Morreu o guitarrista Carlos Gonçalves, que acompanhou Amália Rodrigues

O guitarrista Carlos Gonçalves, de 81 anos, “um dos mais destacados intérpretes de fado da sua geração”, morreu hoje, em Lisboa, disse à agência Lusa o músico Mário Pacheco.

A Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX aponta Carlos Gonçalves como “um dos mais destacados” músicos de fado da sua geração.

Carlos Gonçalves acompanhou Amália Rodrigues (1920-1999), durante cerca de 30 anos, para quem compôs várias melodias, maioritariamente para poemas de autoria da fadista, como “Lágrima”, “Grito”, “Amor de Mel, Amor de Fel”, “Sou Filha das Ervas”, “Ó Pinheiro Meu Irmão”, “Ai, Maria”, “Ai, Minha Doce Loucura” ou “Lavava, no rio Lavava”, entre outros.

A colaboração do músico com Amália iniciou-se em 1969, ainda com José Fontes Rocha (1926-2011), como primeira guitarra, e como principal guitarra a partir de 1980, tendo-a acompanhado em todas as suas digressões.

Sobre as suas composições para Amália, a Enciclopédia de Música em Portugal no Século XX escreve que Carlos Gonçalves elaborava “um percurso melódico sobre uma letra já criada pela cantora, ou a composição de um fado sobre o qual a cantora adaptava uma nova letra”.

Refere ainda que nessas composições “predominam os tonalidades menores, percursos melódicos moldados em forma estrófica sobre a estrutura do texto, realçando as palavras-chave e potenciando as característica vocais e a capacidade interpretativa de Amália”.

Como acompanhador, refere a Enciclopédia, “complementava a melodia principal desenhada pela voz, através de um suporte harmónico em acordes ou harpejos, figurações melódicas e contracantos padronizados”.

Além de Amália, Carlos Gonçalves acompanhou Alfredo Marceneiro, Maria Teresa de Noronha, Filipe Pinto, Lucília do Carmo, Argentina Santos, Fernando Maurício, Fernando Farinha, Fernanda Maria, Beatriz da Conceição, Ada de Castro, Anita Guerreiro, Julieta Estrela e Manuela Cavaco, entre outros.

Nascido em Beja, em 3 de junho de 1938, escolheu a guitarra portuguesa aos 16 anos, tendo aprendido o repertório fadista a partir do programas da antiga Emissora Nacional.

Em 1957 fixou-se em Lisboa e fez parte dos elencos das casas típicas Adega da Anita, Café Lisboa, Lobos do Mar, Nau Catrineta, A Severa, Solar da Márcia Condessa, A Toca, O Folclore, elenco com o qual fez digressões internacionais (tendo atuado no palácio real do Mónaco), e ainda da Taberna do Embuçado e Fado Maior.

Na década de 1990 dedicou-se à atividade pedagógica, tendo orientado músicos como Paulo Silva, Bernardo Couto e Bruno de Jesus.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19 já matou mais pessoas em Nova Iorque do que o 11 de setembro

O Estado de Nova Iorque recenseou esta segunda-feira 731 mortos num só dia, elevando o total de vítimas mortais para 5.489 desde o início da pandemia de Covid-19 nos Estados Unidos, indicou o governador Andrew …

Cofundador do Twitter doa 28% da riqueza para causas solidárias. Incluindo combate à Covid-19

O cofundador do Twitter, Jack Dorsey, anunciou que vai doar mil milhões de dólares (920 milhões de euros), 28% da sua riqueza pessoal, para causas solidárias, incluindo a luta contra a pandemia da Covid-19. Numa mensagem …

Reclusos libertados e cortes de água, luz, gás e internet suspensos

Esta quarta-feira, no Parlamento, a esquerda viabilizou o projeto do Governo para libertar reclusos. O PS vai ainda viabilizar as propostas do PCP e do BE que suspendem cortes na água, luz, gás e internet. A …

Pandemia deixa passaporte português mais "forte". É o sexto mais poderoso do mundo

A pandemia desencadeada pelo novo coronavírus oriundo da China (covid-19) tornou o passaporte português mais forte. O documento português subiu uma posição no ranking da Henley Passport Index, estando agora o documento na sexta posição dos …

SAD do Leixões avança para lay-off

A SAD do Leixões propôs ao plantel "que nos próximos três meses, abril incluído, pagaria metade do salário em cada mês, valores que seriam repostos ao longo do trimestre que se seguiria". O plantel do Leixões, …

Rui Pinto colocado em prisão domiciliária

O hacker Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do caso Luanda Leaks, foi colocado em prisão domiciliária esta quarta-feira. Rui Pinto, que estava em prisão preventiva desde 22 de março de 2019, …

Detidas 33 pessoas desde a renovação do estado de emergência

A PSP e a GNR detiveram, até terça-feira, 33 pessoas pelo crime de desobediência desde 3 de abril, totalizando 141 as detenções feitas desde o início do estado de emergência, indicou o Ministério da Administração …

Bruxelas disponibiliza 300 milhões de euros a pequenas e médias empresas para alavancar investimentos

O programa "Escalar" disponibiliza 300 milhões de euros, através do Fundo Europeu de Investimento, para apoiar investimentos de pequenas e médias empresas "promissoras" que queiram crescer. A Comissão Europeia anunciou que vai disponibilizar 300 milhões de …

Maçonaria cancela eleições e proíbe rituais em sessões virtuais

A pandemia de Covid-19 levou o Grão Mestre do Grande Oriente Lusitano, Fernando Lima, a principal obediência maçónica em Portugal, a cancelar as eleições e a proibir os encontros com rituais maçónicos 'online', visto que …

Mourinho quebra regras e assume que errou ao ir treinar com Ndombele

Fotografias e vídeos divulgados nas redes sociais mostram José Mourinho e os jogadores do Tottenham a treinar juntos e a violar as regras de segurança impostas devido ao surto do novo coronavírus. O Tottenham, treinado por …