Messi em final de contrato. PSG já apresentou proposta — mas pouco muda

A proposta do Paris Saint-Germain de renovação de contrato com Lionel Messi prevê o mesmo salário por mais um ano de contrato.

Aos 35 anos, Lionel Messi encontra-se num impasse na capital francesa. O seu contrato com o Paris Saint-Germain aproxima-se do fim e o argentino tem já uma proposta em cima da mesa para renovar o vínculo com os campeões gauleses. Messi tem contrato com o PSG até junho do próximo ano.

Os rumores de que Messi não está feliz em Paris já duram há vários meses. Numa altura em que não estava a conseguir render aquilo que lhe era esperado, falou-se da possível saída do extremo. Agora, o jogador parece estar a recuperar a sua forma, contando com seis golos e oito assistências em 11 partidas disputadas esta época.

Segundo adianta o programa ‘El Larguero’, da Cadena SER, o PSG já apresentou uma proposta de renovação de contrato.

O novo vínculo seria válido por uma temporada, com mais uma de opção, no qual se mantêm as atuais condições salariais de 30 milhões de euros limpos por época.

Numa altura em que a continuidade de Messi é uma incógnita e que o argentino parece indeciso em relação ao seu futuro, a proposta do PSG parece pouco ambiciosa.

Certo é que, conforme Messi envelhece, o seu valor de mercado vai descendo. Ainda assim, o internacional albiceleste pode procurar outras alternativas, por exemplo no Médio Oriente, que lhe permitam um vencimento maior.

Por outro lado, o Barcelona está também interessado no regresso de Messi ao clube. A proposta do Paris Saint-Germain pode ser uma tentativa de afastar o interesse dos catalães.

Outro fator que pode inclinar a balança na decisão de Leo Messi é Kylian Mbappé. Muitos acusam o internacional francês de egocentrismo e do PSG estar a colocar demasiado poder nas mãos de um jovem jogador. As disputas entre Neymar e Mbappé também podem não agradar ao argentino.

Em entrevista ao RMC Sport, o ex-futebolista francês Emmanuel Petit comentou as recentes declarações de Mbappé, em que falou sobre as diferenças de jogar no clube e na seleção.

“É sempre o mesmo jogador. Vai chegar uma altura em que ele vai ter de parar. Eu acredito que ele é inteligente, mas será que eletirou dois segundos para pensar nas consequências das palavras dele? Isto tem um efeito bomerangue, ele tem de dizer as coisas em privado”, começou por dizer.

“Fala-se sempre de tudo com as portas fechadas e ele vai tornar os assuntos públicos assim. Eu, se estivesse no lugar do Messi ou de qualquer outro jogador da equipa, começava a chatear-me a sério sempre que ele fala. Para a próxima, perguntem-lhe qual é a equipa que ele quer que jogue. É o próximo passo”, acrescentou.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.