Moscovo mantém silêncio absoluto sobre ataque aos serviços secretos russos

As autoridades russas mantêm um silêncio absoluto sobre a identidade e as motivações de um homem que atacou na quinta-feira a sede dos serviços secretos e matou um agente, antes de ser “neutralizado” pelas forças de segurança.

O Serviço Federal de Segurança (FSB), alvo do ataque por parte de um homem armado, e o Comité de Investigação da Rússia, apenas confirmaram a ação e o balanço, sem revelar qualquer detalhe, avançou a agência France-Presse.

Um agente do FSB morreu e cinco pessoas ficaram feridas por tiros disparados pelo agressor perto da sede desta instituição em Moscovo. Pouco depois, as forças de segurança mataram o atirador. O tiroteio aconteceu nas proximidades da praça Lubianka emMoscovo, onde fica o imponente edifício que abriga o FSB, instituição herdeira da KGB.

As autoridades não divulgaram informações sobre motivações do agressor e anunciaram apenas a abertura de uma investigação por “atentado contra a vida de um agente das forças de segurança”.

O ataque aconteceu na data em que a Rússia celebrava, como acontece todos os anos, o dia dos agentes de contraespionagem militar. Em 20 de dezembro, o país celebra os agentes dos serviços de segurança.

O incidente aconteceu poucas horas após a tradicional conferência de imprensa de fim de ano do Presidente Vladimir Putin, ex-agente da KGB e diretor do FSB entre 1998 e 1999, antes de assumir pela primeira vez a liderança do Estado. O ataque ocorreu no centro de Moscovo, a 10 minutos a pé da Praça Vermelha e do Kremlin, sede da presidência.

Vários meios de comunicação russos, assim como a plataforma Telegram, identificaram o agressor como um homem de 39 anos, com nome de origem eslava e residente em Podolsk, a 40 quilómetros da capital.

Os jornais falam em operações durante a noite na residência do agressor e informaram que a polícia encontrou armas registadas em seu nome. De acordo com algumas publicações, este praticava tiro esportivo.

O Komsomolskaya Pravda, que cita a mãe do suspeito, afirmou que este trabalhou para empresas de segurança, mas perdeu o emprego há pouco tempo. A mulher mencionou “conversas nos últimos meses com árabes”. “Eu não entendia nada, falavam em inglês”, indicou ainda.

Nos anos 2000, a Rússia foi cenário de vários atentados, ligados à guerra da Chechénia contra os separatistas e, na sequência, à rebelião islamita no Cáucaso do Norte. Em 2010, um duplo atentado suicida aconteceu no metro de Moscovo. Uma das explosões ocorreu na estação de metro Lubianka, próximo da sede da FSB.

PARTILHAR

RESPONDER

Escócia aprova plano para dar tampões e pensos grátis a todas as mulheres

O Parlamento escocês aprovou, esta terça-feira, um projeto de lei para disponibilizar gratuitamente produtos de higiene feminina a todas as mulheres. A Escócia será o primeiro país a avançar com uma medida deste tipo. O plano …

Bruxelas regista lentidão no desenvolvimento da ferrovia e dos portos portugueses

A Comissão Europeia fez hoje várias observações sobre a lentidão do desenvolvimento de projetos na ferrovia e nos portos portugueses, num relatório elaborado no âmbito do pacote de inverno do semestre europeu. Abordando os setores ferroviário …

Há dois anos, o Governo deu luz verde a doutoramentos nos politécnicos (mas ainda não mudou a lei)

O Governo deu luz verde aos doutoramentos nos politécnicos e, por isso, criou em 2018 uma lei para mudar o panorama. Contudo, esta só funciona se a Lei de Bases mudar. Em 2018, o Conselho de …

Neymar recusa treinar depois de não ser convocado

O futebolista brasileiro Neymar, que joga atualmente no PSG, recusou-se a treinar no dia seguinte a não ter sido convocado para o jogo frente ao Dijon, para a Taça de França, revelou esta quarta-feira o …

"Poesia de emergência". Espanhóis criam número de telefone para quem quiser ouvir poemas

O projeto "Poesia de Emergência" nasceu no início de 2018 e tem mais de uma centena de voluntários que recitam poemas próprios autores conhecidos. Basta ligar para um número.   A ideia, que já tem voluntários em …

Vitalino Canas: "Andei 40 anos a preparar-me para ser juiz do Tribunal Constitucional"

O ex-secretário de Estado Vitalino Canas assumiu hoje, no parlamento, que esteve nos últimos “40 anos” a preparar-se para “ser juiz do Tribunal Constitucional”, e salientou que se for eleito não será porta-voz “de nenhum …

Lei que proíbe eutanásia "comercial" considerada inconstitucional por tribunal alemão

O Tribunal Constitucional da Alemanha considerou esta quarta-feira inconstitucional uma lei de 2015 que proíbe o suicídio assistido "organizado" por médicos ou associações. A lei privou doentes em fase terminal do "direito de escolher [a sua] …

Relatório policial acusa adeptos portistas de racismo contra jogador do Moreirense

O FC Porto está a ser alvo de um processo disciplinar por acusações de racismo contra um jogador guineense do Moreirense, numa partida disputada dia 10 de janeiro. Depois de toda a polémica a envolver Marega, …

Montijo: Lei que permite veto dos municípios ao aeroporto é "desajustada e desproporcional

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, defendeu hoje, em Lisboa que a lei que permite aos municípios vetar a construção do aeroporto do Montijo é “desajustada e desproporcional”, pelo que deve ser alterada. “O debate …

Multimilionários chineses são quase 800. Já superaram os norte-americanos

O número de novos multimilionários chineses cresceu a um nível recorde até 31 de janeiro, ultrapassando os Estados Unidos (EUA). Apesar do surto do novo coronavírus, que tem afetado a economia chinesa, há empresas que …