Mistério de sinais bizarros que chegam à Terra solucionado 50 anos depois

SRI / wikimedia

-

De vez em quando, os cientistas detetam sinais misteriosos que chegam à Terra, sem conseguir identificar a sua fonte. Agora, investigadores finalmente resolveram um desses mistérios: um sinal bizarro identificado há 50 anos.

Um novo estudo publicado na Geophysical Research Letters reivindica ter solucionado o enigma dos chamados “ecos de 150 quilómetros”.

Todos os dias, ao amanhecer e entardecer, o fenómeno surge: sinais de radar inicialmente enviados para o espaço por cientistas refletem de volta para o chão, como ecos.

Durante o nascer do sol, algo a uma altura de 150 quilómetros age como um espelho para estes sinais. Já ao meio-dia, o espelho “baixa-se” a uma altura de 20 a 30 quilómetros. O espelho sobe novamente com o pôr do sol, onde desaparece na noite.

As sondas enviadas para a atmosfera durante o nascer e o pôr do sol não conseguiram identificar qualquer fonte potencial para tal efeito de reflexão.

Espelho de iões

Investigadores da Universidade de Boston, nos EUA, liderados pelo astrónomo Meers Oppenheim, decidiram tentar identificar este espelho de uma vez por todas.

Os cientistas observaram que a fonte dos ecos se tornava mais poderosa durante as explosões solares e consideravelmente mais fraca durante os eclipses, e notaram ainda que o aumento da profundidade do sinal durante o dia combinava com o ângulo da radiação solar.

Estas provas circunstanciais pareciam apontar para a nossa estrela mãe como a culpada, mas era improvável que o sinal fosse proveniente do próprio sol.

Oppenheim and Dimant / Jorge Chau / GRL

Os ecos, acompanhados ao longo do dia, em altitudes variadas

Os ecos, acompanhados ao longo do dia, em altitudes variadas

A luz ultravioleta do sol arranca eletrões das moléculas de oxigénio e azoto na atmosfera superior, e lança esses eletrões a altas velocidades, com energias consideráveis.

As interações destes eletrões com as moléculas ionizadas e outras partículas podem fazer com que os iões vibrem em massa.

Os cientistas sugerem, assim, que esta vibração poderia gerar ondas energéticas suficientemente fortes para refletir os sinais de radar que vêm a partir do solo.

Usando simulações de computador para reproduzir este mecanismo, os investigadores mostraram que, de facto, a energia da radiação solar é suficiente para produzir iões que reflitam os sinais.

À medida que o sol nasce e se move no céu ao longo do dia, o ângulo de radiação solar muda, e os iões vibrantes movem-se mais para baixo no céu. No pôr do sol, o ângulo diminui, e o “espelho” move-se de volta para cima.

Durante as erupções solares energéticas, por sua vez, mais iões podem ser produzidos – e o espelho torna-se ainda mais poderoso.

HypeScience

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá, ZAP! Obrigado pela notícia. Queria fazer um reparo. Não há moléculas sem electrões, dado que eles são essenciais para formar moléculas (isto é, átomos ligados entre si). Tampouco essa é a definição de ião. Ião é um átomo cuja carga electrónica foi alterada, seja pela adição, seja pela remoção de electrões. Há moléculas formadas por iões, por exemplo o sal comum (cloreto de sódio). Obrigado. 🙂

    • Caro BGM,
      Obrigado pelo seu reparo. A expressão “moléculas sem electrões” pretendia na realidade significar “moléculas com electrões a menos”.
      O parágrafo foi reescrito para corrigir o erro e clarificar o seu conteúdo.

RESPONDER

"Casa de animais". Escândalo sexual nos Dallas Mavericks abala NBA

O ex-presidente executivo da equipa da NBA foi acusado por várias funcionárias de assédio sexual, assim como o responsável pelo site da organização. Uma investigação levada a cabo pela Sports Illustrated revelou, esta quarta-feira, as práticas de …

Sporting vs Astana | Leão empata mas segue em frente

O Sporting cumpriu o esperado e apurou-se para os oitavos-de-final da Liga Europa, apesar de empatar com o Astana, em casa, por 3-3. Após uma primeira parte de alguns sustos, Bruno Fernandes “abriu o livro” após …

REN pode vir a pagar metade da fatura da tarifa social do gás

Esta quinta-feira, o jornal Público avança que o Governo quer que, em vez dos consumidores, sejam as "transportadoras" e "comercializadoras" a financiar a tarifa social do gás. A ERSE terá de adaptar as tarifas à …

Proteína BolA torna bactéria salmonela mais resistente

Uma equipa de cientistas portugueses está a estudar a proteína BolA, de forma a tentar combater o facto de a salmonela ser um dos grandes problemas existentes na atualidade, já que esta bactéria pode contaminar …

Presidente da Ford nos EUA demite-se por comportamento inadequado

Uma investigação interna concluiu que Raj Nair levou a cabo comportamento "inconsistente com o código de conduta da empresa". O Presidente da Ford nos EUA, Raj Nair, demitiu-se "com efeitos imediatos" depois de uma investigação interna …

PJ investiga contas bancárias de Bruno de Carvalho e de familiares

As contas bancárias de Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, estão a ser passadas a pente fino por investigadores da Polícia Judiciária, no âmbito das suspeitas em torno de eventuais "luvas" nas transferências de jogadores. A …

Rúben Semedo em prisão preventiva acusado de tentativa de homicídio

O futebolista português Rúben Semedo, internacional sub-21 que joga no clube espanhol Villarreal, vai ficar em prisão preventiva, a aguardar julgamento, depois de ter sido acusado de tentativa de homicídio. Um juiz do tribunal de Líria, …

Opositor russo Alexei Navalny detido um mês antes das presidenciais

O líder da oposição russa Alexei Navalny anunciou ter sido detido pela polícia em Moscovo, a menos de um mês das eleições presidenciais, para as quais apelou ao boicote. Através do Twitter, Navalny disse ter sido …

Com 13 anos, Jack não conseguiu jogar na lotaria (mas comprou uma arma)

Jack, um rapaz norte-americano de 13 anos, tentou, sem sucesso, comprar cerveja, cigarros, revistas para adultos ou até jogar na lotaria. Mas quando se tratou de comprar uma arma, conseguiu-o em menos de dez minutos. O …

PCP sozinho na luta contra o Acordo Ortográfico

PSD, PS, CDS e BE demarcaram-se, esta quarta-feira, do projeto de resolução do PCP, que pretende a desvinculação de Portugal do Acordo Ortográfico de 1990, ainda que admitam a necessidade de o aperfeiçoar. Na defesa do …