Quando morrer, o Sol vai emitir radiação que pulverizará os asteróides no Sistema Solar

(dr) Lauri Voutilainen

Daqui a seis mil milhões de anos, o Sol vai ficar sem combustível e vai expandir-se massivamente, bombeando uma poderosa radiação eletromagnética. De acordo com um novo estudo, esta luz pode conseguir pulverizar os asteróides no Sistema Solar.

Dimitri Veras, da Universidade de Warwick, e Daniel Scheeres, da Universidade do Colorado, descobriram que a a radiação emitida por estrelas como o nosso Sol durante as suas mortes pode fazer com que asteróides girem a velocidades tão altas que se partem em fragmentos sucessivamente mais pequenos.

Cerca de 90% das estrelas do universo são estrelas da “sequência principal”. Quando estes objetos estelares gastam todo o seu combustível de hidrogénio, aumentam de tamanho para centenas de vezes do normal durante a fase conhecida como “ramo gigante”, que dura alguns milhões de anos.

Além de crescerem em tamanho, as estrelas neste estágio também experimentam um grande aumento na sua luminosidade, uma vez que emitem uma intensa radiação eletromagnética. Após este estágio, as estrelas largam as suas camadas externas expandidas, colapsando num denso remanescente conhecido como anã branca.

De acordo com o estudo publicado em dezembro na revista científica Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, a radiação cada vez mais intensa emitida pelas estrelas da sequência principal durante a fase do ramo gigante” será absorvida pelos asteróides. À medida que a radiação é obsorvida, move-se através deles antes de ser emitida de uma ponto diferente. Isto faz com que os asteróides girem cada vez mais rápido até quebrarem – conhecido como efeito YORP.

Este processo continua até que os objetos alcancem entre um e cem metros de diâmetro. Segundo os investigadores, asteróides maiores são mantidos frouxamente unidos e, portanto, a sua força interna é fraca, por isso, partem-se mais facilmente. Por outro lado, asteróides mais pequenos têm mais força interna.

De acordo com o Newsweek, os resultados do estudo indicam que, durante a fase do ramo gigante do sol, asteróides ainda mais distantes do que Neptuno ou Plutão seriam pulverizados por esse efeito.

No nosso Sistema Solar, este processo de desintegração pode demorar alguns milhões de anos – uma escala de tempo relativamente curta em termos cósmicos – e deixaria para trás um disco de detritos ao redor da anã branca.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …