/

México venceu, apesar de não deixarem os jogadores dormir

Marvin Recinos / AFP

Adepto do México durante jogo de apuramento para o Mundial de 2022

Adeptos de El Salvador acrescentaram um episódio à rivalidade com o México. Corona começou no banco mas entrou logo aos 20 minutos.

O México continua o seu percurso vitorioso rumo à fase final do Mundial 2022. Os mexicanos, que em seis jogos ainda não perderam na zona da América do Norte e Central, venceram em El Salvador por 2-0, na última madrugada.

Héctor Moreno inaugurou o marcador perto da meia hora e Raúl Jiménez, de grande penalidade, fechou o resultado aos 92 minutos.

Além do ex-avançado do Benfica, outros nomes conhecidos do futebol português jogaram pelo México: Jesús Corona (suplente mas entrou logo aos 20 minutos, devido à lesão de Alexis Vega), o titular Funes Mori e o suplente utilizado Héctor Herrera.

Este resultado fez subir para 14 o número de pontos do México. Mais três do que os Estados Unidos da América, que estão no segundo lugar. El Salvador ocupa a sétima e penúltima posição, com cinco pontos.

Adeptos a fazer barulho

A selecção do México venceu mas os seus jogadores não terão descansado como queriam, na noite anterior.

Adeptos de El Salvador apareceram à porta do hotel onde ficaram os adversários e levaram tambores, pratos, enquanto entoavam muitos cânticos (e num volume bem elevado) e atiravam foguetes.

As tentativas de importunação por parte dos locais não aconteceram apenas junto ao hotel e não foram elaboradas apenas por adeptos: os jornalistas mexicanos não tiveram autorização para entrar no Estádio Cuscatlán, que foi o palco do jogo.

A Federação de Futebol de El Salvador confirmou que os órgãos de comunicação social que acompanharam a selecção do México não tiveram acreditações para este encontro “devido aos direitos de transmissão internacional”.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE