Nas sociedades pré-históricas não havia desigualdade entre os sexos

Um estudo revelou que as primeiras sociedades pré-históricas praticavam a igualdade entre os sexos, com figuras masculinas e femininas a ter o mesmo poder para decidir questões importantes.

Os resultados da investigação, realizada por antropólogos da Universidade College London, na Inglaterra, e publicada na revista “Science”, contestam a perceção de que a equidade sexual é uma invenção recente e as sociedades pré-históricas seriam dominadas por figuras masculinas. Porém, o que acontecia é que havia o mesmo nível de poder entre os sexos.

“A igualdade entre homens e mulheres é o único cenário em que poderiam ter surgido características humanas como a cooperação com outros indivíduos”, afirmou Andrea Migliano, uma das autoras do estudo.

Os investigadores chegaram a estas conclusões ao recolher dados, durante dois anos, em duas comunidades de caçadores-coletores ainda preservadas, uma no Congo e outra nas Filipinas.

ucl.ac.uk

A antropóloga Andrea Migliano

A antropóloga Andrea Migliano

Nestas tribos, homens e mulheres têm igual influência na decisão de onde o grupo vive e com quem vive – homens e mulheres partilham tarefas no cuidado das crianças e contribuem com a mesma quantidade de alimentos.

As descobertas contrariam ainda a ideia de que a igualdade de género é uma invenção recente, sugerindo que tem sido a norma para os seres humanos durante a maior parte do tempo.

“Há esta perceção de que os caçadores-coletores são mais machos ou se trata de um grupo dominado pelo sexo masculino. Mas podemos dizer que foi apenas com o surgimento da agricultura, quando as pessoas começaram a acumular recursos, que a desigualdade começou”, explica Mark Dyble, o antropólogo responsável pelo estudo.

Os dados, sistematizados e confirmados através de um modelo matemático usado para simular a formação de redes de pessoas, mostram que quando as mulheres estão em pé de igualdade com os homens na decisão do sítio onde viver e com quem viver, as redes tendem a ser mais amplas e colaborativas.

“Quando são apenas os homens a decidir com quem viver, o núcleo de qualquer comunidade torna-se uma rede densa de homens, com as suas mulheres em posições periféricas”, referiu o investigador.

Move

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. …por isso é que eram pré-históricos! A diferença entre homem e mulher é fundamental para o funcionamento natural de uma sociedade, aonde cada um tem uma função específica em que pode alcançar a realização plena. Só os/as complexados/as, frustrados/as é que sentem a necessidade de um reconhecimento formal de “igualdade” ou o que isso seja, que não é mais do que uma tentativa de fracturar a sociedade natural…Só assim o Homem evoluiu…Será que estamos a regredir? Há sempre funções que uns e outros, por causa do sexo, desempenham melhor que o do sexo oposto, negar isso é negar a própria natureza! A questão pode-se pôr nas tarefas que não dependem do sexo e que ambos podem desempenhar. Aí será a competência e a sabedoria que deve prevalecer!

RESPONDER

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …

Provas do caso Luanda Leaks podem ser nulas em Portugal

A Constituição da República Portuguesa determina que as provas obtidas mediantes violação de correspondência são consideradas nulas. Desta forma, os documentos conseguidos por Rui Pinto no caso Luanda Leaks podem vir a ser nulas aos …

Rui Pinto "tropeçou" nos Luanda Leaks sem querer

Foi quando estava à procura de "segredos do futebol" no âmbito dos Football Leaks que o hacker Rui Pinto "tropeçou" nos documentos que incriminam Isabel dos Santos nos Luanda Leaks. É o seu advogado, o …

Líder do assalto às armas de Tancos libertado

João Paulino estava preso preventivamente desde 28 de setembro de 2018. Esta segunda-feira foi libertado por excesso de prisão preventiva. O ex-fuzileiro João Paulino foi hoje libertado por excesso de prisão preventiva. A notícia foi confirmada …

Investigadores desenvolvem tecnologia que permite datar as impressões digitais

Encontrar as impressões digitais numa cena de crime nem sempre é suficiente para haver condenação, podendo os suspeitos alegar que as mesmas foram deixadas antes de o crime ocorrer. Essa realidade pode estar prestes a …

Coronavírus abala mercados mundiais. Petróleo derrapa mais de 3%

A preocupação com as consequências económicas da propagação do coronavírus na China está a ter um efeito devastador nos mercados. A derrapagem nos mercados acontece numa altura em que o número de mortos pelo surto de …

Prémio Tyler 2020: Defensores de políticas verdes ganham "Nobel do Meio Ambiente"

O Prémio Tyler 2020, também conhecido como o "Nobel do Meio Ambiente", foi atribuído à bióloga Gretchen Daily e ao economista ambiental Pavan Sukhdev, foi hoje anunciado. A bióloga especialista em conservação e o economista são …

Subsídios estão a ser pagos e aumento de 15% no ordenado "não é realista", diz a Ryanair

A Ryanair está a pagar os subsídios de férias e Natal, afirmou hoje um responsável da companhia, salientando que o sindicato dos tripulantes de cabine tenta “forçar” aumentos salariais de 15%, o que “não é …

Tia de Kim Jong-un faz a primeira aparição pública em mais de seis anos

Kim Kyong-hui, tia paterna do líder norte-coreano Kim Jong-un, reapareceu em público este sábado pela primeira vez em mais de seis anos, escreve a BBC. A emissora britânica, que avança a notícia citando a Agência Central …