NASA “cozinha” atmosferas alienígenas na Terra

NASA

Uma equipa de cientistas do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA (JPL), localizado na Califórnia, conseguiu criar uma atmosfera na Terra que se assemelha a um tipo especial de planetas extrasolares, os “Júpiteres quentes”. 

Um exoplaneta orbita não o Sol, mas antes outras estrelas. Por sua vez, os “Júpiteres quentes” orbitam em volta das suas estrelas numa distância relativamente curta, sendo o seu período de rotação de apenas apenas 10 dias.

A proximidade destes planetas com as estrelas quentes faz com que as temperaturas nas suas atmosferas sejam muito elevadas, entre 530 e 2.800 graus Celsius, de acordo com um comunicado do JPL publicado esta semana na sua página oficial.

As atmosferas destes planetas também têm outra qualidade: são muito nebulosas mesmo em grandes altitudes e em condições de baixa pressão, quando as nuvens não se devem formar. Para explicar a sua aparência, os especialistas da NASA decidiram “cozinhar” atmosferas semelhantes nos seus laboratórios. No fundo, e tal como escrevem na nota de imprensa, estão a “cozinhar atmosferas alienígenas na Terra”.

Para a instigação, a equipa misturou hidrogénio e monóxido de carbono – elementos muito comuns no Universo e que podem fazer parte da composição da atmosfera destes planetas -, aquecendo depois os elementos num forno de elevada temperatura (330 a 1.230 graus Celsius). Depois de aquecidos, foram expostos a uma elevada dose de radiação ultravioleta. Enquanto o aquecimento da mistura não produziu resultados, a radiação ajudou a produzir a névoa.

“Embora seja impossível simular em laboratório de forma exatas estes ambientes hostis de planetas extrasolares, podemos aproximar-nos muito”, explicou Murthy Gudipati, líder de investigação e autor principal do estudo cujos resultados foram publicados no fim de janeiro na revista especializada The Astrophysical Journal.

Para Benjamin Fleury, do mesmo laboratório, os resultados conseguidos com esta investigação melhoram a forma como os cientistas interpretam as atmosferas nebulosas dos “Júpiteres quentes” atualmente.

Segundo Fleury, a equipa pretende continuar a estudar as partículas que “moram” na atmosfera destes exoplanetas, de forma a melhor “entender melhor como se formam, como absorvem a luz e como reagem às mudanças do ambiente”.

“Toda esta informação pode ajudar os astrónomos a perceber o que estão a ver quando observam estes planetas”, rematou o cientista.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Porto eleito uma das melhores cidades pequenas do mundo pela Monocle

O Porto foi considerada a nona melhor cidade pequena do mundo para se viver pela revista Monocle. O centro histórico, a gastronomia e as praias foram características destacadas. A revista Monocle elegeu o Porto como uma …

Teoria sugere que os OVNIs são pilotados por humanos que viajam no tempo

https://vimeo.com/386497718 Objetos voadores não identificados (OVNIs) capturaram a atenção do público ao longo das décadas. Uma teoria defende que os pilotos dos OVNIs podem ser os descendentes dos humanos que viajam para o passado para estudar …

Vitória SC 1-2 FC Porto | "Dragão" vence com final louco

O FC Porto venceu o Vitória de Guimarães na Pedreira por 2-1 e é finalista da Taça da Liga portuguesa, marcando encontro com o Sporting de Braga (que venceu o Sporting na terça-feira) na final …

Empresa norte-americana quer recuperar o transmissor do Titanic que lançou as chamadas de socorro

A empresa privada norte-americana RMS Titanic Inc quer remover o equipamento de rádio da empresa Marconi que está entre os destroços do Titanic. A empresa pretende levar a cabo a "remoção cirúrgica" dos aparelhos de …

Luigi di Maio deixa liderança do Movimento 5 Estrelas

O líder do Movimento 5 Estrelas (M5S) demitiu-se da liderança, esta quarta-feira, e apelou a uma refundação do partido italiano, que atravessa uma crise interna e uma série de maus resultados em eleições regionais. Luigi Di …

Nova técnica combina injeções geladas e salgadas para combater a gordura

Uma equipa de cientistas, da Universidade de Harvard e do Hospital Geral de Massachusetts, testou um novo tratamento que derrete a gordura da barriga. A nova técnica, desenvolvida por investigadores da Universidade de Harvard e do Hospital …

Jogadores "imploraram pela vida" em Alcochete

O lateral esquerdo Lumor e o guarda-redes Salin foram ouvidos, esta quarta-feira, na 21.ª sessão do julgamento da invasão à academia leonina. Lumor, que está emprestado pelo Sporting ao Maiorca, de Espanha, foi ouvido através do …

Mais de metade dos jovens escolhe os mesmos empregos

Mais de metade dos adolescentes portugueses querem ter os mesmos empregos e, a nível internacional, muitos jovens escolhem carreiras que exigem qualificações académicas, mas para as quais não pretendem estudar. O maior inquérito que avalia o …

Salvador Sobral entra no filme de Will Ferrell sobre a Eurovisão

Salvador Sobral vai aparecer no filme "Eurovision" e já gravou uma cena com Will Ferrell. O vencedor da Eurovisão em 2017 vai cantar uma canção no filme da Netflix e ainda contracenar com o ator …

Para evitar a desertificação, há uma cidade a vender casas a 1 euro

A cidade de Bisaccia, em Itália, está a vender 90 imóveis por apenas um euro. O compromisso é que os compradores renovem as habitações. A cidade italiana de Bisaccia, no sul da Campânia, em Itália, está …