadora Chloé Zhao.

O premiado filme Nomadland – Sobreviver na América, da realizadora Chloé Zhao, é a aposta de grande parte das exibidoras para assinalar, a partir de segunda-feira, a reabertura das salas de cinema.

Seguindo o plano de desconfinamento e de reabertura da atividade cultural, na segunda-feira reabrem os teatros, as salas de cinema e de espetáculos na generalidade do território nacional, exceto nos concelhos de Moura, Odemira, Portimão, Rio Maior, Alandroal, Albufeira, Carregal do Sal, Figueira da Foz, Marinha Grande e Penela.

Embora as estreias cinematográficas sejam habitualmente à quinta-feira, muitas exibidoras decidiram antecipar para segunda-feira a estreia em sala de um dos filmes que mais prémios tem conquistado e que é favorito aos Óscares: Nomadland – Sobreviver na América, da cineasta sino-americana Chloé Zhao.

Protagonizado por Frances McDdormand, vencedor de dois Globos de Ouro e nomeado para sete Óscares, o filme conta a história de uma mulher que viaja pela América como nómada, vivendo numa caravana, trabalhando em empregos temporários e sobrevivendo na estrada, na sequência de uma crise económica.

O filme estará em cartaz tanto nos multiplexes, de exibidoras como a NOS e UCI, como nas salas independentes, como os cinemas Nimas e Ideal, em Lisboa, e cinema Trindade, no Porto.

O funcionamento das salas de cinema nesta reabertura será nos mesmos moldes aquando do encerramento, com obrigatoriedade de uso de máscara, de distanciamento, de higienização dos espaços, de circuitos de circulação.

Quanto aos horários de funcionamento, segundo a Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC), as salas de espetáculos, cinemas, auditórios e teatros terão de encerrar às 22:00, durante a semana, e às 13:00 aos fins de semana.

Os dados mais recentes do Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA) indicam que o parque de exibição cinematográfica em Portugal conta com 561 salas de cinema, mas questionada pela Lusa, fonte do organismo disse não dispor de informação sobre o número real de salas que vão reabrir.

A 6 de abril, numa audição parlamentar, a Associação Portuguesa de Empresas Cinematográficas (APEC) alertava que o mapa da exibição de cinema poderá “encolher de forma bastante substancial” por causa da pandemia, calculando para este ano uma quebra de 50% nas receitas.

“Temos uma data de abertura com imensas restrições, pelo menos nos primeiros 15 dias, e isso trará problemas acrescidos a uma atividade que está representada de norte a sul do país, 365 dias por ano, e em que há um risco extremamente elevado de encolher de forma bastante substancial a sua oferta de cinema aos portugueses”, afirmou na altura Paulo Aguiar, da direção da APEC.

Segundo o ICA, com a pandemia da covid-19, a exibição cinematográfica em Portugal sofreu, em 2020, uma quebra de 75,55% em audiência e em receitas face a 2019, para um total de apenas 3,77 milhões de espectadores e 20,4 milhões de euros.

Em fevereiro, Paulo Aguiar tinha revelado à Lusa que entre 300 a 400 pessoas terão ficado sem trabalho com a redução de atividade e fecho temporário das salas de cinema, desde o começo da pandemia.

Segundo a APEC, entre 1.500 a 1.600 pessoas trabalham direta ou indiretamente no setor da exibição cinematográfica, mas a redução de atividade das salas de cinema e os dois períodos de encerramento temporário levaram a que “entre 300 a 400 pessoas possam ter deixado este negócio”.

Além de Nomadland – Sobreviver na América, as salas de cinema contarão, nas próximas semanas, com filmes como Mortal Kombat, de Simon McQuoid, a animação Raya e o último dragão, de Carlos Estrada e Don Hall, Mais uma rodada, de Thomas Vinterberg, e Uma rapariga com potencial, de Emerald Fennell.

Para maio está prevista a estreia de um dos sucessos de bilheteira à escala do confinamento global, Godzilla vs Kong, de Adam Wingward, e que, segundo contas da revista Variety, obteve cerca de 70 milhões de dólares (58,4 milhões de euros) de receitas globais nas salas que puderam estar a funcionar.

Algumas das salas independentes vão ainda recuperar ciclos que ficaram interrompidos, como o cinema Ideal, que exibirá quatro filmes do sul-coreano Hong Sang Soo, ou o cinema Trindade, com sessões dedicadas a Wong Kar Wai.

Destaque ainda para os cineclubes, que reinventaram o contacto com o público em tempo de pandemia, e se preparam também para retomar atividade, como o cineclube de Viseu que, este mês, exibirá Prazer, Camaradas, de José Filipe Costa, ou o Alvalade Cineclube, em Lisboa, que no dia 22 exibirá O Que Arde, do espanhol Oliver Laxe.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. ““Nomadland” é aposta na reabertura das salas de cinema” Se calhar é mais ““Propagação do virus” é aposta na reabertura das salas de cinema”, ou… ““Confinamento Parte III” é aposta na reabertura das salas de cinema”

RESPONDER

PRR tem 36 milhões para apoiar contratação de 350 “cientistas”

O Governo tem 186 milhões de euros no Plano de Recuperação e Resiliência para reforçar e capacitar o Sistema Científico e Tecnológico nacional e fomentar a sua articulação com a indústria. Segundo avança o ECO, uma …

Comissão de revisão constitucional proposta pelo Chega deverá acabar rapidamente

A comissão de revisão constitucional proposta pelo Chega vai tomar posse na próxima quinta-feira, mas deverá acabar depressa, uma vez que apenas a Iniciativa Liberal apresentou projeto. A presidência da comissão cabe ao PS, a primeira …

Candidatura ibérica ao Europeu de andebol. Lisboa é a única cidade portuguesa

O campeonato da Europa da modalidade, em 2028, pode ser realizado em diversas cidades espanholas. E na capital portuguesa. A Federação de Andebol de Portugal e Real Federação Espanhola de Andebol confirmaram nesta terça-feira que submeteram …

Uber usou 50 empresas de fachada holandesas para evitar impostos, revela relatório

A Uber recorreu a cerca de 50 empresas de fachada holandesas para reduzir a sua carga fiscal global, revelou a mais recente investigação do australiano Center for International Corporate Tax Accountability and Research. Segundo avançou o …

Task force traça nova meta e prevê 70% da população vacinada até ao início de agosto

O processo de vacinação em Portugal vai contar, a partir deste segundo trimestre, com uma maior quantidade de vacinas disponíveis, principalmente a partir do final deste mês. Esta quarta-feira, no Parlamento, o vice-almirante Henrique Gouveia e …

Mais quatro mortes e 485 casos em Portugal. R(t) sobe ligeiramente

Esta quarta-feira, Portugal regista mais quatro óbitos e 485 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Coroa de diamantes e safiras da rainha Maria II vai hoje a leilão em Genebra

A leilão vai também, esta quarta-feira, um conjunto de adornos, igualmente em safiras e diamantes, da coleção de Estefânia de Beauharnais, filha adotiva de Napoleão I Várias joias que pertenceram a casas reais europeias, entre as …

40 mortos em manifestações contra Governo na Colômbia. Presidente anuncia investigação a abusos policiais

Mais de 40 pessoas morreram nas manifestações contra o governo da Colômbia que começaram há duas semanas, segundo a organização não-governamental (ONG) Temblores. Em relatório divulgado na terça-feira, a ONG colombiana contabiliza pelo menos 40 mortes …

Netanyahu avisa: Hamas "vai receber ataques que não espera"

A escalada de violência continua em Israel e nos territórios palestinianos ocupados e já há vítimas mortais dos dois lados. O Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira. As forças …

Pela primeira vez, Governo admite que aplicação Stayway Covid não funcionou

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, um dos primeiros governantes a ver o protótipo da aplicação de rastreio de casos de covid-19, admitiu que a StayAway Covid não funcionou. Segundo Manuel Heitor, …