Metade da população mundial vive em 1% do território do planeta

indyrandhawa / Flickr

Saigão, Vietname

Um empreendedor, trader e antigo analista de risco de Nova Iorque, fascinado pela ciência (ou arte) emergente da data visualization, criou um mapa da distribuição da população humana no planeta e chegou a um resultado inesperado.

A imagem obtida pelo analista revela um fato chocante: metade dos 7,3 mil milhões de habitantes da Terra vivem nas regiões amarelas assinaladas no mapa, enquanto as restantes se espalham pelo vasto território a preto.

Os dados foram compilados pelo empreendedor nova-iorquino Max Galka, que usou informações publicadas pela agência espacial norte-americana NASA.

O resultado mostra que metade da população mundial se amontoa em apenas 1% do espaço terrestre do mundo, enquanto a outra metade ocupa os restantes 99% do planeta.

A população é geralmente dividida em regiões geográficas, como países, estados e cidades.

Mas Galka usou os dados obtidos para criar um mapa que distribui toda a população mundial numa grelha de pequenas “células”, na qual as fronteiras administrativas se tornam irrelevantes.

A grelha em que o mapa se baseia tem um total de 28 milhões de células, medindo cada uma aproximadamente 4,8 km por 4,8 km.

Max Galka / Metrocosm

Distribuição da população mundial. A amarelo, metade da população mundial.

Distribuição da população mundial. A amarelo, metade da população mundial.

“A região amarela no mapa inclui todas as células com uma população de 8.000 ou mais pessoas”, explica Galka à Metrocosm.

“Uma vez que cada uma delas tem uma área de cerca de 14 km², a densidade populacional de cada célula amarela é, pelo menos, de 900 pessoas por 1,6 km²”, acrescenta o analista.

“Por outro lado, a região preta é constituída por células com populações de menos que 8.000 pessoas. Ou seja, a densidade populacional em toda a área preta é menos de 900 pessoas por 1,6 km²”, conclui Galka.

A maior parte da região amarela está localizada na Índia, Bangladesh e China, onde quase metade da população do mundo está localizada. Nestes 3 países vive 46% da população mundial.

A amarela ilha de Java, na Indonésia, com aproximadamente o mesmo tamanho do estado de Nova York, nos EUA, contém uma população de 140 milhões, tornando-se a ilha mais populosa do mundo.

O Japão, uma região amarela um pouco mais fraca nas proximidades, é a segunda ilha mais habitada do mundo, encaixando 37 milhões de pessoas em Tóquio, a cidade mais populosa do mundo.

Mas nenhuma destas regiões contêm a célula mais povoada do mapa.

“Em todo o mundo, a célula com a maior população está localizada no Cairo”, diz Galka.

“A área, que mede apenas 14,4 quilómetros quadrados, é o lar de mais de um milhão de pessoas”.

Se a população mundial realmente ultrapassar os 11 mil milhões até ao ano de 2100, e se, como previsto, o maior crescimento ocorrer em África, não se poderá dizer que não temos espaço suficiente para acomodar todo mundo.

Mas, com as melhores e mais habitáveis regiões já verdadeiramente abarrotadas, espalhar a população crescente pela área preta não vai ser fácil.

Contudo, tal poderia revelar-se mais simples do que querer colonizar Marte, por exemplo.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

De norte a sul do país, autarcas pressionam Governo para fechar escolas

Os diretores escolares esclarecem que não têm qualquer autonomia para encerrar escolas, dependendo essa decisão de um parecer da entidade de saúde pública local e da confirmação por parte dos serviços do Ministério da Educação. …

Muito mais do que tabaco. Cientistas identificam drogas tomadas pelos maias em recipientes antigos

Uma equipa de cientistas da Washington State University identificou a presença de planta que não é do tabaco em recipientes de drogas dos antigos maias. Os investigadores detetaram "marigold mexicana" (Tagetes lucida) em resíduos retirados de …

Pico na primeira semana de fevereiro. Mesmo confinando, modelo prevê 1154 doentes em UCI

Portugal deverá ter 1.154 doentes internados em cuidados intensivos num pico na primeira semana de fevereiro, mesmo com um confinamento igual ao de março, avança um modelo da NOVA Information Management School. Portugal deverá duplicar o …

Biden assume leme dos EUA. Trump concede 140 perdões (e pede que se "reze" pelo sucessor)

Joe Biden assume esta quarta-feira o leme dos Estados Unidos. Porém, antes de sair, o Presidente cessante, Donald Trump, perdoou e comutou penas a mais de 140 pessoas. Nas horas finais da sua presidência, Donald Trump …

Ouvir música clássica enquanto faz exercício? A Ciência sugere que sim

Estudos sugerem que, ao contrário daquilo que pensa, ouvir música clássica enquanto se pratica exercício físico pode ajudá-lo no seu treino. Para muitas pessoas, uma parte essencial de qualquer regime de exercício é a música que …

“Não queiram fazer mistérios onde não existem”. UE encerrou caso do procurador europeu

A União Europeia (UE) deu por "encerrado" o caso do procurador europeu José Guerra e dos lapsos no seu currículo enviado pelo Governo. “A reunião dos membros do Conselho da UE decorreu na segunda-feira e …

Jack Ma reaparece após estar "desaparecido" quase três meses

O bilionário fundador do gigante do comércio eletrónico chinês Alibaba reapareceu, esta quarta-feira, numa reunião virtual com professores rurais, após meses de incerteza sobre o seu paradeiro. No vídeo, publicado no site do jornal chinês Tianmu …

Jesus voltou a testar negativo. Benfica confirma presença na Taça da Liga

O treinador do Benfica voltou a testar negativo ao novo coronavírus, num segundo teste realizado esta terça-feira, dia em que o clube anunciou ter 17 casos de infeção na sua estrutura profissional de futebol. "O Benfica …

Novas regras do confinamento entram em vigor esta quarta-feira (mas há exceções nos horários)

As novas medidas de restrição para travar a pandemia de covid-19 em Portugal entraram em vigor às 0h desta quarta-feira no âmbito do estado de emergência em vigor no país.  O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que …

Ratos paraplégicos voltam a caminhar graças a proteína inovadora

Cientistas criaram e injetaram uma proteína no cérebro de ratos paraplégicos. Após um par de semanas, os ratos recuperaram a capacidade de caminhar. Não, não é milagre. Uma equipa de investigadores alemães conseguiu restaurar a capacidade …