México reabre investigação ao desaparecimento dos 43 estudantes

Mario Guzman / EPA

Familiares dos 43 estudantes desaparecidos em Iguala, no México

Familiares dos 43 estudantes desaparecidos em Iguala, no México

O México criou uma unidade especial para investigar o desaparecimento de 43 estudantes no ano passado, respondendo aos pedidos das famílias, que recusam a versão dos acontecimentos apresentada pelo Governo.

Há muito que os pais dos estudantes pedem uma nova investigação ao caso que abalou o país, palco de violência ligada a cartéis de droga. A Comissão Interamericana dos Direitos Humanos vai supervisionar a nova unidade de investigação.

Segundo o Ministério Público, a polícia da cidade de Iguala (estado de Guerrero, sul do México) sequestrou os estudantes e entregou-os a um gang narcotraficante Guerreros Unidos, que os matou e incinerou os corpos num terreno baldio em setembro do ano passado.

Ao citar confissões de membros deste gang, o então procurador-geral Jesus Murillo Karam disse que os estudantes foram mortos e colocados numa pira funerária que ardeu durante 14 horas, antes de as suas cinzas terem sido despejadas num rio das proximidades.

Apenas os restos humanos queimados de um estudante terá sido identificado no saco encontrado na água.

No entanto, especialistas independentes indicaram que não há provas científicas de que os estudantes tenham sido queimados – um especialista peruano em fogos concluiu mesmo ser impossível que os estudantes tenham sido queimados na lixeira em Cocula -, apelando ao Ministério Público que procure novas linhas de investigação.

Em setembro, esta nova peritagem foi anunciada pela procuradoria-geral do México na sequência de um relatório após uma investigação de seis meses.

No documento com 500 páginas, foram denunciadas numerosas irregularidades no processo oficial e conclui-se, com base na peritagem de um especialista em fogos e incêndios, e refutando a tese do governo do presidente Enrique Peña Nieto, que os estudantes não foram incinerados numa lixeira.

O “corpo colegial de peritos forenses do mais alto prestígio” vai analisar a lixeira de Cocula, onde os 43 jovens da Escola do magistério primário rural Raúl Isidro Burgos, situada na povoação de Ayotzinapa, terão sido supostamente incinerados após o seu assassínio sumário em 26 de setembro.

A procuradora Arely Gómez informou, na altura, que a investigação ministerial já motivou ações contra 131 pessoas, e os 110 suspeitos detidos enfrentam um processo judicial para responder a estes acontecimentos “que tanto indignam os mexicanos”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Colocações no ensino superior adiadas para o final de setembro

Na sequência do adiamento nos calendários dos exames nacionais do ensino secundário, o acesso às licenciaturas é também atrasado. O calendário de acesso ao ensino superior vai ser atrasado em cerca de três semanas. Os resultados …

Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, …

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …

Secretas alertaram a Casa Branca para o perigo do coronavírus em novembro

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos alertaram o Pentágono e a Casa Branca, no fim de novembro, que o novo coronavírus estava a espalhar-se em Wuhan, avisando que o vírus estaria a mudar o …