Milhares de pessoas manifestam-se na Austrália contra o confinamento

Mick Tsikas / EPA

Milhares de australianos manifestaram-se, este sábado, em várias cidades do país contra as restrições impostas pelo Governo para controlar o aumento de casos de covid-19.

Em Sidney, cerca de mil manifestantes protestaram contra o confinamento decretado para combater a pandemia, violando a obrigação de permanecer em casa, que vai estar em vigor até 30 de julho.

A polícia australiana deteve um número indeterminado de pessoas durante os protestos. Os manifestantes tentaram bloquear o trânsito em algumas das estradas mais movimentadas da cidade, havendo registo de alguns confrontos violentos.

Em comunicado, a Polícia do estado de Nova Gales do Sul, cuja capital é Sydney, disse que “reconhece e apoia” o direito de reunião pacífica e de liberdade de expressão, mas precisou que o protesto violou as atuais ordens de saúde pública, afirmando que “a prioridade da polícia é sempre a segurança da comunidade em geral”.

A autoridade sanitária regional detetou 163 novos casos de covid-19, este sábado, o número mais elevado desde que o atual surto foi identificado, em meados do mês passado. Em causa está a variante Delta, inicialmente identificada na Índia e mais contagiosa.

De acordo com a emissora britânica BBC, também já se verificaram protestos, embora mais pequenos, em cidades como Melbourne e Brisbane.

Mais de metade dos 25 milhões de habitantes do país estão sob medidas de contenção. Por exemplo, a população dos estados de Vitória e da Austrália do Sul também está confinada até dia 27.

Além do aparecimento da variante Delta, também não está a ajudar o facto de a Austrália ser uma das nações com uma das taxas de vacinação mais baixas do mundo. Segundo a BBC, atualmente, menos de 14% da população está totalmente vacinada.

Esta sexta-feira, a Nova Zelândia anunciou a suspensão, durante oito semanas, da chamada “bolha aérea” que permitia voos sem restrições com a Austrália.

Jacinda Ardern, primeira-ministra neozelandesa, justificou a medida com a necessidade de evitar “um risco para a saúde dos neozelandeses”, ao lembrar que no país vizinho “há vários surtos, e em diferentes fases de contenção, que obrigaram ao confinamento de três estados”.

De acordo com os dados da universidade norte-americana Johns Hopkins, a Austrália contabiliza mais de 32 mil casos de infeção e 916 mortes desde o início da pandemia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …