Há pessoas que não conseguem “contar carneirinhos”. A culpa é de uma condição rara

Se lhe pedissem para desenhar a sala de estar dos seus avós, conseguiria? Para a maioria das pessoas, certos detalhes são fáceis de visualizar. Para outras, a tarefa seria quase impossível.

Em causa está uma condição rara chamada afantasia, que impede as pessoas de recriar facilmente imagens na sua mente.

“Alguns indivíduos com afantasia relatam que não entendem o que significa ‘contar carneirinhos’ antes de ir para a cama”, disse Wilma Bainbridge, professora assistente de psicologia da Universidade de Chicago, em comunicado.

“Pensavam que era só uma expressão e nunca perceberam até à idade adulta que outras pessoas conseguiam realmente visualizar ovelhas sem as ver”, continuou.

Bainbridge, que é especialista em neurociência da perceção e da memória, decidiu quantificar experimentalmente as diferenças entre indivíduos afantásicos e aqueles com imagens típicas num conjunto específico de tarefas de memória visual.

O objetivo era caracterizar melhor a afantasia, que é pouco estudada, e desvendar as diferenças entre o objeto e a memória espacial.

A investigadora e os colegas mostraram fotografias de três quartos a dezenas de indivíduos com imaginário típico e limitado. Em seguida, pediram aos participantes de ambos os grupos que desenhassem as salas, uma vez de memória e uma vez olhando para a fotografia.

Indivíduos com imaginário típico geralmente desenhavam os objetos mais salientes na sala com uma quantidade moderada de detalhes, como cores e elementos-chave de design.

Indivíduos com afantasia tinham mais dificuldade – os desenhos eram geralmente mais simples e às vezes baseavam-se em descrições escritas. Por exemplo, escrever a palavra “janela” dentro do contorno de uma janela em vez de desenhar as vidraças.

“Uma possível explicação pode ser que, como pessoas com afantasia têm problemas com esta tarefa, contam com outras estratégias, como a codificação verbal do espaço”, disse Bainbridge. “As suas representações verbais e outras estratégias compensatórias podem realmente torná-los melhores a evitar memórias falsas.”

Em contraste, as pessoas com imaginário típico cometeram 14 erros e incluíram regularmente objetos que não estavam nas fotografias – uma pessoa desenhou um piano numa sala de estar que continha apenas uma lareira, cadeiras e um sofá.

Bainbridge disse que isso pode ter acontecido porque estavam a usar as suas memórias visuais de outras salas de estar – algo que pessoas com afantasia não conseguiriam fazer.

Ambos os grupos desenharam mais objetos, não cometeram erros e pontuaram igualmente bem quando usaram as fotografias como referência, sugerindo que a diferença é real e específica da memória – não habilidade artística ou esforço.

O reconhecimento também não é afetado. As pessoas com afantasia sabiam que fotografias de quartos já tinham visto quando mostradas uma segunda vez e também reconhecem familiares e amigos – embora não consigam visualizar seus rostos sem vê-los.

A afantasia só apareceu recentemente como um fenómeno psicológico. Bainbridge disse que isso se deve em parte a pessoas famosas, incluindo Ed Catmull, cofundador da Pixar, e Blake Ross, cofundador do Firefox, que escreveram sobre a sua falta de experiência com imagens visuais, chamando a atenção para a doença.

Este estudo contribui para um crescente corpo de investigações que valida a afantasia como uma experiência e demonstra as principais diferenças entre o objeto e a memória espacial. Bainbridge espera continuar a explorar a afantasia conforme se manifesta no cérebro, usando a ressonância magnética para elucidar alguns dos mecanismos por trás da imaginação em indivíduos típicos e com afantasia.

Este estudo vai ser publicado em fevereiro na revista científica Cortex.

Maria Campos Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Banco de Fomento está a integrar trabalhadores do antigo BPN

O Banco Português de Fomento está a recrutar colaboradores do antigo BPN para desempenhar funções técnicas, numa altura em que a Parvalorem, onde estão integrados, solicitou ao Executivo o estatuto de empresa em reestruturação. Segundo apurou …

PAN começa a ser julgado por falsos recibos verdes

O PAN vai começar a ser julgado este mês devido ao caso dos falsos recibos verdes. O partido enfrenta três processos judiciais, sendo que o arranque do julgamento do primeiro está marcado para 17 de …

Radovan Karadzic vai ser transferido para o Reino Unido

Radovan Karadzic, antigo líder dos sérvios da Bósnia condenado por genocídio no massacre de mais oito mil muçulmanos bósnios em Srebrenica, em 1995, vai ser transferido para o Reino Unido, onde vai continuar a cumprir …

Adjunta de Matos Fernandes era sócia de empresa que fez negócios com o ministério

Entre 2016 e 2019, a secretária de Estado do Ambiente, Inês Santos Costa, acumulou funções quando integrou o gabinete de João Pedro Matos Fernandes, na qualidade de adjunta, sendo, na altura, sócia de uma empresa, …

Cavaco acusa Governo de Costa de continuar a alimentar "monstro" da despesa pública

Cavaco Silva volta a criticar o Governo de Costa, desta vez por criar “impostos adicionais” sobre “tudo o que mexe” para alimentar “o monstro” da despesa pública. O ex-primeiro-ministro e antigo Presidente da República Aníbal Cavaco …

Dívidas de Vieira investigadas. Com falência à vista, grupo do líder do Benfica pagou viagens de luxo

Afinal, o Fundo de Resolução nunca aceitou a reestruturação das dívidas do grupo empresarial de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que foi dito aos deputados na Comissão Parlamentar de Inquérito aos grandes devedores do …

João Rendeiro condenado a 10 anos de prisão

João Rendeiro, antigo presidente do Banco Privado Português (BPP), foi condenado a 10 anos de prisão efetiva esta sexta-feira. O tribunal condenou o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP), João Rendeiro, a 10 anos de prisão …

Bloqueio de migrantes. Salvini não vai a julgamento

Matteo Salvini, líder do Liga, não vai a julgamento na sequência do bloqueio do desembarque de migrantes a bordo do navio da Guarda Costeira italiana "Gregoretti", em julho de 2019. Esta sexta-feira, um tribunal italiano decidiu …

Promulgado diploma sobre acesso às praias (com alerta para novo regime de multas)

O "regime contraordenacional, que está previsto para o não cumprimento de um conjunto de regras que temos na área covid, também é aplicado" às regras relativas às praias. O Presidente da República promulgou, esta sexta-feira, o …

PCP vai votar contra reforma das Forças Armadas

Os comunistas consideram tratar-se de uma "alteração significativa" da estrutura de comando, sem dar resposta "a problemas que persistem há largos anos" na instituição militar". O PCP vai votar contra as propostas do Governo para a …