NASA mostra como vai salvar a Terra de um asteróide apocalíptico

A caminhada da NASA para testar a tecnologia que pode vir a desviar asteróides ameaçadores da Terra está mais perto da realidade. De tal forma, que a Agência Espacial norte-americana mostra em vídeo como é que ela pode actuar.

As imagens conceptuais divulgadas pela NASA mostram o DART (Double Asteroid Redirection Test, ou Teste de Redireccionamento de Asteróide Duplo em Português) a chocar deliberadamente com um dos componentes do sistema binário de asteróides conhecido por Didymos.

Está em causa a “técnica de deflexão de asteróides para defesa planetária” conhecida como “impacto cinético”, conforme explica a NASA numa nota no seu site.

Basicamente, a ideia é que o DART atinja o asteróide “para mudar a sua órbita” e defender a Terra “contra um potencial futuro impacto” devastador, conforme explica o responsável da NASA, Lindley Johnson, citado na página da Agência norte-americana.

O projecto com vista a testar este “impacto cinético” está a passar do conceito à fase de design, anuncia a NASA.

Para 2020 está previsto o lançamento do DART que voará então até Didymos, usando um “sistema autónomo de orientação a bordo”.

Didymos – que em grego significa “gémeo” – consiste em dois “corpos”, Didymos A, com cerca de 780 metros de tamanho, e Didymos B, com apenas 160 metros, conforme refere a NASA.

O objectivo é que o DART atinja apenas o “corpo” mais pequeno de Didymos, estando o primeiro teste previsto para 2022 com este “pequeno asteróide não ameaçador”, destaca Lindley Johnson.

Assim, “a nave do tamanho de um frigorífico atacaria o corpo mais pequeno a uma velocidade cerca de nove vezes mais rápida do que uma bala, aproximadamente 3.7 milhas por segundo (6 quilómetros por segundo)”, vaticina a NASA.

Este impacto mudará a velocidade do asteróide “numa pequena fracção da sua velocidade total”, refere a agência, realçando que, perante uma ameaça real, esta intervenção “muito antes do impacto previsto” levará a que “este pequeno impulso aumente, ao longo do tempo, para uma grande mudança do seu caminho para longe da Terra”.

O cientista do DART, Tom Statler, explica ainda no site da agência que “um asteróide binário é o laboratório natural perfeito para este teste”.

“O facto de Didymos B estar em órbita em torno de Didymos A faz com que seja mais fácil ver os resultados do impacto e assegurar que a experiência não muda a órbita do par em torno do Sol”, realça Statler.

Além da NASA, estão envolvidos neste projecto a Agência Espacial Europeia, o Observatório Côte d’Azur, em França, e o Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.

SV, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Parece-me que o maior perigo para a terra não são outra asteroides, mas sim os que habitam nela. Há que tomar consciência que teremos de diminuir as emissões poluentes e acabar com as armas, ou caso contrário, de nada serve andar a desviar asteroides.

    • Bem visto, concordo, muito embora ache que a espécie humana só aprende com os eŕros de forma que talvez seja tarde demais quando tomarmos consciência dessa realidade.

RESPONDER

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …

Itália restitui a França obra de Banksy roubada do Bataclan

Itália anunciou, esta terça-feira, que vai devolver a França uma obra atribuída a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques terroristas em Paris, em 2015, roubada em 2019 e encontrada numa quinta perto de Roma. Antes, …

Há corais vermelhos na costa algarvia (e vai haver multas para quem os apanhar)

Os corais vermelhos da costa portuguesa vão passar a estar protegidos por legislação pesqueira e ambiental que está a ser preparada pelo governo e coimas elevadas, anunciou o ministro do Mar. O ministro do Mar, Ricardo …

Operação "Saco Azul". CMVM suspende negociações de ações da Benfica SAD

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu, esta terça-feira, as negociações de ações da Benfica SAD, pouco tempo depois de ter sido confirmada a existência de três arguidos por fraude fiscal, na sequência …

Comissão Europeia planeia reduzir capacidade das multinacionais em explorar sistemas fiscais

A Comissão Europeia está a estudar formas de acionar partes de tratados europeus para reduzir a capacidade das multinacionais em explorar os sistemas fiscais de alguns países da União Europeia (UE), identificando-os como distorções do …

Governo britânico decide banir Huawei da rede de telemóvel 5G

As operadoras de telemóvel britânicas vão ter de remover todo o equipamento da empresa chinesa Huawei usado na infraestrutura de telecomunicações 5G até ao final de 2027. A decisão foi tomada, esta terça-feira, numa reunião do …

Bolsonaro farto da quarentena. "É horrível", diz Presidente, infetado com covid-19

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em quarentena há quase uma semana após testar positivo para a covid-19, anunciou que vai submeter-se, esta terça-feira, a um novo exame e admitiu que vai aguardar ansioso os …

Encontrado o corpo da atriz Naya Rivera

O corpo da cantora e atriz, estrela da série televisiva Glee, foi encontrado, esta terça-feira, num lago no sul da Califórnia, anunciaram as autoridades do condado de Ventura. O corpo de Naya Rivera foi descoberto seis …

Em 2100, seis em cada dez idosos vão ser dependentes

Quase seis em cada dez portugueses idosos vão ser dependentes de pessoas em idade ativa no ano de 2100. A estimativa é do Eurostat. De acordo com uma estimativa recente do Eurostat, seis em cada dez …