Não deve tomar banho durante uma trovoada

3

Embora a hipótese de se ser atingido por um raio seja baixa, é importante saber como permanecer em segurança durante uma trovoada. Globalmente, cerca de 24 mil pessoas por ano são mortas por relâmpagos e outras 24 mil ficam feridas.

A maioria das pessoas está familiarizada com a segurança básica contra trovoadas.

Por exemplo, evitar ficar debaixo de árvores ou perto de uma janela, e não falar ao telefone com fios. Os telemóveis são seguros.

De acordo com o The Conversation, duches ou banhos e mesmo lavar a loiça devem ser evitados durante o tempo em que está a decorrer a trovoada.

Para se perceber porquê, é preciso primeiro compreender como funcionam as trovoadas e os relâmpagos.

Dois elementos básicos alimentam uma trovoada — a humidade e o ar quente ascendente, que naturalmente andam de mãos dadas com o verão.

As altas temperaturas e humidade criam grandes quantidades de ar húmido que se eleva para a atmosfera, onde se pode formar a trovoada.

As nuvens contêm milhões de gotas de água e de gelo e a interação destas é o que leva à formação de relâmpagos.

As gostas de água ascendentes colidem com as gotas de gelo descendentes, passando-lhes uma carga negativa e deixando-as com uma carga positiva.

Numa trovoada, as nuvens atuam como enormes geradores Van de Graaff, separando as cargas positivas e negativas para criar separações maciças de cargas no interior das nuvens. À medida que as nuvens de trovoada se movem sobre a Terra, geram uma carga oposta no solo, e é isto que atrai um raio de luz em direção ao solo.

A trovoada quer equilibrar as suas cargas, e fá-lo a descarregar entre regiões positivas e negativas. O caminho desta descarga é normalmente o de menor resistência, pelo que os materiais que são mais condutores — como o metal  — têm mais probabilidade de ser atingidos durante uma tempestade.

Algumas atividades dentro de casa podem ser quase tão arriscadas como permanecer no exterior durante a tempestade.

É incrivelmente improvável ser atingido por uma raio a tomar banho à chuva, no exterior. Mas se um raio atingir uma casa, a eletricidade seguirá o caminho de menor resistência ao solo.

Coisas como fios de metal ou água nos canos proporcionam um caminho condutor conveniente para a eletricidade seguir até ao solo.

O chuveiro fornece ambas as coisas (água e metal), tornando-o um caminho ideal para a eletricidade seguir. Poderia transformar aquele duche relaxante em algo muito menos agradável.

O CDC, Centros de Controlo e Prevenção de Doenças dos EUA, encorajam fortemente as pessoas a evitar todas as atividades baseadas na água durante a trovoada.

Existem outros riscos a ter em conta durante uma trovoada. Um que pode não parecer óbvio é encostar-se a uma parede de betão.

Embora o betão em si não seja tão condutor, se tiver sido reforçado com vigas metálicas, estas podem fornecer um caminho condutor para o raio.

Evite também utilizar qualquer coisa ligada a uma tomada elétrica — computadores, televisores, máquinas de lavar roupa, máquinas de lavar loiça— pois todos estes podem proporcionar caminhos para a queda do raio.

Regra geral, se conseguir ouvir os trovões à distância, então estará suficientemente perto da tempestade para que o raio o atinja, mesmo que não haja chuva. As descargas atmosféricas podem acontecer até 16km de distância dos geradores da trovoada.

Tipicamente, meia hora depois de ouvir essa trovoada final é um momento seguro para voltas às atividades que tenham contacto com a água.

  Inês Costa Macedo, ZAP //

3 Comments

  1. Não é bem assim. Já foi publicado na revista Nature (Nature.2014.15229) que o vento solar enche a atmosfera alta com cargas.
    Também não é bom estar fora durante a tempestade porque s relâmpagos também acontecem da forma invisível, que se chama “relâmpagos escuros”, ou seja, descarregamentos de radiação gama – erupções energéticas mais fortes que se encontra na nossa Terra. Estar na trovoada é como estar debaixo de uma grande máquina de raio X.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.