NASA inventa forma bizarra (mas criativa) de evitar erupção do supervulcão de Yellowstone

Jon Sullivan / Wikimedia

A lagoa de Morning Glory, no Parque Nacional de Yellowstone

Uma eventual erupção do supervulcão de Yellowstone pode causar uma tremenda devastação. No entanto, cientistas acreditam que a catástrofe pode ser evitada graças a uma solução bizarra, mas criativa.

Uma equipa de cientistas da NASA acredita que a erupção poderia ser evitada usando tubos de arrefecimento introduzidos nas câmaras de magma da caldeira do supervulcão de Yellowstone.

Yellowstone, localizado no estado norte-americano de Wyoming, é um dos vulcões mais poderosos do nosso planeta. A última erupção de grande escala aconteceu há 640 mil anos. Como já passou muito tempo desde a erupção, Yellowstone está cada vez mais perto de uma nova explosão.

É por esse motivo que os especialistas se preparam para o pior, investigando de que forma a enorme erupção, que ameaça destruir instantaneamente grande parte dos Estados Unidos, pode ser prevenida.

Um dos cientistas da NASA acredita ter encontrado uma solução única para impedir que o pior aconteça: colocar tubos com água nas câmaras da caldeira para arrefecer o magma. Apesar de cerca de 70% do calor gerado pelo supervulcão vazar para a atmosfera, a restante percentagem fica acumulada no interior – e isso pode provocar uma erupção.

Os investigadores acreditam que, ao fazer uma perfuração de 10 quilómetros em Yellowstone e bombeando água a alta pressão para dentro do vulcão, o líquido frio vai absorver parte do calor. Se o processo for repetido várias vezes, pode-se tornar na solução do problema.

Brian Wilcox, engenheiro da NASA, adiantou aos jornalistas que esta estratégia poderia custar cerca de 3,5 mil milhões de dólares, com o benefício adicional de se poder usar o vapor para criar uma fonte de energia geotermal livre de carbono, com um custo menor do que outras fontes de energia atualmente disponíveis no mercado.

“O que torna Yellowstone numa força da natureza é que este supervulcão armazena o calor durante centenas de milhares de anos antes de tudo explodir de uma vez”, disse o cientista, citado pelo Daily Express.

PARTILHAR

10 COMENTÁRIOS

  1. Para começar como é que estes cientistas sabem que há 640 000 anos o vulcão explodiu!!??
    Deve ter sido o primo macaco que disse pra ele….
    Depois $35 000 000 000 para tentar fazer um buraco para deitar água para dentro de um vulcão.
    Virou cientista louco???

    • Caro Victor, chama-se Geologia e é a ciência que permite estudar os registos de antigas erupções de vulcões como Yellowstone. Quando um grande vulcão explode liberta materiais que se depositam no solo como um “manto”. Com o passar dos séculos ou milénios, novas camadas de solo se vão depositando sobre essa, com intrevalos de tempo regulares. Assim, é possível estudar as camadas do sub-solo e saber de que época cada camada é… Assim como se sabe que cada anel num tronco de árvore, corresponde a um ano, por exemplo.
      Os depósitos de cinza e magma da última erupção de Yellowstone, encontram-se a uma profundidade que corresponde a 640 000 anos.

      Outra forma de saber é pela velocidade de movimento das placas tectónicas da crosta terrestre. O magma do vulcão vem da camada do manto e perfura a crosta sempre no mesmo sítio. Como as placas da crosta no local, se movem a uma velocidade mais ou menos constante, de cada vez que o vulcão explode, abre um rombo na crosta e esse rombo depois com os anos move-se na direcção em que a placa tectónica se move. Quando o vulcão explode de novo, já vai ter de abrir outro buraco na crosta. Vendo o espaço entre os vários rombos na crosta criados pelas várias explosões de Yellowstone e sabendo a que velocidade a crosta de move, sabemos com que periodicidade o vulcão entra em actividade.

  2. Estiveram a ler o livro de Jules Verne nas férias.
    10 km furo dentro dum vulcão. depois os tubos irão que nem como misseis de longo alcance

  3. A ignorância revelada pelos comentários dos pseudo-espertos apenas revela que no mundo actual (cheio de smartphones e de informação disponível a quem perde tempo a procurá-la) é incrível que o mais importante continue a ser a cervejinhas, o futebol e as novelas e se festeje a ignorância e a burrice… de facto nem me admirava que de entre estes pseudo-espertos estivesse também alguém contra as vacinas e por isso morrem adolescentes de 18 anos com sarampo!
    Viva a ignorância e a crítica de gozo fácil!!! Parabéns… e…. continuem assim!!!!

    • Ora nem mais!!!
      Até arrepia tanta desfaçatez e pesporrência com que a ignorância é compensada em afirmações de grande e serena Assertividade Pseudo …

  4. O mais certo seria provocar pequenas erupções para diminuir a pressão existente na área. A injeção de água no buraco irá endurecer o magma criando-se assim mais pressão e consequentemente uma erupção maior ainda.

  5. Nao sou especialista mas acho q nao vai dar certo.
    Li um trabalho q dizia q a unica chance e aliviar a pressao com dutos deixando os vapores sairem por eles.

RESPONDER

Dez anos depois, voltou a ser avistado um guepardo do noroeste africano

Naturalistas na Argélia filmaram um guepardo do noroeste africano, uma subespécie listada na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como estando em "perigo crítico", pela primeira vez em dez anos. De acordo …

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …