Quando morrer, o Sol vai emitir radiação que pulverizará os asteróides no Sistema Solar

(dr) Lauri Voutilainen

Daqui a seis mil milhões de anos, o Sol vai ficar sem combustível e vai expandir-se massivamente, bombeando uma poderosa radiação eletromagnética. De acordo com um novo estudo, esta luz pode conseguir pulverizar os asteróides no Sistema Solar.

Dimitri Veras, da Universidade de Warwick, e Daniel Scheeres, da Universidade do Colorado, descobriram que a a radiação emitida por estrelas como o nosso Sol durante as suas mortes pode fazer com que asteróides girem a velocidades tão altas que se partem em fragmentos sucessivamente mais pequenos.

Cerca de 90% das estrelas do universo são estrelas da “sequência principal”. Quando estes objetos estelares gastam todo o seu combustível de hidrogénio, aumentam de tamanho para centenas de vezes do normal durante a fase conhecida como “ramo gigante”, que dura alguns milhões de anos.

Além de crescerem em tamanho, as estrelas neste estágio também experimentam um grande aumento na sua luminosidade, uma vez que emitem uma intensa radiação eletromagnética. Após este estágio, as estrelas largam as suas camadas externas expandidas, colapsando num denso remanescente conhecido como anã branca.

De acordo com o estudo publicado em dezembro na revista científica Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, a radiação cada vez mais intensa emitida pelas estrelas da sequência principal durante a fase do ramo gigante” será absorvida pelos asteróides. À medida que a radiação é obsorvida, move-se através deles antes de ser emitida de uma ponto diferente. Isto faz com que os asteróides girem cada vez mais rápido até quebrarem – conhecido como efeito YORP.

Este processo continua até que os objetos alcancem entre um e cem metros de diâmetro. Segundo os investigadores, asteróides maiores são mantidos frouxamente unidos e, portanto, a sua força interna é fraca, por isso, partem-se mais facilmente. Por outro lado, asteróides mais pequenos têm mais força interna.

De acordo com o Newsweek, os resultados do estudo indicam que, durante a fase do ramo gigante do sol, asteróides ainda mais distantes do que Neptuno ou Plutão seriam pulverizados por esse efeito.

No nosso Sistema Solar, este processo de desintegração pode demorar alguns milhões de anos – uma escala de tempo relativamente curta em termos cósmicos – e deixaria para trás um disco de detritos ao redor da anã branca.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Não ficaria surpreendido com um regresso de Ronaldo ao Real Madrid"

O internacional português José Fonte revelou que não ficaria surpreendido com um eventual regresso de Cristiano Ronaldo ao Real Madrid. "Sei que o [Cristiano Ronaldo] ama Madrid, isso é certo. É claro que adora o …

Robôs substituem estudantes em cerimónia de graduação no Japão

Impedidos de estarem na sua cerimónia de graduação por causa do novo coronavírus, estudantes japoneses marcaram presença com a ajuda de robôs. Com as universidades fechadas devido à pandemia de covid-19, muitos foram os estudantes universitários …

Governo flexibiliza prescrição eletrónica de medicamentos

Esta quinta-feira, foi publicado em Diário da República o decreto-lei que cria o regime excecional de prescrição eletrónica de medicamentos durante o estado de emergência. O Governo criou um regime excecional de prescrição eletrónica de …

Médicos imigrantes impedidos de ajudar a combater o coronavírus nos EUA

Devido às regras dos vistos, muitos médicos imigrantes estão a ser proibidos de ajudar a combater a pandemia de covid-19 fora do hospital em que trabalham. Os Estados Unidos continuam a sentir em força as consequências …

Espanha insiste em emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo"

A ministra da Economia espanhola diz que o acordo alcançado pelo Eurogrupo "fazia falta", mas insiste que haja emissão conjunta de dívida europeia "a médio prazo". O Parlamento espanhol aprovou, entretanto, a renovação do estado …

Hyundai apresenta conceito de novo elétrico conduzido com joysticks

A Hyundai apresentou o conceito para um novo veículo, chamado Prophecy. O carro elétrico não é guiado pelo tradicional volante, mas sim por dois joysticks. As feiras automóveis estão todas interrompidas devido à pandemia de covid-19, …

Hospital da Cruz Vermelha excluído da rede de combate à pandemia

O Hospital da Cruz Vermelha não vai integrar a "rede covid", criada em resposta à pandemia do novo coronavírus, anunciou esta quinta-feira o executivo, realçando que esta decisão é tomada porque, face à situação atual, …

Coronavírus. Luvas de látex são perigosas quando não utilizadas corretamente

Quase como acontece com as máscaras, caso não sejam utilizadas corretamente, as luvas descartáveis de látex podem ser perigosas, ajudando a disseminar mais facilmente o vírus. A pandemia de covid-19 despertou grande interesse de como as …

Bloco de Esquerda "não vai aceitar austeridade" no pós-pandemia

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda diz que "não vai aceitar austeridade" em 2021, após a pandemia da covid-19, e garantiu que, pelo seu partido, "não faltará maioria" para ajudar Portugal a sair de …

Em Canonica d'Adda, homens e mulheres têm dias diferentes para ir às compras

A presidente da câmara de uma pequena cidade da Lombardia, Canonica d'Adda, em Itália, decidiu que homens e mulheres terão dias diferentes para fazer compras, visando limitar a multidão nas lojas e lutar contra a …